O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

Guia completo sobre o notebook Multilaser Legacy Book PC260

O Multilaser Legacy Book PC260 oferece um ótimo custo-benefício ao usuário. Suas configurações, apesar de simples, prometem fazer um bom trabalho. Então, conheça mais sobre o modelo e descubra se ele realmente vale a pena.

Leia também:

Notebook Multilaser Legacy Book PC260

Essa linha da Multilaser apresenta ótimos notebooks de entrada. Sendo assim, o Legacy Book PC260 vai agradar os usuários menos exigentes. Ele pode fazer tarefas com qualidade e rapidez.

Quem quer um computador para estudar ou trabalhar pode gostar bastante do modelo. Por isso, veja uma análise completa do aparelho para saber se ele é o ideal para suas atividades.

  • Processador: Intel Celeron J3455;
  • Tamanho da tela: 14,1 polegadas;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento: 64 GB eMMC;
  • Placa de vídeo: Intel HD Graphics 500;
  • Peso: 1,3 kg.

Design

O Multilaser Legacy Book PC260 tem acabamento em plástico, com a cor preta. Além disso, o design é todo simples e minimalista, nada chamativo. Então, agrega modernidade e sofisticação ao modelo.

Ele tem dimensões de 32,9cm x 2,1cm x 21,7cm e 1,3kg, sendo bastante leve. Assim, é bom para ajudar na mobilidade do dia a dia. Caso precise levar o notebook à faculdade, escola ou trabalho, por exemplo, é uma boa opção.

Multilaser Legacy Book PC260
Foto: Multilaser Legacy Book PC260

Tela e teclado

O notebook Multilaser tem uma tela de 14 polegadas, o suficiente para assistir filmes ou séries. Mas, a resolução é apenas HD, inferior à maioria dos notebooks. Isso pode ser uma decepção, já que existem aparelhos de entrada que possuem qualidade Full HD.

Teclas básicas mas com atalhos interessantes

Já o teclado tem um grande diferencial, que é a tecla que direciona à Netflix. Desse jeito, o usuário tem uma maior facilidade para entrar no serviço de streaming, o que ajuda muito na hora de ver filmes e séries.

Suas teclas são confortáveis e largas, o que diminui a chances de cometer erros de digitação. Porém, o modelo não tem retroiluminação, o que pode desagradar alguns consumidores. Afinal, será mais complicado escrever em locais com pouca luz.

Outro diferencial fica no touchpad, que é númerico, compensando a falta de uma parte dedicada. Assim, é uma ótima opção para pessoas que precisam trabalhar com números.

Desempenho

O que garante o custo-benefício do produto são suas peças mais baratas, mas ainda de qualidade. Por causa disso, seu desempenho acaba não sendo um dos melhores. Porém, pode agradar quem quer um notebook para o dia a dia.

Seu processador é o Intel Celeron, já conhecido em modelos de entrada. A performance da peça é boa para atividades leves como por exemplo, navegar na internet ou fazer uso do Pacote Office.

Já a memória pode ser considerada um dos pontos altos. 4 GB é um tamanho muito bom para notebooks básicos. Afinal, existem jogos e softwares leves que possuem como requisito mínimo essa quantidade de RAM.

O armazenamento do Multilaser Legacy Book PC260 é do tipo eMMC. Ou seja, mais rápido que um HD, mas inferior ao SSD. Esse tipo costuma ser mais barato, sendo encontrado bastante em aparelhos de entrada.

Multilaser Legacy Book PC260
Foto: Multilaser Legacy Book PC260

Som e vídeo

A qualidade do áudio é o esperado para aparelhos da categoria do Legacy Book. Ele não é tão potente, sendo preciso de fones ou caixinhas de som para quem quer um som perfeito. Mas, é possível ouvir com nitidez e pode agradar muitos usuários.

Sua webcam é um ponto bastante fraco, com definição VGA, assim, é inferior aos modelos com resolução HD. Quem precisa fazer muitas reuniões remotas pode ficar incomodado.

A placa de vídeo, por outro lado, é boa. É a Intel HD Graphics 500, do tipo integrada e pode rodar até mesmo os jogos mais leves. Apesar disso, para os games mais recentes e mais pesados, ela não é recomendada.

Bateria e carregamento

O Multilaser Legacy Book PC260 promete ficar 4 horas longe da tomada. Ou seja, um tempo bom para notebooks de entrada. Mesmo que haja alguns que aguentam 5 horas, uma a menos não apresenta grande diferença.

Esse tempo pode diminuir de acordo com as tarefas executadas pela máquina. Por exemplo, a duração é menor caso use jogos ou softwares leves, cerca de 2 ou 3 horas. Mas, em atividades mais complexas, a bateria costuma durar até 4 horas de forma fácil.

Prós do Multilaser Legacy Book PC260

O aparelho é um ótimo modelo de entrada, podendo executar funções do dia a dia. Além disso, suas configurações tornam possível baixar os games menos exigentes. Isso pode fazer uma diferença no lazer do usuário.

Possuir um armazenamento eMMC e uma memória RAM de 4 GB é uma grande ajuda. Mesmo sendo dois componentes básicos, podem ser considerados mais do que o suficiente para algumas pessoas.

O teclado com a tecla que direciona à Netflix também é uma vantagem. Não são todos os modelos de notebooks que possuem esse recurso. Assim, pode agradar principalmente quem gosta de assistir séries.

Contras do Multilaser Legacy Book PC260

Esse notebook tem boas configurações, mas ainda são inferiores aos top de linha do mercado. Por isso, não é bom para usuários que precisam fazer trabalhos em softwares pesados ou que gostam de passar um tempo em games exigentes.

Tanto o armazenamento quanto a memória do Multilaser Legacy Book PC260 não são expansíveis. Então, caso precise de um desempenho melhor, não há como fazer melhorias.

A webcam também pode ser um ponto bem fraco. Por ser um modelo perfeito para trabalho, uma câmera melhor encaixaria perfeitamente. Mas, com uma resolução baixa, o usuário pode preferir procurar por outro notebook ou comprar uma webcam à parte.

O aparelho tem um público alvo-específico, sendo assim, se precisar de um computador potente, ele não é ideal. Por outro lado, ele é ótimo para quem precisa navegar na internet, fazer pesquisas ou mexer em documentos pelo Pacote Office.

Multilaser Legacy Book PC260
Foto: Multilaser Legacy Book PC260

Perguntas frequentes

O que é Legacy Book?

Multilaser Legacy Book PC260

Essa linha possui modelos de entrada, feitos para tarefas leves e pouco exigentes. Além disso, oferecem um ótimo custo-benefício, prometendo qualidade por um preço acessível.

Qual o processador do Multilaser Legacy?

Multilaser Legacy Book PC260

É o Intel Celeron, muito presente em modelos de entrada. Pode fazer tarefas leves de forma fácil. Ainda mais, é uma peça barata, sendo um dos preferidos para aparelhos simples.

Qual o Windows do notebook Multilaser Legacy Book PC260?

Multilaser Legacy Book PC260

Ele tem o Windows 10 e ao que tudo indica não terá atualização para o 11. Apesar disso, ainda é um sistema operacional presente em muitas máquinas, bom para o dia a dia.

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]
você pode gostar também
Comentários
>