O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

Mini Processador Cadence Easy Cut: Vale a Pena?

Se você já conhece toda a linha facilitada da Cadence e todas as vantagens que a marca pode te oferecer, talvez este post não seja a leitura ideal para você.

Mas se você veio aqui para entender um pouco mais sobre a linha e, em específico, debater um pouco sobre mini processadores, que tal separar uma xícara de café e sentar o mais confortável possível na sua cadeira?

Está na hora de conhecer não só um produto eficaz e com design inovador, mas também um coringa interessante que pode deixar sua cozinha cada vez mais atrativa e facilitar as tarefas do dia a dia.

Dito isso, a bola da vez é o modelo Cadence Easy Cut que, não só cumpre bastante o que promete, mas também se mostra atraente no balanço de custo-benefício.

Vamos engajar juntos nesta postagem para conhecer um pouco mais sobre esse produto?

Conhecendo o Cadence Easy Cut

Imagem com Cadence Easy Cut preto
Foto: Cadence Easy Cut preto

Primeiramente, antes de falar do Easy Cut pode ser pertinente ler alguns parágrafos sobre a marca Cadence.

Visando a transparência, vale lembrar que a Cadence é uma grande loja de departamentos nacional, o que pode facilitar um pouco na hora de considerar a presença do devido suporte em caso de problemas técnicos.

Além de trabalhar com essa categoria, a marca também proporciona experiências dentro do lar, visando eletrodomésticos para o dia a dia na cozinha, de ordem geral da casa – ferro de passar, aspirador e etc. E através de produtos voltados à área de estética e beleza como escovas alisadoras ou escovas rotativas, cortadores de cabelo, prancha, secadores e etc.

Dentro da sua grande lista de produtos, o escolhido para entrar em debate desta vez é a classe de mini processadores, produtos voltados para a linha de cozinha da marca.

Para quem não é familiarizado, processadores são “parentes” dos liquidificadores que foram programados e criados para funções consideradas mais pesadas para esse tipo de eletrodoméstico.

A depender da quantidade de acessórios, esse produto pode facilmente ser considerado ou classificado apenas como um processador ou parte de uma grande linha de multiprocessadores que, com seus inúmeros acessórios e tipos de potência são capazes de fazer o dia a dia mais fácil.

Em especial, os mini processadores são uma classe de processadores mais simples e em tamanho mais compacto para funções específicas como triturar coisas em pequenas quantidades ou processar pastas ou elementos um pouco mais duros sem agredir as lâminas, como coco seco, por exemplo.

Dentro dessa classe, o Easy Cut se destaca como um aparelho bivolt disponível nas cores vermelho e preto com 15cm de altura, 10cm de largura e 12cm de profundidade, estrategicamente criado para pequenos espaços.

Ele conta com um copo graduado de 350ml/g, uma tampa com trava de segurança e um motor que envolve grande parte do copo para travá-lo com segurança adicional.

Mas, antes de promover o grande aliado da cozinha, que tal conhecer um pouco sobre suas vantagens e desvantagens?

Vantagens do Easy Cut da Cadence

Imagem com Cadence Easy Cut em dois ângulos
Foto: Cadence Easy Cut em dois ângulos

Preço

O Easy Cut é um mini processador bem econômico, tanto no uso de energia elétrica quanto no custo de compra do aparelho.

É possível conquistar o seu com o pequeno investimento de R$89,90 a R$139,90, a depender da empresa que seja realizada a compra ou a disponibilidade da cor do aparelho.

Ele acompanha um copo graduado, uma tampa, um motor e o conjunto de lâminas, todos com garantia de até 12 meses.

Sistema Easy On

O Easy Cut Não tem botão.

A Cadence instrui a travar o copo, colocar o que precisa ser triturado e, aí sim, pôr a tampa e travá-la. É esse o único passo a passo que vai fazer o produto funcionar por causa dessa singularidade.

Esse sistema é incrivelmente seguro e também conhecido como sistema de trava antiacionamento. O produto só vai ligar se todas as condições acima forem cumpridas. Na ausência de qualquer uma delas, só vai ocupar espaço.

Compacto

As dimensões desse produto permitem que seja facilmente higienizado e guardado em praticamente qualquer espaço vago da cozinha, evitando bagunça e organização excessiva para um novo eletrodoméstico na bancada.

Desvantagens do Easy Cut da Cadence

Imagem com Cadence Easy Cut vermelho
Foto: Cadence Easy Cut vermelho

Copo frágil

Durante a higienização, pode ser riscado facilmente pelo lado errado da esponja.

Como o material do copo é um plástico transparente de espessura relativamente fina, pode ser possível a quebra em caso de queda acidental.

O sistema Easy On não é tão fácil

A adaptação é um pouco desafiadora para quem não está acostumado com esse tipo de sistema, o que pode acabar facilitando a presença de alguns erros que podem não só ser prejudiciais ao eletrodoméstico como também complicar o dia a dia na cozinha pelo atraso no funcionamento do produto.

Review do mini processador Easy Cut da Cadence

As pessoas também perguntam

Como usar o mini processador Cadence?

O mini processador da Cadence tem um sistema bem inovador de encaixe chamado “Easy On!”. É só encaixar, girar até a trava e pronto. Basta alimentar o copo dosador com o que você deseja processar e ligar o aparelho.

Qual é o melhor mini processador de alimentos?

Atualmente, a Black + Decker lidera o mercado com o modelo KPMHC31T, mas o mini processador da Cadence fica logo em segundo lugar. Depois dele, os modelos da Mondial, Oster e Philco também ganham destaque.

O que se faz com um mini processador?

Depende. O uso processador – independente do tamanho – se assemelha bastante ao uso rotineiro do liquidificador. Isso significa que dá para triturar ou processar pastas, biscoitos, sorvetes caseiros e até mesmo cortar alguns vegetais bem finos – se presente o acessório específico para isso – como cenoura e pepino, por exemplo. Vamos resumir em “tudo o que o liquidificador tem dificuldade de fazer, o processador faz com maestria e bem melhor”.

Qual a diferença do multiprocessador para o processador?

O processador é um aparelho doméstico que foca em triturar ou processar os alimentos de fato, que pode ser classificado em mini – como o Easy Cut da Cadence – ou tamanho padrão. Já os multiprocessadores são aparelhos com dinâmica de 2 ou mais aparelhos em um só. Isto é, esse segundo pode assumir funções diversas como liquidificar ou até espremer laranjas, por exemplo. A diferença entre um e outro é, de fato, o quanto realmente um se sobressai sobre o outro em questões de função e custo-benefício.

Conclusões: vale a pena?

O mini processador da Cadence é um produto bastante prático no dia a dia e, pela relação de custo- benefício ofertada pela marca, essa pode ser considerada uma compra inteligente.

Por esse valor, a potência de 100W desse produto pode substituir facilmente o mixer ou o liquidificador, mas, seu tamanho pode se tornar um empecilho.

Caso você busque um mini processador para agilizar o preparo de pastas, temperos ou manteigas saborizadas, por exemplo, essa pode ser uma ótima aquisição.

Mas caso você tente replicar isso em grande quantidade, pode acabar se deparando com um desafio inesperado. Este aparelho não está preparado para funcionar várias vezes consecutivas, o que pode levar a seu mau funcionamento ou até curto-circuito.

Se seu objetivo é cozinhar para várias pessoas, a dica é ir atrás de um processador de tamanho padrão ou tentar incluir na sua cozinha um sistema de multiprocessadores.

Clique para avaliar
[Total: 1 Nota: 5]
você pode gostar também
Comentários
>