O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

O Mini Processador Britânia 2p é Bom? #Review

Se você busca dar um up na sua cozinha e potencializar o uso dos seus eletrodomésticos ao máximo, que tal dar uma chance para o mini processador da Britânia?

Se você está cansado de bater cebolas, molhos mais espessos ou até algumas bolachas para fazer sobremesas rezando para o liquidificador não te deixar na mão, talvez esteja na hora de investir em um processador.

É mini para o seu bolso e para a bancada da sua cozinha, que pode, inclusive, te agradecer mais tarde por facilitar o trabalho já árduo de cozinhar para a sua família.

Por isso, o produto em questão, de hoje, é o mini processador Britânia 2p, um eletrodoméstico tão necessário quanto qualquer outro dentro da sua casa.

Talvez você já conheça a marca de outros carnavais, mas vale sempre relembrar um pouco da boa e velha Britânia que começou a se arriscar nesse ramo através das sanduicheiras nos anos 2000.

Não só essa marca é confiável e durável, como também é uma das marcas brasileiras com a melhor relação de custo-benefício do mercado.

Então, que tal conhecermos um pouco mais sobre essa novidade no mercado e no mundo?

Conhecendo o mini processador Britânia 2p

Imagem com mini processador 2p da Britânia e frutas dentro
Foto: mini processador 2p da Britânia com frutas dentro

Apesar de terem sido chamados de novidade, os mini processadores são apenas uma versão reduzida dos inúmeros processadores e multiprocessadores no mercado, que conquistam cada vez mais cozinhas mundo afora.

Os processadores são elementos essenciais numa cozinha para fazer tudo aquilo que o liquidificador não consegue, ou o motor tem bastante dificuldade em realizar.

Sua importância é tanta que, inclusive, multiprocessadores já são vendidos no mercado para mesclar o que se conhece do liquidificador com outras funções ainda mais facilitadores do dia a dia.

Mas, se sua necessidade é pequena ou você não se familiariza muito bem com esse tipo de eletrodoméstico, que tal investir numa versão mini?

Eles são indicados especialmente para quem vive sozinho ou pequenas famílias que queiram fazer preparos culinários pequenos e rápidos.

Em especial, o mini processador da Britânia é um aparelho bivolt com 50W de potência disponível apenas na cor preto com certas singularidades.

Ele possui um copo dosador de 360ml, uma tampa, um jogo de lâminas vertical e um botão de acionamento, como grande maioria dos concorrentes.

Um diferencial interessante e, inclusive um ponto positivo para sua segurança, seria a presença de pés antiderrapantes para evitar a locomoção do aparelho durante o uso e evitar quedas acidentais.

Mas é somente essa sua vantagem? Vamos conferir a seguir.

Vantagens do mini processador 2p da Britânia

Imagem com mini processador 2p da Britânia vazio
Foto: mini processador 2p da Britânia vazio

Preço

O preço varia bastante, mas sempre entra numa média de R$92,90 a R$119,90, então, existe uma relação de custo-benefício bem agradável para o consumidor.

Econômico

Esse aparelho não gasta muita energia para continuar funcionando, já que apenas liga quando o botão é pressionado e todas as exigências são cumpridas.

Não há medo em deixá-lo na tomada.

Segurança em dobro

Esse mini processador conta com pés antiderrapantes para evitar a locomoção do aparelho durante seu uso e uma trava de segurança para evitar que ele seja ligado sob encaixe inadequado.

Quando não encaixado ou fechado corretamente, o aparelho não funciona, mesmo com o pressionar do botão. Essa medida não só preserva o aparelho, mas também evita acidentes com o consumidor.

Desvantagens do mini processador da Britânia

Imagem com mini processador 2p da Britânia e sua caixa
Foto: mini processador 2p da Britânia e sua caixa

Potência

Há certo tempo, um concorrente da Cadence foi avaliado aqui no Cupomzeiros.

O Easy Cut tinha, por um preço similar, 100W de potência, enquanto o mini processador da Britânia possui apenas 50W, metade da eficiência pelo mesmo preço.

Pode demorar um pouco mais do que o previsto para que as preparações sejam concluídas.

O botão dá dor de cabeça

Dentre 100% dos consumidores, pelo menos 90% relata – através do Reclame Aqui – a presença de um botão realmente rígido, o qual requer bastante força para manter o aparelho funcionando.

Talvez seja interessante testar na loja física antes de fazer um pedido online, ou comprar o aparelho, de fato, para tomar suas próprias conclusões.

A estrutura é um pouco frágil

Copo dosador e tampa podem sofrer um pouco durante a lavagem ou quedas acidentais, já que o material não é dos melhores.

Um dos medos, inclusive, é na hora de ligar o aparelho. Copo e tampa precisam estar travados para que o mini processador seja ligado.

No caso da tampa, é preciso usar um pouco de força até ouvir o clique da trava. Em caso de excesso, a quebra é provável.

Não aguenta usos consecutivos

Apesar de o mini processador ser “uma mão na roda”, ele não aguenta usos contínuos. Depois de utilizada, a máquina deve descansar pelo menos de 5 a 10 minutos – a depender da temperatura da região do Brasil – antes da próxima sessão.

Caso você não respeite esse intervalo, assim como acontece com o liquidificador, o motor do produto pode queimar e ser necessária a intervenção da assistência técnica.

Não trabalha com excessos

Diferente da foto, o copo tem um limite específico de quanto pode ser triturado de cada vez. Em caso de falta de respeito desse aspecto, o aparelho não funciona ou funciona com uma capacidade muito reduzida ou quase nula.

Vale a pena fazer um teste preliminar com pastosos e sólidos antes de contar com o produto para a produção de receitas específicas.

Review do mini processador da Britânia

As pessoas também perguntam

Qual é o melhor mini processador de alimentos?

A marca Black + Decker lidera esse departamento seguida da Cadence, Mondial, Oster, Philco e então Britânia. A diferença base entre essas marcas é a potência de cada motor, tamanho de copo dosador e sistema de utilização.

O que se faz com um mini processador?

É possível processar nozes, torradas, coco, carne, cebola, alho e outros alimentos. As pessoas geralmente optam pelo mini processador para lidar com pequenas quantidades desses alimentos que possam sobrar ou que precisam ser trituradas para alguma receita secundária.

Como usar o mini processador elétrico?

Grande parte dos mini processadores já são vendidos com uma trava de segurança elétrica para impedir o funcionamento em caso do não cumprimento de algumas regras específicas. Mas, no geral, basta encaixar o copo e a lâmina vertical, encher o copo apenas até a margem de segurança, fechar a tampa e acionar o botão.

Qual a melhor potência para processador de alimentos?

Para os mini processadores, algo em torno de 100W é a média. Quanto maior a potência, melhor a qualidade do produto. Já para os padrões, fica em algo próximo de 400W a 600W, respeitando essa mesma regra.

O mini processador da Britânia é bom?

O mini processador da Britânia é um ótimo aparelho tanto em design, quanto em funcionalidade.

Há um certo tempo atrás foi apresentado um mini processador da Cadence com 100W de potência (Easy Cut) que, igualmente, mostrou um bom desempenho aliado a uma melhor ainda relação de custo-benefício.

Mas, em um comparativo rápido, o Easy Cut ganha do mini processador da Britânia em potência (50W) e funcionalidade, perdendo apenas justamente pela presença de um botão que permite seu acionamento e desligamento que, no fim das contas, acaba nem sendo tão vantajoso assim.

Apesar desse detalhe ser um pouco irrisório, faz toda a diferença na potencialização dos padrões de segurança, assim como também melhora a experiência do consumidor. Mas, da forma que esse botão foi configurado em rigidez, pode não ser uma opção viável. É preciso testar em loja.

Vale lembrar que o detalhe do tamanho do copo dosador permanece.

Se você busca fazer seus preparos culinários em grande quantidade, esse aparelho não é adequado para você, pois pode deixar de funcionar depois de algumas vezes.

A limitação do mini processador é exclusivamente também sua indicação: pequenas quantidades.

Então, sim, o mini processador da Britânia é uma compra inteligente, mas para poucos públicos.

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]
você pode gostar também
Comentários
>