As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Como saber se o meu celular está com vírus?

O celular está presente no bolso de bilhões de pessoas pelo mundo, sendo que é cada vez mais difícil encontrar alguém que não tenha um dispositivo móvel, ainda mais se for uma pessoa mais jovem.

Eles estão cada mais poderosos e completos, com múltiplas funcionalidades. Porém sem os devidos cuidados, o celular também pode sofrer com problemas que antes eram associadas apenas aos computadores e notebooks: a presença de vírus.

Geralmente os principais alvos são os dispositivos Android, por conta de que a plataforma tende a ser mais aberta, inclusive permitindo a instalação de aplicativos sem que ocorra a aprovação do Google. Porém isso também pode ocorrer para quem utiliza o iOS, sujeito de várias ameaças e especialmente quando o seu celular estiver sujeito ao jailbreak, que permite baixar os apps que não estão disponíveis na Apple Store.

1. Aumento no uso de dados

Um dos pontos que irá notar é que antes, aquele seu pacote de dados de Internet que durava o mês todo, agora não chega na melhor das hipóteses ate a metade.

Esse pode ser um claro sinal de malware que atingiu o seu aparelho e que acontece na maioria das situações por utilizar aplicativos de segundo plano ou estar tentando transmitir informações do seu aparelho para algum atacante.

2. Os pop-ups começam a aparecer

Uma série de malwares que infectam os celulares não tem a missão de realizar o roubo dos dados, mas sim de realizar a divulgação de publicidade e geralmente de forma que se mostra invasiva.

Os pop-ups de propaganda já são um sinal dessa ação, que acabam tomando a tela do dispositivo móvel mesmo se os bloqueadores de anúncio estiverem anunciados. Embora eles possam parecer até menos nocivos do que outras ameaças, sendo que vírus desse tipo também contribuem para maiores travamentos no celular assim como descarregar a bateria em um tempo bem menor do que o comum.

3. Apps não funcionam mais como antes

Após algum tempo, é comum que os celulares parem de executar os aplicativos em novas versões. Porém esse é um processo que não ocorre do dia para a noite, e se falhas começam a aparecer sem um motivo que seja aparente, isso pode ser uma consequência tanto de um vírus como também de um malware.

4. Conta de celular que aumenta

Enquanto uma série de ameaças tentam se aproveitar da conexão no Wi-Fi ou do pacote de dados para irem ganhando terreno, sendo que outros recorrem para as mensagens de SMS para esse tipo de invasão.

Exemplo disso são as invasões que ocorrem por Cavalo de Troia, que foram detectados de sua existência ainda em 2017, enviando textos com links na tentativa de aumentar a lista de alvos infectados. Será um sinal de alerta caso o seu aparelho esteja apresentando problemas.

5. Baixar aplicativos desconhecidos

É muito comum realizar instalação de aplicativos que não são conhecidos e que acabam ficando até esquecidos no celular, com pouca ou nenhuma utilidade. Geralmente, só lembramos de sua existência quando estamos realizando uma varredura no celular.

Uma série de vírus se aproveitam desse comportamento para disfarçar os aplicativos que são falsos, onde se deve realizar a desinstalação imediata dos apps no intuito de garantir a proteção do celular.

6. Evitar o superaquecimento

Não é um problema que o celular passe por um superaquecimento, ainda mais durante a prática de jogos eletrônicos e que é uma atividade intensa para toda a parte interna do dispositivo móvel.

Porém é muito bom ficar atento quanto a isso caso esse evento esteja ocorrendo com muita frequência. Se por acaso o seu dispositivo esteja aquecendo mesmo quando você estiver em repouso, isso é um possível sinal de que um vírus que está agindo no celular em segundo plano e que consume muitos dos seus recursos.

7. Ações que não podem ser reconhecidas

Algum contato parou para perguntar sobre uma mensagem suspeita que você não lembra de ter enviado? Isso também pode ser um claro sinal de que o seu dispositivo móvel está contaminado e que está se espalhando também pela lista de contatos.

Também é muito comum que os malwares realizem curtidas sem o seu conhecimento, como nas redes sociais e até mesmo realizar publicações em seu nome convencendo outras pessoas a também terem os seus aparelhos contaminados.

8. Bateria que não dura mais tanto quanto antes

Esse é um sintoma que é ligado aos fatores anteriores, como um maior consumo da bateria do celular e que pode ocorrer sem que o telefone tenha que trabalhar muito a mais.

Caso a carga não dure mais tanto quanto antes, isso pode ser um claro sinal de que o vírus está contaminado e afetando os seus recursos. Pense em realizar uma varredura no celular o mais rápido possível, baixando um software que seja especializado e com boas referências.

9. Atualizações que ficam mais frequentes

Se mesmo após realizar a atualização dos aplicativos na Play Store ou Apple Store, continuam surgindo mensagens de que algum deles precisa de uma nova versão para instalar, isso pode ser um sinal de que o celular foi afetado por um vírus.

Esse que pode ser o resultado de uma ação de malwares, pode ser um uso dos avisos como uma forma de convencer a executar os pacotes e que ampliam os ataques, até comprometendo as suas informações pessoais.

10. Danos que causam a modificação dos arquivos

Outro sinal que é muito comum e que são possíveis ameaças ao seu telefone, é a ocorrência de aparecer arquivos que não existiam ou mesmo de que os dados que já existiam sejam modificados sem que você perceba.

Para os documentos que você costuma acessar com frequência, em alguns momentos eles irão aparecer com a mensagem de que foram “corrompidos”, o que já é um sinal para desconfiar de que o celular está com vírus. É bom ficar atento, pois os arquivos não ficam corrompidos com frequência em nenhum dispositivo móvel que esteja funcionando perfeitamente.

11. Ser redirecionado para páginas da Internet sem que queira

Um sinal claro de que os aparelhos estão com vírus é quando ocorre algum redirecionamento para outras páginas de navegação sem que você queira. Quando tentar entrar em um site e automaticamente acabar parando em um outro, esse pode ser um claro sinal de que o seu celular está com vírus.

De forma quase imediata, se deve adequar a todas as verificações para a conclusão de causas e que servirá para se ver livre do vírus.

Essa ação costuma ser comum até mesmo para um celular que não tenha sido afetado por um vírus, no entanto páginas maliciosas podem acabar direcionando para outras páginas, pois algumas até utilizam de iscas, falando que o seu celular está precisando de uma varredura, pedindo para que seja feita uma correção imediata.

Todas essas iniciativas são pensadas para enganar os usuários. Mas tirando os sinais retratados acima, é importante ficar atento ao consumo elevado de dados. Quando o consumo de dados fica além do que é recomendado, isso pode sinalizar para um claro indício de vírus que envia um pacote de informações ao servidor de dados. Por isso, olho também neste detalhe.

Boas dicas para evitar vírus em seu celular

Existem algumas medidas que podem ser tomadas para evitar com que um vírus se espalhe em seu celular. Todo cuidado é pouco e deve ser tomado na medida de sempre que for possível, sobretudo se utilizar um telefone corporativo. Afinal, ninguém vai querer ser demitido por danificar o celular da empresa, em um erro tão banal.

1. Não esqueça de ter um bom antivírus

A primeira dica talvez seja a mais importante. Os antivírus são as principais ferramentas na busca por combater os malwares que atacam os celulares.

Eles podem ser baixados diretamente em sua loja de aplicativos do Smartphone e podemos também dizer que são muito rápidos para serem instalados, além de simples para serem utilizados.

Basta com que seja ativado os modos de proteção e realizar periodicamente varreduras em seu dispositivo, o que irá manter o seu celular sempre seguro.

Além disso, para que seja feito também no uso corporativo, o mais indicado é adquirir uma versão por assinatura, que irá oferecer uma maior variedade de recursos e eliminar também a ameaça que o dispositivo móvel está passando.

iOS pode ser mais sólido no combate ao vírus do que o Android?

De forma geral, os dispositivos iOS apresentam um mecanismo de segurança que se mostra muito mais solido do que os de Android no geral. Contudo, o iPhone também pode pegar um vírus assim como ocorre no Android.

Sendo assim, caso você note algum comportamento estranho ou dados que listamos anteriormente sobre o iPhone, a dica é que seja feita uma restauração utilizando um backup anterior.

você pode gostar também
Comentários