Death Note é uma das produções mais variadas que existem, partindo de sua criação original em mangás, criado por Tsugumi Ohba, até outros diversos meios de divulgação, como séries, animes e filmes, sendo que todos fazem bastante sucesso com o público.

Por ser uma história de origem japonesa, partindo exatamente da cultura  e crença do país, foi uma empresa japonesa de televisão que iniciou os projetos mais elaborados da obra, lançando uma série e também alguns filmes. Também foram produzidos um anime de Death Note, entre os anos de 2003 e 2006, e que ainda podem ser acompanhados atualmente.

A própria Netflix, criadora de diversos conteúdos originais, como Away, criou sua própria reprodução da história, que foi um filme, lançado em 2017, que fez bastante sucesso com o público.

Death Note – Trailer

O trailer do filme de Death Note já consegue passar bastante de todo o terror que a trama possui, com a presença marcante de Ryuk, o deus da morte, que torna toda a produção sempre com um ar de medo e angústia, devido, dentre outros fatores, a aparência assustadora do personagem. Tanto que sua classificação é bastante alta, sendo realmente voltada para adultos, devido a todo o conteúdo que é bastante pesado, com cenas mais fortes.

Elenco de Death Note

A história contada em Death Note é realmente bastante envolvente, tendo uma visão bastante interessante sobre os fatores da vida, e com um ar de terror bastante forma, que é o gênero mais marcante em toda a trama. Todo o poder dado a um único ser humano, que consegue lidar com a morte em suas próprias mãos, e todas as possibilidades que ela pode oferecer com isso, é realmente bastante envolvente de se ver.

Além do mais, a própria visão que cada pessoa consegue formar da história, com olhares diferentes, é outro ponto bem interessante, e que fez bastante sucesso. Tanto que a obra ganhou diversas versões ao longo do tempo, sendo um dos mais recentes e bem produzidos, o filme original da Netflix, intitulado de Death Note, que conta com um elenco de peso, como o ator Willem Dafoe.

Death note Nat Wolff Death Note: elenco, trailer e curiosidades
 Nat Wolff como Light Yagami
Death note Willem Dafoe Death Note: elenco, trailer e curiosidades
Willem Dafoe como Ryuk
Death note Lakeith Stanfield Death Note: elenco, trailer e curiosidades
Lakeith Stanfield como L

Lembrando que esse é o elenco do filme da Netflix, lançado em 2017, sendo uma produção original da plataforma.

Resumo da série Death Note

Death Note narra a história de Light, um estudante do ensino médio que acaba encontrando um livro estranho por acaso. O livro, chamado Death Note, ou livro da morte, foi deixado propositalmente por um deus da morte, Ryuk, que estava entediado e queria ver o que um ser humano realmente faria caso tivesse os poderes do livro.

O livro da morte leva esse nome porque quando alguém escreve o nome de uma pessoa nele, essa pessoa é condenada à morte, falecendo em 40 segundos.

Para isso, há apenas algumas poucas regras, que são a necessidade de pensar na face da pessoa enquanto se escreve o nome. Então, é preciso já ter visto ao menos alguma imagem de quem se quer matar para que isso seja possível.

A outra regra é em relação a causa da morte, isso porque, caso seja necessário uma morte mais específica, é preciso que ela seja escrita dentro de 40 segundos. Então, caso nada seja adicionado, a vítima morre de parada cardíaca.

Assim, ao encontrar o livro, Light, que era uma pessoa boa, notando os poderes que havia adquirido, decide utilizá-lo para o bem, matando todos os bandidos do mundo, a fim de deixar o mundo mais seguro e justo.

Depois de realizar essa ação algumas vezes, o mistério acaba despertando um interesse geral, buscando saber quem é o justiceiro misterioso. Assim, entra em ação também um ponto bem característico de Death Note, que é um teor de investigação, com a presença do detetive L, que começa a investigar o caso.

Todo o enredo da história parte exatamente dessa premissa, relacionado a essa capacidade do personagem principal de conseguir tirar a vida de qualquer um que queira. Além do mais, a presença do deus da morte deixa tudo ainda mais sombrio.

Qual a questão moral por trás de Death Note?

Death Note é uma produção de bastante sucesso, que conseguiu bons números em todas as plataformas e formatos em que foi divulgado. Contudo, a história mostra muito mais a ação ou as investigações sobre o mistério. Há muitos pontos a mais sobre a obra, que também são importantes.

O principal é uma questão moral que está por trás de Death Note, tratada dentro da própria temática principal da obra, que no caso é o próprio fato do personagem principal tornar-se um justiceiro, ou melhor, fazer a justiça com as próprias mãos, ou livro, no caso.

Embora ele tente usar o livro para o bem, varrendo a sociedade de todos os bandidos, é preciso levar em conta que muitas vezes ele próprio é quem julga a pessoa, o que também não é algo aceito unanimemente por todos. Aliás, esse tema é bastante tratado em outras obras ao redor do mundo.

Isso porque, para muitos, já existem dois tipos de justiça principal, que é a humana, traçada por leis, e também a divina. Por isso, tomar para si o poder de julgar alguém, ou pior, condená-lo à morte, é algo que realmente não é tão aceito.

Dessa forma, a série consegue deixar justamente esse suspense, onde cada pessoa consegue formar suas próprias opiniões sobre o enredo e sobre as atitudes do personagem.

Essa é a grande questão que rodeia toda a produção, mas que consegue deixar o veredito final para cada um que acompanha o desenrolar da trama, observando se as atitudes de Light realmente são corretas, se ele deve ou não realizar esses julgamentos por conta própria, etc.

Assim, a série consegue despertar ainda mais interesse do público, que se vê diante de uma situação bastante peculiar, com um justiceiro e uma investigação para descobrir quem ele é.

Onde assistir Death Note?

Quando se fala em Death Note, o que não faltam são produções sobre a história tratada. Partindo inicialmente de um mangá, que são comuns nos países orientais, e de onde realmente surgem quase todas as produções desses países, Death Note, como já mencionado, também começou assim, mas depois ganhou diversas outras adaptações.

Sendo assim, é possível acompanhar a história por meio do mangá, do anime, da série, e dos filmes, inclusive um live-action da Netflix, lançado em 2017.

Sendo assim, para quem quer acompanhar boa parte dessas produções, basta tornar-se um assinante da plataforma, onde estão disponíveis o filme live-action produzido pela Netflix, e também os episódios do anime, que também fazem parte do catálogo, que conta com outras grandes produções, a nível de  Bridgerton, que vem ganhando fama nos últimos tempos.

Além desse original da Netflix, outros filmes japoneses também foram criados anteriormente, narrando muito bem essa história. E para quem também quer acompanhar essas produções, elas também estão disponíveis no catálogo da Netflix. Lembrando que esses também são filmes com seres humanos reais, e não animações.

Quantas temporadas tem Death Note?

Falar de Death Note exige partir de diversas premissas, afinal são realmente muitas produções envolvidas. Felizmente, a Netflix conta com muitas dessas animações, sejam animes ou filmes. Os animes, por exemplo, foram criados entre os anos de 2003 e 2006 no Japão, fazendo realmente muito sucesso.

Ao todo, podem ser encontrados 37 episódios disponíveis dessa série de animes, estando disponíveis na Netflix, que conta em seu catálogo diversos filmes, documentários, animes, desenhos e séries, como Orange Is The New Black.

Os filmes, assim como a série de animes, também é bastante procurada, tendo ao todo 5 produções, sendo apenas uma delas original da famosa plataforma de streaming. As outras produções, embora façam parte do catálogo da empresa, foram criadas pela emissora japonesa Nippon Television, tendo sua distribuição mundial feita pela própria Warner Bros.

Assim, é possível encontrar ao todo 4 filmes, com atores reais, produzidos pela Nippon TV, entre os anos de 2006 a 2016. Vejamos:

  • Death Note – de 2006
  • Death Note II: O último nome – de 2006
  • Death Note III: L Change the World – de 2008
  • Death Note IV: Iluminando um novo mundo – 2016

E a Netflix lançou sua própria produção, live-action, sobre a história de Death Note, fazendo bastante sucesso com o público. O filme foi lançado em 2017, mesmo ano de criação da série Outlander.

Assim, realmente o que não faltam são produções para acompanhar a história de Light e do livro da morte, com todo o seu senso de justiça e busca por um mundo mais seguro, sem a presença de criminosos.

Death Note é bom?

Death Note é uma é uma produção de terror, com uma classificação bastante alta em todas as suas variações. Sejam séries de animes ou filmes, são conteúdos voltados para pessoas com 17 ou 18 anos de idade.

Realmente a presença recorrente e a aparência sombria do deus da morte, Ryuk, durante grande parte da produção, conferem ao enredo um visual de terror altíssimo.

Além do mais, as mortes que são frequentes na história também são fundamentais para essa classificação, sem contar com outros fatores que ajudam bastante a elevar essa indicação.

Assim, antes de discutir a qualidade da obra, é preciso levar em conta esse fator de indicação, onde menores de idade realmente não devem assistir ao seu conteúdo.

Fora isso, dentro de seu ambiente ideal, Death Note é uma obra com bastante qualidade, tendo diversos pontos positivos ao todo, como o próprio enredo, dando o poder de tirar a vida a um humano comum, e observar o desenrolar da narrativa.

A série de animes é bem chamativa, seguindo a qualidade geral de outros modelos tradicionais como Naruto ou Dragon Ball. E o filme da Netflix também chama a atenção para o seu designer realista e amedrontador, tornando a live-action com um visual de imagem realmente bastante envolvente.

Além do mais, como já mencionado, a própria questão moral por trás do enredo, onde Light realiza os julgamentos como sua própria verdade, sem possibilidade de recurso, segunda chance ou algo similar, é um ponto também bastante importante, dando ainda mais qualidade a obra.

Então, avaliando todos os aspectos de Death Note, é possível afirmar que a série é uma ótima opção para acompanhar, devido ao enredo, produção, sensações que o envolvem, e por toda a mensagem repassada.

Quais são as regras do Death Note?

Como já mencionado, o Death Note, ou livro da morte, é um caderno onde o portador consegue indicar o nome da pessoa que ele quer que morra. Sendo assim, ele detém o poder da morte, ceifando a vida de qualquer um que ele quiser. Mas, para isso, é preciso seguir algumas regras básicas.

A primeira está justamente relacionada a isso, sobre a escrita do nome, onde qualquer um que tenha seu nome escrito no caderno irá morrer dentro de 40 segundos, normalmente por uma ataque cardíaco.

No entanto, essa primeira regra está condicionada a segunda regra, isso porque não basta apenas escrever o nome da pessoa, é preciso também conhecer e lembrar do rosto da pessoa durante o ato.

Assim, não adianta apenas escrever o nome de alguém, sendo preciso também já ter observado a face dessa pessoa que se quer matar, lembrando de suas feições justamente durante a escrita.

E uma terceira regra diz respeito à causa da morte da pessoa cujo nome é inserido no livro, pois normalmente ela ocorre por um ataque cardíaco, dentro de 40 segundos. Mas, há a possibilidade de alterar essa causa, desde que ela não seja algo realmente impossível.

E tudo o que é preciso fazer para isso, é apenas escrever também no livro, a causa da morte, dentro desses 40 segundos até a morte iminente. Sendo assim, são regras realmente básicas, mas que tornam todo o enredo ainda mais interessante, despertando o interesse de quem começa a assistir a obra.