O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

O Sony PS-HX500 é Mesmo Um Bom Toca-Discos?

A marca Sony não é nova no design de toca-discos e possui muitos modelos em seu catálogo. O anúncio do lançamento do toca-discos Sony PS-HX500 causou grande expectativa e demonstrou que a marca japonesa estava, mais uma vez, seriamente interessada nesse mercado.

A digitalização de discos de vinil pode ser muito conveniente, não no sentido de se livrar dos discos, mas para tê-los disponíveis em qualquer lugar, e poder desfrutar das músicas em qualquer player portátil ou smartphone. Toca-discos com porta USB são muito úteis para isso! Com o PS-HX500 e sua tecnologia Hi-Res, a Sony elevou a digitalização de vinil a novos patamares.

O Sony PS-HX500 não é apenas um toca-discos, pois é o resultado de estudos aprofundados que permitem, à marca japonesa, oferecer um produto excelente sob todos os pontos de vista. Para isso, a Sony colaborou com as maiores empresas do setor.

Com efeito, foi graças à sua colaboração com a Philips que a Sony conseguiu desenvolver o sistema DSD (Direct Stream Digital), uma tecnologia inovadora que garante uma resolução muito elevada, som natural, bem como uma resposta de frequência superior a 100 kHz.

Com o PS-HX500, a Sony está entrando na tendência do “renascimento do vinil”, que é um verdadeiro fenômeno entre o público em geral. Além disso, é um produto de ponta e um dos melhores do mercado, por isso, seu custo é um pouco mais elevado. Neste artigo, analisaremos os pontos fortes e fracos deste toca-discos, leia até o final e descubra se esse é o dispositivo certo para você!

Design e Construção

Imagem com parte de trás do Sony PS-HX500
Foto: parte de trás do Sony PS-HX500

O design do toca-discos de vinil Sony PS – HX500 é sóbrio e refinado. Sua estrutura é minimalista e seu estilo é tipicamente audiófilo. A base do Sony PS – HX500 é um painel usinado feito de aglomerado de alta densidade com uma espessura de 3 cm. Possui pés ajustáveis ​​à base de plástico, solado de borracha e eixo de metal.

O prato é fabricado em alumínio fundido e revestido por um material espesso de borracha (5 mm). Ele é alimentado por um transformador externo de 5V, e é acionado por um motor e uma correia. Seu braço reto é construído em metal, tem uma cápsula integrada e é equipado com um contrapeso em sua extremidade.

Seu elevador manual de braço tem um movimento bem fluido e é fácil posicionar a agulha com precisão sobre o disco. Possui um botão giratório que serve como seletor de velocidade e interruptor. Na base do eixo do braço há um botão de ajuste anti-skating fácil de usar.

Na parte posterior do toca-discos estão o conversor analógico-digital, a tomada, um conector RCA e uma porta USB. O Sony PS – HX500 pode ser conectado a um a um PC e à maioria dos dispositivos Hi-Fi. Por fim, tem uma tampa que, no entanto, parece não ser muito resistente.

Desempenho

O toca- discos Sony PS-HX500 oferece aos seus usuários um som muito fluido e muito limpo.  Além disso, equilíbrio de timbres é bastante eficiente, e não se ouvem ruídos ou chiados. Esse toca-discos é adequado para todos os estilos de música, pois o baixo é consistente e os agudos são suaves. Conta com velocidades de 33 1/3 e 45 RPM, e vem com um adaptador para 45 RPM.

O som produzido é, portanto, muito agradável, mas seria aceitável esperar um som mais puro e robusto considerando o valor a ser investido no Sony PS-HX500. A função de digitalização de discos de vinil é muito útil e este toca-discos é um dos mais eficientes do mercado nesta área.

Diferenciais do Sony PS-HX500

Imagem com Sony PS-HX500 visto de baixo
Foto: Sony PS-HX500 visto de baixo

O diferencial do Sony PS-HX500 é, sem dúvida, o conversor de áudio integrado de alta resolução. Graças ao seu cabo Cinch e seu conector de aterramento, o toca-discos de vinil Sony PS-HX500 pode ser conectado à entrada phono de um amplificador integrado como um toca-discos clássico.

Em relação à conexão, também é possível usar a porta USB ou o pré- amplificador phono. A porta USB pode ser usada para digitalizar discos de vinil em um computador. O conversor de áudio Hi-Res integrado é compatível com DSD de até 5,6 MHz ou PCM de até 192 kHz. Para isso, o Sony PS – HX500 conta com um conversor analógico-digital Burr Brown PCM4202.

É necessário baixar o software de alta resolução da Sony para conectar o toca-discos PS-HX500 a um PC ou Mac. Este software tem uma interface muito intuitiva, o que é muito útil. É simples de usar, e não exige que o usuário tenha amplos conhecimentos para fazer boas gravações. Tudo o que o usuário precisará fazer é dividir e nomear, manualmente, cada faixa, e essas tarefas são bastante fáceis de realizar. A qualidade da gravação é boa, mas não chega a ser extraordinária. Para um toca-discos nessa faixa de preço, poderia ser esperada uma resolução mais aprimorada.

O Sony PS-HX500 Vale a Pena?

PS-HX500 é um dispositivo de fácil utilização. Produz um som de ótima qualidade, graças à inovadora tecnologia DSD e também ao seu conversor analógico-digital.  Seu design sóbrio e sua ergonomia são um diferencial para esse modelo, assim como a qualidade de fabricação e seus diversos recursos e possibilidades de uso

Estas não são as únicas qualidades do Sony PS-HX500: bem projetado, adota um novo braço com cabeçote fixo (pouco ou nenhum ajuste precisa ser feito), conta com um prato em alumínio fundido e um sistema de acionamento por correia ultra estável

A conversão digital dos vinis fica a cargo de um DAC Burr Brown PCM4202, um chip de ótima qualidade, assim como todos os outros componentes. Este aparelho é capaz de converter nativamente até DSD 5,6 MHz. Também está equipado com um pré-amplificador phono, permitindo que seja conectado a qualquer sistema de áudio.

Por todos esses recursos, o toca-discos Sony PS-HX500 não é uma ótima opção apenas para  os usuários que desejam ouvir seus discos neste dispositivo, mas conseguirá agradar também aqueles que desejam digitalizar seus vinis favoritos com qualidade.

Prós do Sony PS-HX500

Imagem com Sony PS-HX500 aberto
Foto: Sony PS-HX500 aberto
  1. Software de gravação muito intuitivo
  2. Boa qualidade de construção
  3. Software estável
  4. Amplificador phono EQ embutido

Contras do Sony PS-HX500

  1. A tampa disponibilizada parece frágil

As pessoas também perguntam

O Sony PS-HX500 precisa de um amplificador para uso?

Este toca-discos conta com um pré-amplificador phono interno, podendo ser ligado diretamente a alto-falantes, mas as conexões disponíveis possibilitam que você utilize um amplificador de som externo caso prefira.

O Sony PS-HX500 tem Bluetooth?

Não. Esse modelo conta com uma porta USB, mas não conta com tecnologia Bluetooth.

Qual a voltagem do Sony PS-HX500?

Opera em 110v. Um condicionador de energia pode ser utilizado para outras voltagens.

Considerações Finais

Este Sony PS-HX500 é uma ótima opção para os amantes do vinil que querem desfrutar de sua coleção em qualquer lugar, com uma qualidade de som muito superior ao que a concorrência ofereceu agora.

O Sony PS-HX500 é um toca-discos robusto, que permite a digitalização das faixas do vinil para um PC ou Notebook. Além disso, está equipado com a tecnologia Hi-Res Audio, que possibilita salvar arquivos em alta resolução.

Este modelo conta com um design elegante e ainda é pré-equipado com um cartucho magnético móvel, além de possuir um pré-amplificador phono EQ integrado.

Agora que você conhece as características e recursos desse dispositivo, já pode decidir se ele se encaixa no que você está buscando!

Até mais, Cupomzeiros!

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]
você pode gostar também
Comentários
>