O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

Roube Como Um Artista [Austin Kleon] é Bom? #Review

Se você quer saber mais sobre o livro Roube Como Um Artista, de Austin Kleon, este post é para você! Aqui, iremos apresentar as ideias centrais da obra e se vale a pena ou não adquiri-la. Para saber mais, continue a leitura.

Roube Como Um Artista, de Austin Kleon

Imagem com Roube como um artista – Austin Kleon de lado
Foto: Roube como um artista – Austin Kleon de lado

Roube Como Um Artista é um livro de Austin Kleon publicado no Brasil em 2013 pela editora Rocco. A obra conquistou o público ao mostrar, de forma bem humorada e leve, que todos temos um potencial para criatividade e como é possível cultivá-la, usando-a a nosso favor no trabalho e outros projetos de vida.

Características:

  • Autor: Austin Kleon
  • Editora: Rocco
  • Ano de publicação: 2013
  • Gênero: livro de Autoajuda/Desenvolvimento pessoal
  • 160 páginas
  • Dimensões: 16 cm x 15,4 cm x 1,4 cm

Sinopse

O livro se dedica a ensinar como qualquer pessoa tem a capacidade de ser criativa aplicando alguns princípios e conceitos simples, como, por exemplo, a ideia de que nada é completamente original, tudo o que existe é uma junção de inspirações de várias pessoas que, juntas, acabam formando uma nova coisa.

E já que nada é original, isso significa que para ser criativo, a primeira coisa a fazer é tirar da mente essa ideia antiga e equivocada de que você vai criar arte (ou qualquer outro trabalho) a partir do nada. Isso não existe.

Portanto, o que Austin Kleon nos ensina é como podemos utilizar a arte e as ideias das outras pessoas para criar algo nosso, que no fim das contas tenha uma dose de originalidade. Repare que ele não está falando de plágio, mas sim de inspiração.

Ao longo do livro, o autor apresenta vários princípios valiosos que, ao serem aplicados, vão ajudar o leitor a ser mais bem-sucedido em seu trabalho, arte ou projeto.

Resenha

Imagem com Roube como um artista – Austin Kleon inclinado
Foto: Roube como um artista – Austin Kleon inclinado

“Roube como um artista”. O título do livro causa certa curiosidade, principalmente pela palavra “roube” associada a “artista”. Isso porque, como já mencionado mais acima, muitas vezes temos a ideia errada de que tudo o que criamos deve ser 100% original, da nossa própria cabeça.

Além disso, a palavra “roube”, do verbo “roubar”, tem um sentido pejorativo.

Porém, Austin Kleon brinca com esse termo, contando que o leitor vá perceber, ao longo da obra, que se trata de uma expressão empregada de forma lúdica e que o que ele prega tem muito pouco de roubar de fato.

Tem muito mais a ver com empregar um trabalho honesto em algo e utilizar a criatividade como ingrediente nisso. E de onde vem a criatividade? De tudo o que vemos, assistimos, lemos e ouvimos, ou seja, nossas inspirações.

Esse livro poderia ter saído como uma obra simplista e rasa, mas não foi isso que aconteceu. Apesar da maioria das dicas apresentadas terem um caráter de “óbvio”, não é tão óbvio assim.

Afinal, todos os dias pessoas do mundo inteiro lutam contra o bloqueio criativo e as crises de criatividade.

Nesse caso, não é tão simples quanto pensamos. Há muitas pessoas por aí precisando justamente de um guia que as faça evoluir em seu trabalho e melhorar sua performance. Roube Como Um Artista pode oferecer esse auxílio.

Ensinamentos

O livro se divide em tópicos que são ensinamentos/premissas básicas para guiar o leitor no desenvolvimento de sua criatividade. Para citar um exemplo, temos a premissa de número quatro, que diz “Não espere muito para começar a trabalhar na sua arte”.

Aqui, o autor fala sobre um erro que muitos cometem, de ficar protelando o início do trabalho, pensando “só vou começar quando eu estiver pronto, quando as condições forem ideais”.

Isso, segundo Kleon, é uma forma de procrastinação e acaba atrasando o trabalho de muita gente. Para combater essa ocorrência, ele instrui que as pessoas comecem o quanto antes a trabalhar em seus projetos ou artes, para que no meio do caminho venham a desenvolver habilidades, e não esperar ter as habilidades como condição para começar.

Estrutura e Design

Imagem com Roube como um artista – Austin Kleon deitado
Foto: Roube como um artista – Austin Kleon deitado

Esse livro não tem uma diagramação e design tradicional com escrita uniforme como a maioria dos demais.

Ele brinca muito com fontes diferentes, frases que tomam a página inteira e algumas páginas na cor preta, tudo para dar um maior dinamismo à obra e manter o tom leve e divertido do formato. As próprias dimensões do livro divergem um pouco do padrão, sendo de 16 cm x 15,4 cm x 1,4 cm.

Prós e Contras de “Roube Como Um Artista”

Prós

  • Ajuda o leitor a melhorar a criatividade ao aplicar algumas premissas básicas
  • Leitura fluida e dinâmica
  • Diagramação e design diferenciados
  • Escrita leve e divertida
  • Rápido de ler

Contras

  • O livro não se aprofunda tanto nos temas tratados

O Autor

Quem é Austin Kleon?

Austin Kleon nasceu em 1983 em Circleville, Ohio, nos Estados Unidos. Em um período de sua vida em que trabalhava em uma biblioteca, teve a ideia de criar um blog para postar seus poemas.

A partir daí, se aproximou cada vez mais do mundo da escrita até publicar seus poemas em um jornal local. Além de Roube Como Um Artista (2012, no exterior), publicou outros livros, como Newspaper Blackout (2010), Mostre Seu Trabalho (2014) e Siga em Frente (2019).

Roube Como Um Artista é bom?

Afinal, “Roube Como Um Artista” vale a pena?

Diante de todas essas características, as perguntas que ficam são: será que esse livro vale a pena? Devo adquiri-lo? É o que vamos tentar responder agora. Tentar, pois uma coisa a ser levada em conta é que ninguém poderá impor a um leitor o que vale a pena ou não para o caso dele.

Dessa forma, o que podemos apontar de positivo nesse livro é: trata-se de um guia prático, com linguagem leve e divertida, em suma, uma leitura rápida, dinâmica e que não requer muito do leitor. Visa ajudar as pessoas a melhorarem suas performances e criações a partir de algumas premissas simples.

O ponto negativo, que pode deixar alguns leitores insatisfeitos é que se trata de um livro que não se aprofunda muito no processo criativo em si.

Por ter poucas páginas, ele não se preocupa em detalhar muito pontos que seriam interessantíssimos, se fosse dado um pouco mais de atenção por parte do autor a eles.

As pessoas também perguntam

O que significa roubar como um artista?

Roubar como artista não tem o sentido que costumamos dar à palavra “roubar”, que é o de pegar algo de outra pessoa e não devolver. “Roubar como artista” é pegar ideias e inspiração em outras pessoas e criar algo seu, com sua marca e originalidade, assim como os bons artistas fazem.

O que fala o livro Roube Como Um Artista?

O livro fala sobre como, aplicando uma lista de regras básicas, você consegue aumentar sua criatividade. A ideia central é a de buscar inspiração em outras pessoas e artistas, ou seja, “roubar” ideias de pessoas diferentes e lugares diferentes, agregá-las, adicionar um toque seu e assim criar algo parcialmente original.

Qual a primeira regra do livro Roube Como Um Artista?

O primeiro princípio apresentado no livro é: “Você não precisa ter ideias originais”, que significa que para um indivíduo prosperar em seu trabalho ou arte é preciso dissolver o equívoco da originalidade. Nada é 100% original, pois as ideias são inspiradas, combinadas e rearranjadas.

Considerações Finais

Agora que você já sabe do que se trata o livro Roube Como Um Artista, já tem mais ou menos uma ideia se ele é indicado para você ou não. Talvez a obra de Austin Kleon seja justamente o guia que você precisa para dar um pontapé inicial no seu trabalho ou arte, melhorando a criatividade.

Se gostou do post, deixe sua opinião nos comentários!

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]
você pode gostar também
Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.