O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe – Review

Quem nunca ouviu falar do famoso Edgar Allan Poe, um dos maiores nomes da história da literatura de terror? Em Histórias Extraordinárias você vai se surpreender com os mais sinistros e criativos contos do autor. Os detalhes mais importantes desse livro serão mostrados ao longo deste post, então fique ligado!

Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe

Histórias Extraordinárias é um livro que reúne 18 contos do famoso escritor Edgar Allan Poe. Existem muitas publicações desse compilado de contos, as quais apresentaremos ao longo deste post.

Para quem gosta de livros de terror, vai se deparar com clássicos do terror repletos de criatividade que mesmo tantos anos depois são apreciados no mundo inteiro.

Características:

  • Autor: Edgar Allan Poe
  • Ano da primeira publicação: 1845
  • Gêneros: terror, horror
  • Edições: Companhia das Letras (2017), Pandorga (2018), Companhia de Bolso (2008), Nova Fonteira (2011), Martin Claret (2012).

Sinopse

Imagem com Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe deitado
Foto: Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe deitado

Sinopse dos 18 contos do livro

Ligeia – Após lidar com a morte prematura da esposa amada, um homem se casa novamente. Porém, a nova esposa apresenta uma estranha condição que a faz andar no limiar entre a vida e a morte.

Pequena palestra com uma múmia – Um grupo de estudiosos se reúne para estudar uma múmia, mas ela está mais acordada do que imaginam e passa a debater com eles.

A carta roubada – O detetive Dupin, personagem que aparece em outras histórias de Poe, recebe a tarefa de encontrar uma misteriosa carta.

O gato preto – Um homem que parece uma boa pessoa e gosta dos animais, tem problemas de alcoolismo e passa a detestar seu gato preto até um dia matá-lo. A atitude, porém, tem consequências sinistras.

O sistema do doutor Alcatrão e do professor Pena – Um homem visita um manicômio e descobre um estranho sistema no qual os pacientes têm mais liberdade que o comum. Durante a visita, percebe que os doentes fizeram uma espécie de motim e tomaram o controle do local.

O barril de Amontillado – o narrador, sem nome, é um personagem que nutre profundo ressentimento contra seu amigo, Fortunato, que o insultou certa vez. Um dia, resolve colocar um plano de vingança em prática.

O poço e o pêndulo – o conto acompanha um personagem que, tendo muito medo de torturas, é obrigado a passar por sua maior provação, preso em um poço e sendo desafiado psicológica e fisicamente.

A máscara da morte rubra – Uma doença mortal chamada “Morte Rubra” assola um reino. O príncipe e demais integrantes da nobreza se fecham no castelo, onde festas e bailes são dados sem qualquer preocupação, pois eles se julgam seguros. Até que uma presença mascarada aparece em um desses bailes para lembrá-los de sua própria mortalidade.

Berenice – Egeu, noivo de sua prima Berenice, percebe que, quando ela fica doente, a única parte de seu corpo que permanece bela e inalterada são seus dentes, e desenvolve uma estranha obsessão por eles.

Sombra – Uma parábola – Uma grande festa entre amigos tem fim com a chegada de uma misteriosa figura.

Imagem com Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe de frente
Foto: Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe de frente

O diabo no campanário – Em um vilarejo em que todas as pessoas, casas e coisas são iguais, uma figura diferente se destaca, causando desconforto aos habitantes.

A queda da casa de Usher – Montresor vai visitar seu amigo Roderick, que está muito doente. Lá, ele descobre que todos na casa estão doentes e coisas estranhas começam a acontecer.

O caixão quadrangular – Em uma viagem de navio, um homem fica obcecado com um caixão quadrangular que seu amigo guarda em um camarote separado e tenta descobrir o conteúdo dentro desse caixão.

O escaravelho de ouro – Certo dia, um rico encontra um escaravelho que o deixa obcecado e perturba sua mente já frágil.

O coração delator – Um narrador que tenta convencer o leitor que não é louco explica como assassinou um idoso que o incomodava. Porém, pouco após o crime, algo fora do habitual é responsável por delatar seu crime.

O retrato ovalado – Um homem ferido vê a fotografia de uma jovem de grande beleza. Ao investigar, descobre que ela foi uma mulher que morreu posando para um retrato, apenas para agradar o marido.

O homem da multidão – Em um café em Londres, um homem observa a multidão até entrar um idoso que chama sua atenção. Ao notar um comportamento estranho, passa a segui-lo.

Resenha

Edgar Allan Poe não é hoje conhecido como um dos maiores nomes da literatura de terror à toa. Ao entrar em contato com sua obra, é perceptível que, gostando ou não de sua arte, ele tem talento nela. Sua maestria com palavras é única, e ele sabe como criar uma atmosfera de desconforto que combine exatamente com a história que quer contar.

É claro, nem todos os contos têm o mesmo ritmo e nem todos apresentam a sinopse mais intrigante. Alguns são mais interessantes, outros menos, mas isso tem mais a ver com gosto pessoal do que com falta de qualidade de suas narrativas.

Edições

Imagem com Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe em fundo cinza
Foto: Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe em fundo cinza
  • Companhia das Letras (2017) – Capa dura roxa, com alto relevo e detalhes em dourado. 448 páginas.
  • Pandorga (2018) – Box de 3 livros pequenos e finos, capa comum. Os 18 contos são divididos nesses três volumes.
  • Companhia de Bolso (2008) – Capa comum, sem orelha, edição bastante simples. 272 páginas.
  • Nova Fonteira (2011) – Mais comum no kindle, mas pode ser encontrado usado. Edição simples. 129 páginas.
  • Martin Claret (2012) – Capa comum, edição bem simples. 128 páginas.

Prós e Contras de “Histórias Extraordinárias”

Prós

  • Contos importantes para entender de onde vêm as referências do terror contemporâneo
  • Histórias extremamente criativas e sombrias
  • Poe é considerado um dos maiores nomes da literatura de terror

Contras

  • Livro não indicado para todos os perfis de leitores, muitos não se acostumam com a escrita de Poe

O Autor

Quem foi Edgar Allan Poe?

Edgar Allan Poe nasceu em 1909 em Massachusetts, nos Estados Unidos e foi um escritor e poeta, dentre outras atividades que exerceu.

Autor de histórias de terror, também se aventurou na ficção policial, gênero no qual é considerado um dos precursores.

Foi também um dos primeiros autores a tentar viver unicamente de escrita como fonte de renda em um período em que esse ofício era considerado uma atividade à parte, e não uma profissão propriamente dita.

Poe escreveu vários contos que se tornaram extremamente famosos nos dias atuais, como “O Poço e o Pêndulo” e “O Gato Preto”, e algumas dessas histórias foram reunidas na edição “Histórias Extraordinárias” do autor.

“Histórias Extraordinárias” é bom?

Afinal, “Histórias Extraordinárias” Vale a Pena?

Para quem gosta de terror e quer saber quais são as referências dos autores atuais do gênero, vai muito se beneficiar dessa obra. Edgar Allan Poe não é apenas mais um nome no terror, mas sim um dos fundadores do gênero, juntamente com outros autores clássicos.

Suas obras são entretenimento e ao mesmo tempo um conhecimento valioso sobre a história da literatura mundial. Recomendamos a leitura de Histórias Extraordinárias a todos os apreciadores dessa categoria literária, mas fazemos a ressalva de que nem todos os leitores se adaptarão à escrita de Poe. Há, também, que se falar no fato de que muitos contos podem ser chocantes para pessoas mais sensíveis.

As pessoas também perguntam

Qual a obra mais famosa de Poe?

A obra de Edgar Allan Poe que mais fez sucesso é “O Corvo”, tanto que até hoje o animal corvo se tornou praticamente o símbolo desse autor e obra.

Qual uma frase famosa de Poe?

“Aqueles que sonham de dia estão cientes de muitas coisas que escapam àqueles que sonham apenas à noite.”

Qual o melhor conto de Histórias Extraordinárias?

A “Máscara da Morte Rubra” é, na opinião da equipe do Cupomzeiros, o melhor conto da compilação Histórias Extraordinárias. O mais interessante nesse conto é que ele remete a algo que vivemos recentemente e que continua a afetar o mundo todo, que é uma pandemia (Covid-19). Em “A Máscara da Morte Rubra” não chega a ser uma pandemia, mas uma espécie de epidemia que assola um reino, e o mais emblemático é que a forma como as pessoas se comportam na história lembra alguns comportamentos da nossa realidade atual.

Considerações Finais

E aí, gostou de saber mais sobre esse livro? Esperamos ter ajudado a sanar todas as suas dúvidas sobre Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe. Não deixe de comentar sua opinião logo abaixo!

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]
você pode gostar também
Comentários
>