O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

A Coragem de Ser Imperfeito, de Brené Brown, é Bom?

Em um mundo de aparências, assumir nossas próprias imperfeições pode ser desafiador. Demanda coragem. É sobre isso que a autora Brené Brown fala em seu livro “A Coragem de Ser Imperfeito”, o qual iremos apresentar neste post.

A Coragem de Ser Imperfeito, de Brené Brown

Imagem com A coragem de ser imperfeito – Brené Brown levemente inclinado
Foto: A coragem de ser imperfeito – Brené Brown levemente inclinado

A Coragem de Ser Imperfeito é um livro de autoajuda publicado no Brasil no ano de 2016 pela editora Sextante que, na ocasião de seu lançamento nos Estados Unidos, ficou em primeiro lugar na lista do New York Times. Aqui, a escritora Brené Brown fala sobre vulnerabilidade, insegurança e originalidade em um mundo cada vez mais exigente e artificial.

Características:

  • Autora: Brené Brown
  • Editora: Sextante
  • Data de publicação: 19 de setembro de 2016
  • Gênero: Autoajuda e Desenvolvimento Pessoal
  • 208 páginas
  • Dimensões: 22,8 (altura) x 15,8 (largura) x 1,4 cm (lombada)

Sinopse

Em “A Coragem de Ser Imperfeito”, Brené Brown aborda temas delicados como o da vulnerabilidade e a coragem de expressarmos quem realmente somos.

Em nossa sociedade atual, estamos programados para nos defender o tempo todo e enxergarmos a vulnerabilidade como algo negativo, um defeito e um sinal de fraqueza.

Devido a isso, muitas vezes nos privamos de viver experiências enriquecedoras e que nos trariam muita felicidade, tudo isso para evitar sermos machucados.

Então, nossas atitudes são movidas pelo medo do sofrimento e nos fechamos para situações boas por causa disso.

Brown defende a ideia de que a vulnerabilidade nos permite viver plenamente e aprender a lidar com naturalidade com nossas emoções e imperfeições em uma sociedade que cobra perfeição a todo custo.

Resenha

Imagem com A coragem de ser imperfeito – Brené Brown de lado
Foto: A coragem de ser imperfeito – Brené Brown de lado

Autoajuda e o preconceito literário

Há quem torça o nariz para títulos como o desse livro, pois existe essa ideia de que os livros de autoajuda e desenvolvimento pessoal seriam todos iguais, com as mesmas abordagens, linguagem e até a mesma qualidade.

Há também, por parte de algumas pessoas, essa concepção de que todo e qualquer ensinamento presente em um livro desse gênero se trata de um “senso comum” ou uma coisa óbvia.

Isso não é verdade. Não podemos correr o risco de perder bons ensinamentos devido a um preconceito literário. A Coragem de Ser Imperfeito está entre os livros de desenvolvimento pessoal que fazem sucesso merecidamente e isso é fácil de ser explicado. Basta notar a forma como Brené Brown expõe suas ideias.

As ideias de Brené Brown

O livro tem uma linguagem simples e acessível, não se trata de algo complexo, nem na forma e nem no conteúdo, mas isso também não significa que seja raso ou não possa ser útil, muito pelo contrário.

A autora discorre sobre como na nossa sociedade fomos ensinados a suprimir nossos sentimentos, especialmente em público, e ocultar todas as nossas vulnerabilidades porque elas são tidas como vergonhosas.

E essa vergonha é justamente o que nos trava, porque surge do medo de não sermos bons o suficiente, de perdermos o amor dos outros.

A libertação por meio da vulnerabilidade

O caminho, nesse caso, está justamente em nos admitirmos vulneráveis, imperfeitos. Ao fazermos isso, liberamos o peso que muitas vezes nem percebemos que estamos carregando: a necessidade de perfeição, que ocorre na maioria dos casos por meio da comparação com os outros.

Nunca estamos bons o suficiente, nunca temos o bastante. Ao aceitarmos nosso presente e nossa realidade, a vida se torna mais leve.

Vale lembrar que, por “aceitar nossa realidade”, a autora não está fazendo apologia ao conformismo e dizendo que não devemos lutar pelos nossos sonhos, mas sim que o poder da aceitação quebra o pensamento de escassez que muitas vezes nos acomete.

Ponto potencialmente negativo

Não seria honesto fazermos uma resenha citando apenas pontos positivos de um livro que tem também suas desvantagens.

Portanto, se formos apontar um detalhe negativo da obra, é que muitas vezes a autora trata do assunto da vulnerabilidade como se fosse um tema relativamente novo ou como se fosse uma nova descoberta em relação ao comportamento humano.

O que ocorre, na verdade, é que esses temas já vem sendo tratados na psicologia há décadas, portanto, seria interessante que a autora tivesse apresentado mais dados científicos e admitido que suas ideias não são tiradas do absoluto nada.

Seria até mais favorável a ela se tivesse utilizado dados da psicologia e psicanálise para embasar suas ideias.

Estrutura e Design

Imagem com A coragem de ser imperfeito – Brené Brown deitado
Foto: A coragem de ser imperfeito – Brené Brown deitado

No Brasil, a única edição existente no mercado é aquela publicada pela editora Sextante no ano de 2016. A capa é comum (ou seja, não é capa dura nem nada muito elaborado), mas tem uma mistura de cores muito bonita e a diagramação do livro é extremamente agradável de se ler, lançando mão de estruturas de tópicos que não cansam o leitor.

Prós e Contras de “A Coragem de Ser Imperfeito”

Prós

  • Livro com muitos ensinamentos
  • Preço acessível
  • Linguagem objetiva e clara, fácil de compreender
  • Escritora competente nas ideias que se propõe a passar

Contras

  • O livro poderia se ter se aprofundado melhor em alguns dos assuntos tratados
  • A autora apresenta alguns assuntos como se fossem uma nova descoberta, quando na verdade são temas já tratados pela psicologia há décadas

A Autora

Quem é Brené Brown?

Cassandra Brené Brown nasceu em San Antonio, no Texas, em 1965 e é uma escritora, professora e palestrante estadunidense.

Tem pós-graduação em Trabalho Social e ficou conhecida na internet após uma palestra no TED em 2010 chamada “O poder da vulnerabilidade“, que hoje (2022) conta com 17 milhões de visualizações.

Após sua popularidade, escreveu vários livros que hoje são sucessos mundiais traduzidos para diversas línguas. Dentre suas obras, estão A Coragem de Ser Imperfeito (no Brasil, em 2013), Mais Forte do Que Nunca (2016), A Coragem Para Liderar (2019) e A Coragem de Ser Você Mesmo (2021).

“A Coragem de Ser Imperfeito” é bom?

Afinal, “A Coragem de Ser Imperfeito” Vale a Pena?

A Coragem de Ser Imperfeito é como uma conversa entre amigos. Essa é, provavelmente, a melhor forma para definir a obra. Brené Brown utiliza uma abordagem informal, sem perder a assertividade, e gentil, ao apontar aspectos que poderiam ser mudados no nosso comportamento.

Recomendamos esse livro para todos aqueles que se cobram muito para produzir mais, ter uma aparência melhor ou ser de determinada forma. Com os ensinamentos de Brené Brown, talvez você consiga aceitar melhor suas imperfeições e viver uma vida muito mais feliz e saudável.

Portanto, nosso veredito é de que esse livro vale a pena, ainda que façamos a ressalva de que nem todo mundo vai gostar por ter outras preferências literárias.

As pessoas também perguntam

Qual o gênero do livro A Coragem de Ser Imperfeito?

Essa obra de Brené Brown é classificada como autoajuda ou ainda desenvolvimento pessoal.

Quais são os 4 elementos da resiliência citados por Brené Brown?

Para cultivar a resiliência, Brené Brown recomenda que se deve “reconhecer a vergonha e compreender seus mecanismos”, “praticar a consciência crítica”, “ser acessível” e “falar da vergonha”.

Qual livro de Brené Brown ler primeiro?

Considerando-se que Brené Brown tem várias obras publicadas e elas não dependem umas das outras para serem compreendidas, você poderia iniciar a leitura dessa autora por qualquer um de seus livros.
Entretanto, como Brown ganhou popularidade por sua palestra no TED chamada “O poder da vulnerabilidade”, que é justamente o tema central de “A Coragem de Ser Imperfeito”, indicamos esse livro como um bom primeiro contato com a escritora.

Considerações Finais

Agora que você já conheceu o livro A Coragem de Ser Imperfeito, pode decidir com mais facilidade se essa é uma leitura que serve para você ou não. Já que ele fala sobre auto aceitação, recomendamos muito para quem quer ter outros pontos de vista sobre as próprias inseguranças.

Se você gostou deste post, não deixe de comentar aí embaixo suas opiniões!

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]
você pode gostar também
Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.