Pulseiras de Cordão Baiano: TOP 10 Opções Estilosas!

133

As pulseiras de cordão baiano são um dos modelos mais estilosos desse tipo de acessório. Super democrática, elas podem servir para homens e mulheres e ser feitas em diversos tipos de material. Dizem por aí que ela recebeu esse nome por ter se tornado muito popular no estado da Bahia.

Entre as diversas possibilidades estão aquelas em banho de ouro liso, ou banho de ouro com prata e cobre, por exemplo. Trata-se essencialmente de uma corrente tipo corda, que tem origem desconhecida, mas em algum momento foi sensação nesse pedaço do Nordeste.

Este é o tipo de malha ou de trabalho no acessório: através de elos bem unidos formam-se áreas interligadas. Seu caráter despojado transmite ao mesmo tempo, força e personalidade ao visual, o que parece ser a escolha acertada para qualquer ambiente.

Ela é "retorcida" com um transado apertadinho, sabe? Isso deixa a impressão de ser mais grossa. Confira a seleção que preparamos para você e não se esqueça dos nossos cupons de desconto na hora de levar a sua!

Pulseiras de cordão baiano em alta - Confira!

O cordão baiano, com seu visual cruzado é apenas um dos exemplos de malha do tipo corrente - elas podem ser mais grossas ou mais fininhas, ou ainda, acompanhar ou não um pingente, e suas extensões interligadas dão um charme todo especial ao resultado, ao trabalho final da peça.

Dos desfiles femininos da marca Chanel, até o visual de atores e rappers norte-americanos, com acessórios mais robustos, superiores a 3, 4 ou até 6 milímetros de espessura. Fora dos estilos mais convencionais, esse tipo de acessório é ideal, se o que você quer é se diferenciar.

É caracterizado ainda por eixos flexíveis - que não quebram ou arrebentam com facilidade. Vem entender um pouco melhor nesse vídeo:

Além do modelo que mais combina com você, é importante escolher o "banho" - que dá a proteção necessária para durabilidade e qualidade ideais.

As semijoias, em geral, são mais acessíveis.

Pra lá do cordão baiano

Além dela, existem outros tipos de malha para acessórios de pulso e pescoço, como:

  • Malha americana;
  • Italiana;
  • Veneziana;
  • Elo português;
  • Singapura;
  • Grumet;
  • Cartier;
  • Marine;
  • Piatrine;
  • Rabo de rato;
  • Malha de serpente;
  • Fígaro e
  • Trigo.

Vejamos a nossa lista

Pulseira cordão baiano grosso

Imagem Pulseira Cordão Baiano Grosso
Foto: Pulseira cordão baiano grosso

Pulseiras são acessórios extremamente ideais para realizar composições arrasadoras e super por dentro da moda! Ideais para usar em ocasiões formais para te deixar ainda mais linda e encantadora.

Essa pulseira composta por um design de cordão baiano é incrível, seus detalhes são únicos e seu charme compõe um brilho sem igual! O banho em ouro 18K é de arrasar, sem contar que traz um destaque incomparável em seu visual.

Uma dica valiosa é combinar com outros modelos de pulseiras e braceletes com designs inovadores para realizar um mix lindíssimo! Você vai se encantar!

Pulseira Cordão Baiano Ródio Único Prata

Imagem Pulseira Cordão Baiano Ródio Único Prata
Foto: Pulseira Cordão Baiano Ródio Único Prata

De feixe super simples, esse modelo de pulseira em cordão baiano na cor prata é banhado a ródio. O ródio pertence ao grupo da platina, é muito resistente e brilhante, o que o torna muito apreciado entre os joalheiros. Este elemento químico é responsável por dar brilho e maior durabilidade às joias. É mais comumente usado em peças em ouro branco.

Ela vem em tamanho único para você arrasar no rolê, afinal de contas um acessório que se preze dá um baita toque final na maioria das produções. Esse acessório é unissex, podendo incrementar o look de todo mundo e de quem quiser.

É esse o caráter democrático da moda!

Pulseira Cordão baiano dourada

Imagem Pulseira Cordão Baiano Dourada
Foto: Pulseira Cordão baiano dourada

Você gosta de acompanhar tendências? Essa pulseira delicada nunca sai de moda, banhada a Ouro 18k, combina super bem no seu dia a dia, ou uma ótima opção de presente. Com banho de 8 milésimos de ouro 18k, ele é excelente para quem não abre mão de qualidade e durabilidade, pois não é uma bijuteria e sim uma linda semijoia.

Com 2,5 milímetros de espessura, é um acessório antialérgico, para te deixar livre para usar, sem medo de ser feliz e com maior conforto. Super delicada, ela é perfeita para quem gosta de acessórios simples e não muito chamativos.

Pulseira cordão baiano com pingente e fio de cetim

Imagem Pulseira Cordão Baiano Com Pingente E Fio De Cetim
Foto: Pulseira cordão baiano com pingente e fio de cetim

Essa pulseira do tipo cordão baiano tem um detalhe riquíssimo que não poderíamos deixar de reparar: além dos entrelaçamentos terem o toque do fio de cetim, a pulseira vem com um lindo pingente na ponta.

O Fio Cetim é indicado tanto para peças de vestuário como para trabalhos de artesanato em geral, como tapetes, mantas, além de adereços, como se pode perceber. Seu visual é encorpado e muito brilhante, de modo que chega a quase refletir a luz. O toque é macio, mas percebe-se que é bem mais liso do que a seda.

Pulseira cordão baiano de strass e pingente de flor

Imagem Pulseira Cordão Baiano De Strass E Pingente De Flor
Foto: Pulseira cordão baiano de strass e pingente de flor

O fechamento da peça é por mosquetão e ela possui níveis de ajuste. É uma pulseira feminina confeccionada em metal com banho prateado. O modelo tem corrente de strass com pingente de flor com três pétalas.

Esse toque dá um ar super romântico a essa peça que já representa em si mesma a ousadia e a modernidade. Vai bem acompanhando de jeans, até os clássicos vestidos estilo princesa. Acrescenta a ela a leveza e a sofisticação, que quebra a ideia das correntes como sinônimo de agressividade.

Se o que a mulherada quer é elegância, talvez um acessório como esse seja a opção certa. A pedra de strass é a mais econômica das pedras que buscam imitar o brilho do diamante e é muito usada em bijuterias e acessórios.

Pulseira Cordão baiano masculina

Imagem Pulseira Cordão Baiano Masculina
Foto: Pulseira Cordão baiano masculina

Para não deixar a rapaziada de fora dessa moda, esse conjunto de pulseiras valoriza bastante o visual, não é? A inspiração serve para mostrar que você também pode usar mais de um único acessório de uma vez e misturar os estilos à vontade, como desejar.

Uma das peças do kit contém fechamento com imã e as demais possuem fechamento com regulagem, para melhor ajuste do produto - desta vez, trazemos a ideia de combinação de uma mistura de materiais, como corrente e material sintético.

Divertido, não?

Cordão baiano em níquel

Imagem Cordão Baiano Em Níquel
Foto: Cordão baiano em níquel

Produzido com 3 diferentes formatos e espessuras de correntes, o kit contém fechamento com fecho de metal, e todas as pulseiras aqui são banhadas a níquel, trazendo a tendência da correntes. Ela saiu diretamente das passarelas para as ruas, está fazendo cada vez mais sucesso!

Em termos gerais, a correntaria nada mais é do que a combinação de diferentes correntes no visual. Elas podem estar presentes tanto nos colares – que é o mais comum – quanto em pulseiras e até mesmo no brinco. As combinações contam com peças de diferentes tamanhos e padrões.

Esse tipo de combinação é daqueles que faz o look passar longe do óbvio!

Cordão baiano grafite

Imagem Cordão Baiano Grafite
Foto: Cordão baiano grafite

Mais uma alternativa masculina de cordão baiano que não veio sozinho! O kit é produzido com 3 diferentes formatos e espessuras de correntes, também possui 2 tipos de banho: níquel e grafite.

O banho de grafite visa dar à semijoia um tom mais escuro. A referência é o tom da pedra ônix, por isso há quem prefira chamar ele de banho de ônix. Após realizar o banho de grafite, costuma-se pincelar uma camada fina de verniz para garantir mais durabilidade ao acabamento.

Cordão baiano preto

Imagem Cordão Baiano Preto
Foto: Cordão baiano preto

A pulseira é produzida em material PU preto e possui o fechamento com imã de metal níquel. A pulseira na cor preta é neutra e versátil, além de possuir uma estética mais minimalista, combinando com diversos looks.

Em relação a duração, o poliuretano no geral tem uma alta durabilidade, é um material que resiste muito tempo. É claro que vai haver uma leve variação dependendo da exposição. A alta incidência de sol pode fazer seu tempo útil reduzido.

Cordão baiano aço

Imagem Cordão Baiano Aço
Foto: Cordão baiano aço

O design diferenciado é um destaque dessa peça, que também é dupla. Parece um cabelo trançado, né? É mais uma peça masculina super bonita e descolada para você usar cheio de irreverência. Diversas lojas e marcas comercializam acessórios como esse.

Na cor preta, ela é maravilhosa! Bolsa, cinto, sapato, vestidinho e também pulseira. Também pode ser marrom, tá? Opção é o que não falta, porque a Bahia é terra de cordões e fitas. Essa costura lembra mesmo as redes de pescador e o sucesso dos cabelos afro e suas tranças, né?!

Ideal para deixar seu look ainda mais lindo, podendo ser usado sozinha ou acompanhada. Faz qualquer look.

Carnaval e cordão baiano

Já que é Carnaval e de "cordão baiano", essa é mesmo uma terra com tradição de cordões e fitas. As famosas fitas do Senhor do Bonfim, por exemplo são símbolo de religiosidade e fé na chamada "Baía de Todos os Santos"

Aqui também há os cordões dos trios elétricos. É elo que não acaba mais! Elas estão espalhadas não só pela capital, nos portões de igreja e outros pontos turísticos. Também podem seguir conosco, sendo amarradas no punho ou no tornozelo.

Também é uma das lembrancinhas preferidas não só pelos turistas, mas pelos próprios soteropolitanos. Os primeiros registros da fitinha do Bonfim são de 1809 e a quantidade de nós ou voltas tem a ver com promessas, santos e orixás, já tendo sido usada até mesmo como colar.

Feita de algodão ou poliéster, a moda das fitinhas ganhou até a estampa de roupas.

Cordão e fé

Como sabemos, o cordão baiano trata-se apenas da espécie de amarração envolvida em peças como pulseiras e colares, enquanto acessórios femininos e masculinos. Mas, dá para perceber e se faz notar também associação feita ao longo da história, entre cordão e proteção.

Também é símbolo de laço, afeto através do qual levamos junto a nós quem ou o que não seja significativo... Memórias de família, de amigos, de pessoas e momentos queridos, que faz todo sentido que nos acompanhe.

Ou simplesmente, para os supersticiosos, pode estar associado a trazer boas energias para perto e atrair prosperidade.

Seja lá como for, o uso desses adereços, guardadas as suas devidas variações, faz parte dos nossos costumes.

Em geral, se a função de um cordão é a de ligar, conectar pontas, extremidades, é natural que guarde alguma relação com a dimensão da espiritualidade.

É baiano, mas não é da Bahia

Dizem por aí que baiano não nasce, ele estreia! E como esse é um estado de gente muito hospitaleiro, acolhe filhos da terra e também do coração - o que vale tanto para o povo, quanto para a moda. Por isso, o "cordão baiano" carrega essa identidade, mesmo sem ter sido criado aqui.

E como o estrelato está no caminho de tudo que passa por lá, o acessório virou febre.

Antes que os baianos abraçassem a tendência nas ruas, ela foi apresentada ao mundo em desfiles de marcas famosas e conceituadas do ramo fashion, e a partir de então, foi questão de tempo para grudar na galera e se construir em torno do "cordão baiano" toda essa atmosfera conceitual.

Cordão baiano na tornozeleira

Ele também é encontrado em tornozeleiras! Adereço muito utilizado entre mulheres árabes, como símbolo da sua feminilidade. Para as indianas, por exemplo, é considerado acessório primordial na cerimônia de casamento.

No ocidente, ela ficou mais popular apenas nas últimas décadas do século XX.

Em modelos muito mais simples, feitas de couro, cordas e conchas, elas ficaram conhecidas como acessórios de praia, mas logo iriam muito mais longe.

Se vê como esses são importantes elementos para identificar diferentes grupos ou tribos, tal qual as pinturas para os indígenas ou as variadas configurações ou formas de trançar o cabelo, no caso do povo negro.

Cordão baiano, correntes e o Hip Hop

Marcado por rimas, o hip Hop é um gênero musical de protesto em que artistas, em sua maioria vindos da periferia, documentam a própria realidade.

Em tom de denúncia, aparecem nas letras, vivências e experiências típicas da população, que de modo geral, é esquecida pelo poder público e demais setores da sociedade.

Esse segmento veio conquistando ao longo das décadas através de muita luta, espaço no cenário musical, e especialmente nos últimos anos segue ganhando destaque em palco renomados pelo mundo, como por exemplo, no último Grammy norte-americano em que houve espaço na cerimônia para uma apresentação.

Cordão baiano e ostentação

Como parte da identidade musical, assim como em todos os gêneros, o visual, a imagem é super representativa da mensagem que se quer transmitir.

A partir daí, as correntes (incluindo as do tipo cordão baiano), cada vez mais grossas e imponentes, fazem parte do visual desses cantores e artistas.

Outra conquista importante e digna de nota, é que aos poucos, esse segmento da música vai na contramão da cultura machista, e também abre espaço para mulheres e para o público feminino!

Em todas as áreas da vida aos poucos tem sido quebrados as barreiras e os estereótipos de gênero: inclusive na moda - seja ela relacionada a maquiagem roupa, cabelo ou acessório -, por isso mostramos pulseiras que podem ser usadas tanto por homens, quanto por mulheres.

O cordão baiano no funk

Já há alguns anos, explodiu, no Brasil, a tendência do chamado "funk ostentação", o qual gerou um estilo que correntes e pulseiras também do tipo cordão baiano eram exploradas aos montes como símbolo de riqueza e prosperidade, roubando a cena em clipes nos quais os artistas apareciam vestindo marcas caras, com veículos importados, exibindo maços de dinheiro.

A mensagem também era de que os defensores do gênero conseguiram atingir a prosperidade e o sucesso indo na contramão da expectativa negativa e dos rótulos impostos sobre eles até mesmo dentro do cenário artístico e musical, além de diversos setores sociais.

Letras que falam de uma volta por cima e da ascensão social a uma camada, inicialmente inacessível e inimaginável para a maioria deles.

Pulseira, correntes e tudo que for sinônimo de luxo

Luxo era o tema principal dessas canções, que deixaram de ser apenas música e beiravam o mesmo estilo de vida. Ela surgiu entre 2008 e 2010, primeiramente em São Paulo.

Da região metropolitana para a capital pegou carona no sucesso e foi se espalhando por diversas regiões do país.

Veio no intuito de tornar o gênero mais popular abordando temáticas menosprezadas do quê aquelas abordadas nas letras em algum momento, como no caso do sexo e das drogas.

Olha a explosão!

MC Dedé, MC Guime, MC Boy do Charmes, MC Bio G3 e MC Menor do Chapa são alguns dos nomes que se pode destacar, que começaram a falar sobre consumo, ascensão econômica e diversão em suas letras, sob influência dos rappers norte-americanos.

A repercussão foi tanta na época do auge, que até mesmo documentário eles foram produzidos abordando o assunto!

Indústria da música e da moda de mãos dadas!

Os paredões do funk carioca foram abrindo espaço para essa outra vertente e tudo que ela traria junto.

Foi então que em 2011, o cinegrafista Kondzilla começou a produzir vídeos elaborados para divulgar as faixas do gênero.

Tudo deu tão certo que Kondzilla se tornou uma marca e atualmente é um dos maiores canais do YouTube do Brasil!

A receita do sucesso

Além da batida envolvente, as letras são consideradas "chiclete", o que quer dizer que são fáceis de pegar. São simples, grudam na cabeça e não deixam você parar de cantar!

Considerado o ritmo da nova juventude, esses novos ídolos que vão ditar a moda entre tatuagens tênis, correntes, pulseira, piercing e tudo a desfilar pelas ruas e ser usado por quem quer que queira se sentir um pouco mais parecido com o seu ídolo e perto dele.

Acessório como linguagem

Aqui retomamos mais uma vez o que falávamos sobre pertencer a um grupo ou tribo, nesse caso, o de fãs de determinada personalidade ou adeptos a esse ou aquele gênero musical ou estilo de vida.

De longe, essas pessoas podem se encontrar e reconhecer facilmente, num mesmo espaço de constituição subjetiva, comum a todos, mas na mesma medida, particular para cada um.

Agora é a hora!

E aí? Pronto para escolher a pulseira de cordão baiano que mais combina com você? Tá esperando o que para levar esse acessório cheio de história para casa?

Você e ele, lado a lado, escrevendo a sua!

você pode gostar também
Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Tudo bem! Mais detalhes