Cupons de desconto + Cashback é no Cupomzeiros

Aracaju: Onde Ficar, O Que Comer E O Que Fazer Por lá

A capital de Sergipe é um ótimo destino para descansar e degustar a gastronomia nordestina. Se você quer viajar para Aracaju, então confira agora as melhores dicas e saiba tudo antes de ir!

Aracaju é um lugar bastante procurado pelos viajantes, que mistura o ar de cidade grande com o conforto do interior, com lindas praias e prédios modernos com grandes shoppings.

Por lá você encontra também monumentos históricos, feirinhas locais, restaurantes regionais e encontros de rio e mar. É um ótimo destino para conhecer e passear.

Mas, antes de viajar para lá, para montar o seu roteiro, veja as melhores dicas de onde ficar, o que comer e o que fazer em Aracaju!

O que fazer em Aracaju

Aracaju é uma cidade que possui atividades diversas, para todos os gostos e tipos de público. É ideal para turistas que curtem praias, mas também gostam de apreciar uma boa culinária e passear pela cidade. Selecionamos, então, algumas atrações turísticas que você não pode perder!

Praias de Aracaju

As praias de Aracaju, em Sergipe, são muito semelhantes, pois são extensões da principal, a Praia de Atalaia. As faixas de areia são bem largas, o mar é moderadamente agitado e possui algumas atividades em torno delas.

As águas são naturalmente mais escuras e dificilmente as praias lotam, pois a extensa faixa de areia evita aglomerações. Na orla será possível encontrar vendedores ambulantes de amendoim, acarajé e outras comidas praianas.

Praia de Atalaia

Imagem Com Praia De Atalaia
Praia de Atalaia
Fonte: guiaviagensbrasil.com

A praia de Atalaia é a praia mais popular e a mais frequentada de Aracaju. Ela é considerada uma praia urbana própria para banho e é bem limpa. Suas águas são calmas e temperatura morna.

É uma praia que possui uma infraestrutura muito boa na orla, com diversas barracas que oferecem comidas típicas e bebidas para se refrescar, além de bons restaurantes. É um local indicado para família toda e é ótimo também para caminhadas.

Nesta região também se encontra muitos hotéis e pousadas. Com uma extensão de cerca de 5 km, um dos melhores pontos para banho é quase na saída para o litoral Sul, perto da Passarela do Caranguejo.

Praia de Aruana

Ao lado de Atalaia, fica a Praia de Aruana. Ela é bem extensa, com areia bem clara e um mar tranquilo, sendo um ótimo lugar para descansar. Dia de semana ela fica bem vazia, inclusive. E também tem uma ótima estrutura com barracas espalhadas ao longo da orla.

Nesta região existem menos hotéis em comparação à Praia de Atalaia, assim como menos movimento. Mas justamente por isso ela é atrativa, pois é ótima para relaxar, caminhar na orla e curtir o visual.

Dá para chegar até a praia pela areia, de ônibus ou de carro, sendo distante cerca de 5 km apenas da Praia de Atalaia.

Praia do Refúgio

Imagem Com Praia Do Refúgio
Praia do Refúgio
Fonte: guia.melhoresdestinos.com

Indo mais ao Sul, no bairro Mosqueteiro, fica a Praia do Refúgio, que o próprio nome já diz, é um refúgio para as pessoas que querem escapar do agito da cidade. Ela é bem tranquila, com poucos visitantes, principalmente durante os dias de semana.

A água é mais quente, mas se deve tomar cuidado com águas-vivas. Então atenção ao se banhar no mar. Na orla há algumas opções de restaurantes e na areia alguns quiosques que oferecem bebidas e comidas.

Praia dos Náufragos

Próximo à Praia do Refúgio, temos a Praia dos Náufragos, que é bem bonita e possui areia bem branca. Ela recebeu esse nome por causa de um naufrágio que aconteceu em 1907. Por lá o mar é tranquilo, com poucas ondas.

É um local mais isolado, com condomínios fechados em volta, mas é uma boa pedida parar na região para admirar a vista, tomar um drink em um dos poucos quiosques que se encontra por lá. É um lugar mais tranquilo para quem procura relaxar sem grandes aglomerações.

Praia do Mosqueiro

Imagem Com Praia Do Mosqueiro
Praia do Mosqueiro
Fonte: Tripadvisor.com

Mas mais isolada ainda é a Praia do Mosqueiro, sendo um verdadeiro paraíso tropical quase deserto. As suas águas são limpas e mornas, com uma faixa de areia branca bem extensa.

Mas não espere infraestrutura de barracas e hotéis por lá. Há poucos estabelecimentos e casas na região. Além disso, o que mais se vê por lá são esportistas.

Esta praia é ideal para a prática de esportes aquáticos, como stand up paddle, jet skis, entre outros. Lá também acontece a saída dos catamarãs para diversos passeios.

Além do mais, muitos turistas procuram esta praia para apreciar o pôr do sol na Orla do Pôr do Sol. Local incrível e com muito contato com a natureza.

Praia do Robalo

Outra opção de praia com barracas e restaurantes, é a Praia do Robalo, com guarda-sóis e cadeiras. É um ambiente para toda a família, para descansar, fazer caminhadas e tomar um banho de mar. No entanto, se deve ter cautela com o mar, pois nesta região as ondas são mais agitadas.

Ela possui proximidade com praias Náufragos e Aruana, sendo também de fácil acesso. Inclusive, no local há estacionamento para carros e ponto de ônibus próximo.

Praia do Saco

Imagem Com Praia Do Saco
Praia do Saco
Fonte: sergipeturismo.com

Bem mais ao Sul e longe da cidade, a Praia do Saco é um passeio imperdível e um dos lugares mais famosos do estado. É uma região com uma estrutura razoável para receber o turista, com algumas opções de restaurantes e pousadas na região.

Com um mar azul e areia bem fina, as paisagens por ali são lindas. É um bom lugar para caminhar, andar de barco, passear de buggy nas dunas e apreciar a natureza. Estando a 76 km de Aracaju, o passeio pode ser feito por uma agência de turismo em um bate e volta.

Ademais, um dos lugares mais bonitos da região é a Ponta do Saco, acessível apenas de buggy, onde se pode ver Mangue Seco, uma praia da Bahia. A Ponta do Saco é paradisíaca, com lagoas artificiais, sendo possível apreciar o mar de um lado e o rio de outro.

Barra dos Coqueiros

Além das praias, um passeio imperdível é a Ilha de Santa Luzia, que é conhecida atualmente como Barra dos Coqueiros. É uma região que fica depois da Ponte João Alves, bastante urbanizada, com estabelecimentos e condomínios fechados.

De um lado está o rio Sergipe e de outro belas praias, como a Praia de Capuã, Praia da Costa e a Praia do Porto, na conhecida Atalaia Nova. Muitos surfistas gostam do mar agitado desta parte do litoral. Ali também se encontra o Mirante de Cajueiro que avista a cidade de Aracaju e um lindo pôr do sol.

O local é o paraíso dos pescadores, já que lá eles conseguem uma variedade incrível de peixes. Pode-se observar vários barcos no pier, além de poder comprar peixe fresco com bons preços. Na Barra dos Coqueiros se localiza também um dos maiores resorts da região.

Oceanário de Aracaju (Projeto Tamar)

Imagem Com Oceanário De Aracaju (Projeto Tamar)
Oceanário de Aracaju (Projeto Tamar)
Fonte: guiaviajarmelhor.com

Administrado pelo Projeto Tamar, o Oceanário de Aracaju é um passeio ótimo para toda a família. O espaço conta com 18 aquários e 4 tanques que abrigam animais marinhos. Ali é possível ver tubarões, arraias, peixes e tartarugas. Os animais são monitorados para pesquisas e conservação.

A visita pode ser feita com guia e há preços especiais para crianças. Menores de 5 anos e pessoas com deficiência não pagam. Essa atração se localiza na Praia de Atalaia e abre de terça-feira a domingo e feriados.

Passeio Croa do Goré

O passeio mais procurado em Aracaju é a Croa do Goré. Isso porque a ilhota possui uma vista incrível, água morna e uma barraca flutuante com petiscos e bebidas.

Para chegar no banco de areia que se chama Croa é preciso embarcar em uma lancha ou catamarã na Praia do Mosqueiro. A pequena ilha se localiza entre os rios Vaza-Barris e Santa Maria. Lá é permitido mergulhar e praticar atividades aquáticas, como caiaque, stand up paddle, pedalinho ou jet ski.

O ideal é realizar o passeio na maré mais baixa, então é bom ficar atento à tábua das marés, para aproveitar a atração completamente. Diversas agências de turismo fazem esse passeio, com variações de horário, com a possibilidade de ficar um tempo na ilhota.

Ilha dos Namorados

Imagem Com Ilha Dos Namorados
Ilha dos Namorados
Fonte: prefiroviajar.com.br

Próximo dali, outro passeio imperdível é a Ilha dos Namorados, que é outra pequena ilha que vale a visita durante a estadia em Aracaju. É comum as agências venderem as atrações Croa de Goré e a Ilha dos Namorados em conjunto, pois os destinos ficam próximos.

O lugar basicamente é um banco de areia que separa o rio do oceano, formando pequenas piscinas naturais. Lá não tem tanta estrutura, mas a paisagem é encantadora.

Segundo a lenda, a ilha tem esse nome porque um casal foi namorar por lá e ficou ilhado por dois dias devido à maré. Também é bom ficar atento à tábua de marés para realizar o passeio.

Teleférico no Parque da Cidade

Um lugar tranquilo para visitar é o Parque da Cidade, que é conhecido também como Parque José Rollemberg. Ele possui uma boa área verde, espaços para praticar atividades físicas e também para relaxar. Por lá, a atração mais procurada é o teleférico que oferece uma vista aérea surpreendente.

Passeio de catamarã no rio Sergipe

Imagem Com Passeio De Catamarã No Rio Sergipe
Passeio de catamarã no rio Sergipe
Fonte: infonet.com

O rio Sergipe separa Aracaju da Barra dos Coqueiros, também conhecida como Ilha de Santa Luzia.

Uma boa experiência é passear de catamarã pelo rio, onde é possível observar os encantos da ilha e da Praia Atalaia Nova, além de proporcionar uma vista privilegiada do centro histórico de Aracaju e de toda a região. É um passeio tranquilo, já que as águas do rio são bem calmas.

Foz do Rio São Francisco

Para quem vai para Aracaju com mais tempo, é interessante ir até Brejo Grande (137 km da capital) para ver a foz do rio São Francisco. Algumas agências de turismo fazem esse passeio bate e volta, que inclui transporte terrestre e aquático.

O rio São Francisco é um dos principais do país e, por isso, vale visitá-lo. Ele nasce em Minas Gerais e percorre cinco estados brasileiros.

Neste passeio, os turistas chegarão em Brejo Grande e embarcarão em um catamarã em direção ao povoado Cabeço, que foi tomado pelas águas, mas mantém o antigo farol, que virou símbolo de resistência.

Sempre cercados de paisagens paradisíacas, podemos ver o encontro do rio com o mar, além do famoso farol e dunas móveis. É possível parar no caminho para comer, fazer comprinhas e dar um mergulho.

Noite

Para aproveitar a noite na cidade, a orla da Praia de Atalaia possui diversas opções de restaurantes e barzinhos. Eventos e festividades também são promovidas na cidade, durante o ano, voltado para os turistas.

A Região dos Lagos é uma boa pedida, pois reúne centenas de pessoas, principalmente ao entardecer, para praticar esportes, como skate, rally, bicicleta, ou simplesmente curtir o agradável clima noturno. O lugar possui três lagos, parquinho para as crianças e locais para realização de eventos.

Outro local bastante animado é a Passarela do Caranguejo com dezenas de restaurantes e bares. O espaço fica cheio de turistas e nativos até a madrugada. A maioria dos restaurantes tem música ao vivo, com muito forró e músicas típicas.

Atrações históricas e culturais

Aracaju carrega bastante história e isso é nítido na arquitetura, museus e monumentos da cidade. Não deixe de visitar o centro histórico para conhecer um pouco mais da cidade e da cultura sergipana.

Uma das paradas obrigatórias é na Catedral Metropolitana que é lindíssima e se situa no Parque Teófilo Dantas. As praças Fausto Cardoso e Olímpio Campos também guardam palácios, inclusive o Palácio Museu Olímpio Campos.

O palácio já abrigou diversas famílias de governadores e hoje é um centro de exposições, além de ter um espaço de visitação permanente. A entrada é gratuita.

Outra visita indispensável é no Museu da Gente Sergipana. O espaço é completamente tecnológico, interativo e mostra a rica cultura de Sergipe.

Há exposições fixas e temporárias, com opção de visita guiada ou livre. Vale conhecer o café de lá, bem como a lojinha. A entrada também é gratuita, mas o guia deve ser agendado no site antecipadamente.

Ainda nas atrações culturais, um passeio interessante é ir até o berço da capital dos sergipanos, a Colina do Santo Antônio, que é o marco zero de Aracaju. Ela foi inaugurada em 17 de março de 1855 e lá se localiza a Igreja de Santo Antônio, que é muito charmosa.

Da colina, há uma bela vista da cidade, com uma panorâmica que permite avistar o centro e até mesmo a Ilha de Santa Luzia.

Sobre atrações culturais e itens típicos da região, algumas feirinhas de artesanato valem a visita para comprar produtos locais.

Não deixe de conhecer o Centro de Artesanato Chica Chaves, que fica na orla do bairro Industrial; a Passarela do Artesão, com produtos diversificados; assim como o Centro de Arte e Cultura José Inácio de Oliveira, na Orla de Atalaia; e a Feira do Turista que é um complexo de lojas variadas que tem de tudo.

Região com vários polos turísticos

A cidade de Aracaju é cercada por outros polos turísticos, então vale muito a pena ficar mais uns dias na região para explorar alguns lugares, como São Cristóvão, Laranjeiras e Mangue Seco. O estado de Sergipe é pequeno, então é muito fácil locomover na região.

São Cristóvão

A 30 km de Aracaju, São Cristóvão é uma das cidades mais antigas do país e já foi capital do estado até 1855.

Lá está localizada a Praça de São Francisco que ganhou da Unesco o título de Patrimônio da Humanidade. Ela foi construída com traços arquitetônicos espanhóis, além de contar com edificações barrocas dos séculos XVII e XVIII. 

É uma cidade histórica com uma rica arquitetura. Na Praça da Matriz está a Igreja de Nossa Senhora da Vitória, de 1608.

Já na Praça de São Francisco ficam o Museu Histórico, o Museu de Arte Sacra e a Igreja de Nossa Senhora da Visitação, de 1607. Na rua do Rosário e na rua das Flores fica a Igreja de Nossa Senhora do Amparo. Já na Praça Senhor dos Passos se localiza a igreja com mesmo nome.

Na cidade é possível visitar os museus e mercados, de terça-feira a domingo, e apreciar os belos monumentos históricos. É possível chegar na cidade de ônibus ou de carro, pela BR 101. Agências de turismo também fazem o city tour pela cidade.

Laranjeiras

Outra cidade histórica próxima de Aracaju (30 km) e que preserva forte arquitetura colonial, além de ter sido tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), é Laranjeiras.

Durante o período colonial, o vilarejo foi centro de comercialização de escravos e solo de diversos engenhos de cana-de-açúcar.

A pequena cidade é sede do Museu Afro-Brasileiro e do Museu de Arte Sacra. Outros pontos que devem ser visitados são a Igreja de Nossa Senhora da Conceição dos Homens Pardos e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, ambas do século XIX.

Igreja Matriz, do século XVIII, também vale conhecer. Ela fica na Praça Doutor Heráclito Diniz Gonçalves.

Outras igrejas como a Capela de Bom Jesus dos Navegantes e a Igreja do Senhor Bomfim têm mirantes que oferecem uma vista muito bonita. O Mercado Central e a Fazenda Boa Luz, com parque aquático e zoológico, também são interessantes.

O acesso é pela BR 101, após trechos na BR 235, podendo ir de ônibus, de carro ou com excursão pelas agências de turismo da capital.

Mangue Seco

A cerca de 100 km de Aracaju se localiza a Praia de Mangue Seco, que já foi cenário de filmes e novelas, como Tieta, e é um dos pontos mais procurados pelos turistas. Ela fica na divisa com a Bahia e contém 30 km de areia branca e fofa, alternando entre dunas, manguezais, restingas e fazendas de coqueiro.

As duas praias da região, Mangue Seco e Costa Azul, são rústicas e têm barracas com redes espalhadas pela areia. É um local mais isolado, sem muita estrutura, mas belíssimo.

A vila de Mangue Seco se resume a uma igreja e algumas poucas ruas. Por lá é possível encontrar alguns restaurantes com comidas caseiras e poucas pousadas.

A melhor maneira de conhecer todas as belezas deste lugar é de buggy, pois os caminhos entre dunas não permitem a passagem de carro.

Várias agências fazem o trajeto, mas também é possível ir por conta própria. É preciso atravessar o rio Real. Então, a dica é deixar o carro na cidade portuária de Pontal, onde possui estacionamento.

De lá, partem embarcações e lanchas para Mangue Seco. Outra opção é contornar a costa, passando pela rodovia BA 099, mas é um trajeto bem mais longo.

Onde ficar em Aracaju

Existem boas opções de hospedagens em Aracaju, variando das mais simples até as mais sofisticadas. Para te auxiliar a fazer uma boa escolha selecionamos, em primeiro lugar as melhores pousadas de Aracaju:

  • Pousada Raio de Sol – Localizada na orla de Atalaia, oferece piscina, quartos bem equipados, estacionamento privativo, Wi-Fi gratuito e farto café da manhã incluído na diária.
  • Pousada São Luiz – Situada na região central da cidade, possui café da manhã do tipo self-service, Wi-Fi grátis, estacionamento e quartos com ar-condicionado, TV, frigobar.
  • Pousada da Terra – De frente para o mar, na Praia de Atalaia, dispõe de pequeno almoço do tipo buffet diariamente, terraço, quartos para família e adaptados para pessoas com deficiência.
  • Pousada Lua Cheia – Próxima da Praia dos Artistas, possui quartos para toda a família, com TV, frigobar, banheiro privativo e Wi-Fi gratuito, aceita pets e têm café da manhã diário.
  • Pousada Acalanto –Localizada na Praia de Aruana, oferece estacionamento, acomodações adaptadas e bem equipadas com TV, ar-condicionado e frigobar, assim como possui piscina e área de estar.

Agora se você prefere hotéis com desconto, aí está algumas opções dos melhores hotéis de Aracaju:

  • Real Classic Hotel – Situado na Praia de Atalaia, um dos mais tradicionais da cidade, aceita pets e possui piscina, bar, lounge, terraço, Wi-Fi, estacionamento, restaurante e quartos bem equipados.
  • Aracaju Corais Hotel – Também próximo da Praia de Atalaia, oferece recepção 24 horas, estacionamento, Wi-Fi gratuito, lounge e quartos adaptados e equipados com TV.
  • Araras Praia Hotel – Localizado na Praia de Atalaia, possui buffet de café da manhã, Wi-Fi grátis e quartos com vários tamanhos e varanda, equipados com TV, frigobar e ar-condicionado.
  • Aquarios Praia Hotel – Na beira mar, em Atalaia, com 4 estrelas, dispõe de duas piscinas, estacionamento, Wi-Fi, bar, sala de massagem, salão de beleza e quartos para toda a família.
  • Jatobá Praia Hotel – Situado de frente para o mar da Praia de Atalaia, na Passarela do Caranguejo, oferece acomodações com ar-condicionado, TV, frigobar, assim como piscina e restaurante.

Por fim, se resorts são a sua escolha, veja sobre um dos melhores resorts de Aracaju:

  • Makai Resort – Instalado no Sítio Tingui, na Ilha de Santa Luzia, dispõe de várias atrações de lazer, piscinas, academia, sala de jogos, WiFi gratuito, elevador, apartamentos acessíveis, lojas, sala de reunião, centro de negócios, recepção 24 horas e posto de turismo. Além disso tudo, é all inclusive e possui 4 estrelas.

Onde comer em Aracaju

A culinária nordestina é uma experiência à parte na sua viagem em casal. Não deixe de aproveitar os pratos típicos sergipanos, com camarões, caranguejos, peixes e carne de sol. Frutos do mar frescos não faltam e tudo é uma delícia.

Em Aracaju se pode encontrar restaurantes com comidas típicas, assim como aqueles com menu internacional. Vale demais experimentar pratos locais, como moquecas de camarão, de aratu, buchada de bode, surubim na brasa, carne de sol com pirão de leite entre outras comidas típicas.

O principal prato da região é o caranguejo que você pode degustar em vários restaurantes, principalmente os localizados na Passarela do Caranguejo. Coma a casquinha de caranguejo no Laguna ou no Casa de Forró Cariri.

Para carne de sol e baião de dois, pratos tradicionais da região, vá ao Carne de Sol do Ramiro e ao Carro de Bois. Outros restaurantes com frutos do mar e outras delícias recomendamos o famoso República dos Camarões e o Restaurante Sollo. Outra boa escolha é o Caçarola.

Não deixe de comer um pastel no Pastel da Jane, no bairro Coroa do Meio, e de apreciar uma boa comida nordestina no buffet do Mangará. Para refrescar aproveite o sorvete de mangaba, fruta típica da cidade, no il Sordo Gelato. Agora, se prefere algo mais sofisticado, vá ao La Vecchia e ao Bravo Cuisine.

Quando ir em Aracaju

No litoral de Sergipe, o clima é tropical quente e úmido, então faz calor o ano inteiro, sendo qualquer época do ano um bom período para visitar Aracaju.

No verão, a temperatura máxima atinge uma média de 30 graus e a mínima, de 24 graus. Já no inverno, as temperaturas variam entre 21 graus (mínima) e 27 graus (máxima). Logo, conclui-se que as temperaturas são sempre mais elevadas e não variam tanto.

A parte do litoral é mais chuvosa, ao contrário do interior (sertão) que é mais seco. Os meses em que mais chove são abril, maio, junho e julho, justamente no inverno. Portanto, a melhor época para visitar Sergipe é entre outubro e fevereiro, quando os dias ficam mais ensolarados. 

Em média, caem 1.600 mm de água por ano em Aracaju. E a temperatura do mar é bem agradável: cerca de 28 graus durante o verão e 25 graus durante o inverno.

Como a época das chuvas em Aracaju é entre março e agosto, talvez seja melhor viajar para lá na alta temporada, que abarca o final e início do ano. Os dias são mais ensolarados, há mais opções de atividades e tem bastante praia para todo mundo.

No entanto, cabe lembrar que nesta época os preços costumam ser mais elevados e a cidade fica mais movimentada.

Quantos dias ficar em Aracaju

A quantidade de dias para ficar em um lugar é uma decisão muito íntima e varia de pessoa para a pessoa. Depende muito do tipo de viagem, do viajante, do que você quer fazer, bem como o tempo que você tem disponível. Considere também o seu orçamento para decidir quantos dias ficar por lá.

Para aproveitar todas as atrações turísticas, o mínimo é 4 ou 5 dias. Mas o ideal mesmo é separar ao menos uma semana para conhecer bem a cidade, praias e toda a região com calma e sem correria.

Como chegar em Aracaju

Aracaju se localiza no litoral de Sergipe, no destinos do Nordeste brasileiro. O estado de Sergipe é bem pequeno, então é bem tranquilo se locomover por lá. Para se chegar na capital sergipana é bem fácil também, seja de ônibus, de carro ou de avião.

De ônibus

A cidade de Aracaju tem dois terminais rodoviários: o Luiz Garcia (Rodoviária Velha) e o Governador José Rollemberg Leite (Rodoviária Nova).

O primeiro é mais usado para viagens estaduais e se situa na região central e, por isso, acaba sendo a opção de muitos passageiros. Se você parte de alguma cidade de Sergipe, essa é a melhor opção.

Já o Terminal Rodoviário Governador José Rollemberg Leite, mais conhecido como Rodoviária Nova, é utilizado para viagens interestaduais e recebe ônibus de várias partes do Brasil e também de várias cidades do estado.

Muitas empresas possuem linhas que fazem o trajeto das principais cidades brasileiras até Aracaju. Se você já está no Nordeste, é a melhor escolha, ou ir de carro.

De Carro

Se você vai partir de alguma cidade do Nordeste ou curte uma viagem a dois de carro, as opções via terrestre para chegar em Aracaju são através de duas importantes rodovias federais, a BR 101 e a BR 235.

A BR 101 é usada para quem vem do Sul do país e integra as regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Já a rodovia BR 235 conecta Aracaju à região Norte do país, no estado de Tocantins. 

A capital mais próxima de Aracaju é Salvador, que fica a 325 km de distância.

De avião

Para aqueles que estão mais distantes, a forma mais prática de chegar em Aracaju é por via aérea. O Aeroporto de Aracaju, apesar de pequeno, recebe voos diários das principais cidades do país. Cerca de seis mil pessoas passam por lá diariamente.

O aeroporto fica a 12 km do centro de Aracaju, sendo necessário você escolher por alguma das opções de transporte para chegar na sua hospedagem. As possibilidades é de pegar um táxi, alugar um carro, contratar um motorista de aplicativo ou pegar o transporte coletivo.

Dúvidas frequentes sobre Aracaju

É caro morar em Aracaju?

Não é caro morar em Aracaju, pois lá tem um baixo custo de vida, ao se comparar com outras capitais brasileiras.

Os preços têm subido nos últimos anos, mas morar na capital sergipana continua sendo “em conta”, se considerar a grande cidade que é. Dentre as capitais, Aracaju fica na terceira colocação das cidades com custo de vida mais baixo.

Qual a vantagem de viajar para Aracaju?

Uma das vantagens de se viajar para Aracaju é conhecer as extensas praias da região, além de ilhas. Outro atrativo é se deliciar com a culinária sergipana nos badalados restaurantes da orla de Atalaia, bem como descansar e relaxar com belas paisagens e passeios.

É um destino imperdível e com diversas atrações turísticas também.

Como se locomover em Aracaju?

A melhor forma de se locomover em Aracaju é de carro. Para acessar as praias mais distantes, percorrer as extensas orlas no calor, sugerimos andar por lá em carro próprio, ou alugar um, ou ainda pegar um táxi ou contratar um motorista de aplicativo.

Todas estas formas de transportes são super viáveis na capital.

É possível também contratar excursões para passeios específicos, com a opção de andar em um catamarã, outras embarcações e buggy para chegar até às atrações.

Outra opção de se locomover na cidade é através do transporte público, que possui diversas linhas que interligam Aracaju, bem como diversos pontos turísticos.

Quais as praias mais bonitas de Aracaju?

Há diversas praias lindas no litoral de Sergipe. Em Aracaju, as eleitas mais procuradas pela sua beleza são Praia de Atalaia, Praia de Aruana, Praia do Robalo e Praia dos Náufragos. As praias da Barra dos Coqueiros também são lindíssimas e quase um paraíso particular.

Por que o mar de Aracaju é escuro?

A cor da água do mar de Aracaju é mais escura e é chamada de perolada porque é o resultado da influência dos afluentes do rio Sergipe. Mas de nenhuma maneira isso prejudica o banho ou a linda paisagem.

Considerações Finais

Enfim, é isso o que temos para falar de Aracaju. Aproveite nosso guia, monte seu roteiro e faça uma excelente viagem! Para uma melhor experiência use o cupom de desconto que preparamos a você.

Gostou desse artigo? Deixe aqui sua opinião nos comentários e compartilhe com quem você acha que vai curtir esse conteúdo. Até a próxima!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.