Sigourney Weaver 1024x683 1 Sigourney Weaver: Biografia (1949 - atualmente)

Sigourney Weaver, ou Susan Alexandra Weaver, é uma atriz norte-americana nascida na cidade de Nova Iorque no dia 8 de outubro de 1949 (71 anos).

Durante a carreira a atriz acumulou diversos papéis de sucesso em filmes que marcaram época, como a trilogia de ficção cientifica, Alien, interpretando a Tenente Ripley. Além disso, ela também fez Os Caça Fantasmas e Os Caça Fantasmas 2. E mais recentemente esteve no sucesso global, Avatar, interpretando a Dra. Grace Augustine.

Fatos Rápidos:

Nome:Susan Alexandra Weaver
Principal trabalho:Alíen: O oitavo passageiro
Colegas de trabalho:Ridley Scott e James Cameron
Infância:Estudou teatro

Juventude e o início da carreira de Sigourney Weaver

Em 1963, quando ainda tinha apenas 14 anos a atriz passou a usar o nome Sigourney Weaver. A inspiração veio de uma personagem do livro/filme O Grande Gatbsby, de Francis Scott Fitzgerald.

Depois, em 1967 Sigourney concluiu seus estudos e passou a viver por um período em um kibutz, em Israel. Depois disso, casou-se no ano de 1984 com Jim Simpson, um diretor de teatro. Dentro dessa relação, em abril de 1990 chegou a sua filha Charlotte Simpson.

Então, ela resolveu estudar Arte Dramática na Universidade de Yale, uma das mais renomadas dos Estados Unidos, inclusive foi colega de outra jovem que viria a se tornar uma grande estrela, Maryl Streep. Já nessa época, Maryl se destacava e era presença recorrente em peças teatrais.

Entretanto, Sigourney não conseguiu ter o mesmo sucesso durante o período de estudos. Assim, somente depois de formada ela começou a trabalhar em produções teatrais, já vivendo na cidade de Nova Iorque.

O ator inglês John Gielgud que era consagrado nos palcos de teatro, contracenou com ela em uma produção e estimulou que ela seguisse com a carreira. Logo depois ela apareceu em uma grande produção do cinema, o filme Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall), do renomado diretor Wood Allen.

Apesar de uma infância privilegiada, os anos de formação de Weaver nem sempre foram fáceis. Ela não tinha confiança em sua própria beleza, uma característica causada pelo fato de ser geralmente mais alta do que a maioria das garotas que conhecia e por sua mãe, que disse a ela aos 8 anos que ela tinha uma aparência simplesmente “normal”. Segundo a própria atriz ela pensou que se nem a própria mãe a achava bonita, quem iria? Felizmente, esse fato não desmotivou a atriz que seguiu sua jornada rumo ao topo.

Sigourney Weaver: Primeiros papéis

A atriz não demorou muito para engrenar em papéis de sucesso, antes de chegar até o filme Alien, a atriz teve a já mencionada participação no filme Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, Weaver teve uma rápida participação em Madmen.

Além disso, houve um papel de destaque em sua jornada, quando interpretou Dian Fossey, no filme Gorillas In The Mist, em português, Na Montanha dos Gorilas) de 1988. Inclusive a atriz foi indicada ao Oscar por essa atuação.

O filme que foi dirigido por Michael Apted, mostrava o trabalho de Dian Fossey para realizar pesquisas e lutas pela preservação da população de gorilas da montanha, no continente africano. Ela era zoóloga e vitima de assassinato no dia 26 de dezembro de 1985, até os dias de hoje não há esclarecimentos sobre as circustâncias do crime.

Assim, Weaver que era ambientalista militante retornou para Ruanda em 2005, com o objetivo de filmar um documentário Gorillas Revisited, que era produzido pela BBC. Esse projeto era uma homenagem para comemorar os 20 anos do filme e mostrar que os esforços da zoóloga não foram em vão e a fundação criada em sua homenagem, Dian Fossey Gorilla International, seguiu seu legado. Assim, esse papel foi muito importante para a carreira e vida de Sigourney Weaver, que é membra honorária da instituição.

Qual papel fez Sigourney Weaver ganhar mais notabilidade?

Sem sombra de dúvidas o papel que fez a atriz ter mais notabilidade foi a terror/ficção científica, Alien: O Oitavo Passageiro, onde ela interpretou a protagonista, Tenente Ripley.

Embora filmes como Os Caça Fantasmas e Avatar também tenham tido sucesso tão grande quanto o filme de terror, ela não era a protagonista. Assim, a personagem de Alien foi a mais importante da carreira da atriz. Afinal, o filme se tornou um marco na cultura pop e um clássico do cinema.

Alien foi o filme que definiu o modelo visual para qualquer diretor interessado em gravar um filme sobre monstros no espaço sideral. Era o filme que continha uma peça central horripilante e estourando no peito que tocava os medos da época. E, no final das contas, tudo volta para Ripley. Na figura da corajosa e decidida Sigourney Weaver, Alien pode ser apenas o filme que reformulou o gênero de terror antigo e não reconstruído e ousou colocar uma mulher no centro do palco.

Porque não se engane: um filme de terror é o que Alien é. Basicamente um filme de uma “casa mal-assombrada”, pois a nave espacial é a casa dos astronautas. Ripley, é a divisora de águas; a personagem que envia Alien (e suas sequências) para uma nova e ousada direção.

Sua atuação como a dura Tenente Ripley em Alien de 1979 foi o responsável por jogar Sigourney Weaver para o estrelato e ofereceu a ela uma linha de outros trabalhos cinematográficos para escolher. Na década seguinte, ela estrelou uma série de filmes bem recebidos, incluindo The Year of Living Dangerously (1982), com Mel Gibson, e a popular comédia Ghost Busters (1984).

Portanto, não há dúvidas da importância do filme Alien e a personagem Tenente Ripley para a carreira da atriz. Podendo ser facilmente colocado como o papel mais importante da sua carreira.

Vida pessoal e relacionamento

Weaver é casada com o cineasta Jim Simpson. Eles têm uma filha juntos, chamada Charlotte, que nasceu em 13 de abril de 1990. A atriz e o cineasta estão juntos a décadas e nesse tempo não houveram separações, assim, esse foi o único relacionamento relevante na vida de Sigourney Weaver e provavelmente o último.

Assim, depois de tanto tempo juntos, podemos considerar essa uma longa e bela história de amor, que deu e continua dando certo.