Lindsay Frost: Biografia (1962 - atualmente)

Lindsay Elisabeth Frost nasceu em 4 de junho de 1962 , em Los Angeles, Califórnia. Seus pais são Warren Frost  (pai) e  Mary Virginia Calhoun  (mãe). Ela tem duas irmãs:  Mark Frost  (co-criador) e Scott Frost  (escritor). Frost tem nacionalidade americana e etnia branca.

A atriz ficou popularmente conhecida após as suas atuações nos filmes O Chamado de 2002 e em Dano Colateral do mesmo ano. A atriz viveu o auge da sua carreira no inicio dos anos 2000, participando de diversas outras produções nesse período. Além de ter participado do clássico da comédia americana, Policiais em Apuros de 1988.

Fatos rápidos sobre Lindsay Frost

NomeLindsay Elisabeth Frost
GêneroFeminino
Nascimento 4 de junho de 1962  (idade 59 anos)
Famosa comoRuth Embry
SignoGêmeos

Quem é Lindsay Frost?

Lindsay Frost é uma atriz americana que chegou ao reconhecimento com sua participação em As The World Turns, Dano Colateral, O Chamado e Policiais em Apuros. Porém, a atriz tem estado longe de grandes produções do cinema desde 2006. E tem se dedicado a outros trabalhos, inclusive dando voz a personagens de games, como em Harold and the North Pole.

Porém, a atriz participou de mais de diversas produções ao longo de sua carreira, desde filmes para o cinema, como também produções para TV. De 1983 até 2002, a atriz era uma das mais ativas do período e esteve presente em muitas obras de destaque.

A atriz atuou em diversas séries para TV e programas para TV. Porém, o seu marco ficou realmente por conta dos filmes mencionados anteriormente, devido a sua importância, sendo considerado marcos do cinema. Principalmente, O Chamado, no qual a atriz teve uma atuação considerável.

Fora das telonas, ela casou duas vezes e divorciado uma vez. Atualmente, ela está mantendo uma vida feliz de casado com seu segundo marido, Zach Ashby.

Lindsay Frost – Principais papeis

Lindsay Frost começou sua carreira na série de televisão ‘Hill Street Blues’ em 1983. Ela apareceu na série como repórter no episódio ‘Ba-Bing, Ba-Bing’. Depois de um ano, ela interpretou o papel de Elizabeth ‘Betsy’ Stewart Andropoulos em ‘As the World Turns’ até 1987.

Então, ela estreou sua carreira no cinema no papel de Randi James no filme ‘Policiais em Apuros’ em 1988. Ela fez sua aparição no filme ‘Dano Colateral’ como Anne Brewer em 2002, ‘O Chamado’ como Ruth em 2002, ‘Learning Curves’ como Lisa Ducharme em 2003, entre muitos outros trabalhos.

Além disso, ela apareceu como Paige Farrell no filme para TV ‘Quando Éramos Jovens’ em 1989. Também apareceu como Dawn Bickford em ‘Assassinato por Escrito’ em 1991. Além de interpretar a personagem Fay Peronivic em ‘Nightmare Café’ de 1992.

E nao parou por ai, ela também deu vida a Dr. Jessie Lane em ‘Birdland ’em 1994, Samantha Pierce em ‘Frasier’ de 1997, Abby em ‘The Geena Davis Show ‘ em 2000, ASA Natalie Blake em ‘Judgung Amy’ de 2003, Christine Woods em ‘Without a Trace’ de 2007, e ainda deu voz ao Narrador em ‘Harold e o Purple Crayon’ em 2012 e muitos mais.

Qual o papel mais importante da carreira de Lindsay Frost

Ela teve destaque em Dano Colateral e O Chamado, mas é indiscutível que o segundo filme teve um reconhecimento muito maior, sendo considerado um dos grandes filmes da história do terror. E o seu papel na pela de Ruth Embry foi sem dúvidas o de maior importância para sua carreira, afinal, ela vai estar marcada para sempre como integrante importante de um clássico da história do cinema.

Assim, vamos conhecer um pouco mais sobre os filmes mais importantes da carreira da atriz. Afinal, eles foram responsáveis pelo sucesso que a atriz atingiu. Vejamos:

O Chamado – Um marco na carreira de Lindesay Frost

Não está familiarizado com este título? O Chamado (The Ring) é um filme americano de terror sobrenatural de 2002 dirigido por Gore Verbinski e estrelado por Naomi Watts, Martin Henderson, David Dorfman, Brian Cox e Daveigh Chase. É um remake do filme de terror japonês de 1998 Ringu, baseado no romance homônimo de Koji Suzuki. Watts retrata um jornalista que investiga uma maldita fita de vídeo que aparentemente mata o espectador sete dias depois de assisti-la.

Na história, a repórter do jornal de Seattle, Rachel Keller (Naomi Watts), tia de uma das vítimas, tenta desvendar o mistério com a ajuda de um ex-amante (Martin Henderson). Como eles e o filho dela viram a filmagem, é uma corrida arquetípica contra o tempo.

Um terror que quebra barreiras do tempo

Os principais elementos da narrativa de The Ring, fitas VHS (que reconhecidamente datam a produção), televisões e telefones, conferem a esses itens inócuos do dia-a-dia um significado inteiramente novo, e esse é um dos objetivos do horror transformar o lugar comum em outra coisa, como Psycho fez para chuveiros. Usar esses itens dessa maneira dá a este filme, o poder de ser mais do que apenas um tipo de história do século XIX, trazendo sensibilidades mais modernas.

O filme não perde tempo estabelecendo tom e clima, indo direto ao assunto de contar histórias seu enredo misterioso e apresentar seus personagens e seus relacionamentos. Na maior parte, o filme permanece focado principalmente em sua protagonista feminina, a curiosa e muitas vezes insistente Rachel (Watts), mas apresenta seu elenco de apoio conforme a história do filme se desenrola. E é nesse ponto que Lindesay Frost brilha.

Entre as tramas, o filme inclue o filho de Rachel, Aiden (David Dorfman), o tropo de um garotinho assustador que acaba sendo uma trama que o filme mantém em segundo plano durante a maior parte de sua duração, mas retira quando necessário.

Depois de um início rápido, o enredo pode se infiltrar e, à medida que isso acontece, o arrepio do que está acontecendo se intensifica com visuais que ajudam as coisas. O conteúdo da fita VHS é revelado para ser o que parece ser um filme de estudante de arte reminiscente, que retrata os eventos por trás do ser misterioso do poço, Samara. O Chamado, está cheio de simbolismos.

Ninguém previu: a influência de bilheteria de “The Ring”, um remake inédito de um filme de terror japonês que poderia quebrar a marca de US $ 100 milhões, um valor absurdo para a sua época e maior ainda, quando vemos que essa continua sendo a maior arrecadação de um remake de filme de terror até hoje, 20 anos depois. Influenciando em séries famosas como Stranger Things.

Dano Colateral – Um destaque merecido para Lindsay Frost

O filme, de título original “Collateral Damage” é uma relíquia de uma época anterior, um filme sobre terrorismo feito antes que os terroristas se tornassem o assunto de discussão global.

O filme é estrelado por nada mais, nada menos do que Arnold Schwarzenegger como Brewer, um bombeiro de Los Angeles que vê sua esposa e filho mortos por uma bomba terrorista. Jurando vingança, ele voa para a Colômbia, escapa de várias tentativas de assassinato.

Atrasado para encontrar sua esposa (Lindsay Frost) e filho (Ethan Dampf) em um arranha-céu no centro da cidade, ele testemunha uma explosão catastrófica de uma bomba matando sua família diante de seus olhos. A explosão é creditada a ‘The Wolf’ (Cliff Curtis), um líder rebelde infame na guerra civil de décadas na Colômbia. 

Os alvos pretendidos eram membros do consulado colombiano e agentes de inteligência americanos. A esposa e o filho de Gordy são considerados ‘danos colaterais’, pessoas inocentes que perderam a vida por estar no lugar errado na hora errada. O único consolo de Gordy é a esperança de que a justiça prevaleça para a perda de sua família.

Gordy Brewer, um bombeiro de Los Angeles, fica arrasado quando sua esposa e filho são mortos em uma explosão fora do Consulado da Colômbia – eles não eram os alvos pretendidos, eles eram danos colaterais. Insatisfeito com o fato de as autoridades não estarem tomando medidas para eliminar o terrorista responsável pelo ultraje, um homem conhecido como The Wolf, Cliff Curtis.

Gordy viaja para a Colômbia para resolver as coisas por si mesmo. É pessoal, entende? Em nenhum momento ele encontrou o covil do Lobo e fez amizade com a mulher do Lobo, Francesca Neri.

Dano colateral
foi uma baixa em 11 de setembro. Ele estava prestes a ser lançado na América do Norte quando o centro de comércio mundial foi atacado e, como resultado, foi rapidamente retirado do ar. Certamente não é um dos melhores esforços de Big Arnie – o enredo é mais do que o normal para filmes desse tema – a facilidade com que Gordy rastreia o Lobo é simplesmente absurda. O Lobo é obviamente o Osama Bin Laden dos terroristas sul-americanos, e ele mesmo gosta de plantar as bombas em solo americano, pessoalmente.

O clímax do filme teria sido mais cheio de suspense e excitante. Nessa jornada insana, ele sobrevive a uma improvável descida de uma cachoeira, penetra em território guerrilheiro, mata muita gente e explode muita coisa. Ele muito mais do que o típico bombeiro de Los Angeles, onde seus homens parecendo que foi diretamente para o treinamento da Força Delta americana.

Assim, o filme traz pontos muito mais importantes do que simplesmente um filme de ação qualquer. Abordando questões tão sensíveis, antes mesmo dela se tornar o foco global. E neste filme, Lindsay Frost ganhou destaque como uma das personagens principais, embora que apareça pouco no filme, pois a morte de sua personagem é o motivo para que a história se desenvolva.

Policiais em Apuros – Uma comédia marcante na carreira de Lindsay Frost

Embora possa soar como um entretenimento drive-in único e divertido. Sim, tem uma premissa divertida e vai muito além de ficar preso a uma comédia pastelão. Embora tenha uma história leve e divertida, o filme é inovador e faz com que todos que vejam, se divirtam com a história. Assim, este filme também foi muito importante para a carreira de Lindsay Frost, pois mostrou que ela tinha um leque muito grande de atuação.

É 1988 e os amigos da polícia comandam a tela. Desta vez, assistimos aos detetives do LAPD Roger Mortis (Treat Williams) e Doug Bigelow (Joe Piscopo) investigarem um caso muito incomum em que crimes estão sendo cometidos por criminosos mortos! Deixando todos se perguntando “O que está acontecendo?”.

O caso deles fica ainda mais complicado e assustador quando Roger é morto, mas milagrosamente é trazido de volta à vida por alguma tecnologia maluca sendo usada pelos bandidos. A única desvantagem de passar por esta Máquina de Ressurreição é a vida limitada que ela dará a Roger. Ele terá apenas doze horas para usar essa vida como um policial morto em decomposição para resolver o caso, se envolver em algumas cenas de ação contra bandidos invencíveis e trocar piadas com seu parceiro.

Policiais em Apuros é considerado um filme cult e favorito para muitos. É um filme bobo e descompromissado, que não se leva a sério e tenta se divertir um pouco bobo com sua infusão de zumbis, comédia e ação. É um objetivo admirável.

Vida pessoal

Durante os seus 57 anos de idade, Lindsay Frost se casou duas vezes. Em seu primeiro relacionamento, ela foi casada com o ator, Rick Giolito, que é conhecido por seu trabalho em Twin PeaksHit the Dutchman. O ex-casal compartilhou seus votos de casamento em 12 de novembro de 1988 . 

Juntos, o casal compartilhou dois filhos: Casey Giolito e Lucas Frost Giolito. No entanto, eles decidiram se separar em 2004 devido a diferenças irrecuperáveis.

Após vários anos de vida solteira, Lindsay encontrou seu amor pela segunda vez com  Zach Ashby e caminhou até o altar em 2 de janeiro de 2013. A dupla já comemorou mais de meia década de união e seguem fortes.

Patrimônio líquido e salário

A atriz, Lindsay Frost, que vem contribuindo com suas habilidades e talentos de atuação para a indústria desde os anos 80, deve ter arrecadado uma quantia em números de sete dígitos, no entanto, o número real ainda não foi descoberto. Ela deve ter recebido seu salário em uma boa quantia, já que seus filmes renderam muito nas bilheterias.

Por exemplo, O Chamado teve arrecadação de 129 milhões de dólares, dos quais ela lucrou alguns milhões. Em Dano Colateral, a arrecadação foi de 78 milhões e em Calor de Matar 3 milhões de dólares, mas não se sabe ao certo quanto ela lucrou nesses filmes.