As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia Leonardo da Vinci

Leonardo da vinci 2 Biografia Leonardo da Vinci
Via Wikipédia

Leonardo da Vinci foi um pintor, inventor, cientista, anatomista, etc. italiano que viveu entre os anos de 1452 e 1519. As etcéteras são justamente para mostrar a quantidade enorme de títulos que Da Vinci possui. Ele era um polímata, que é justamente um estudioso, com conhecimentos amplos, em várias áreas do conhecimento.

Dedicou toda a sua vida a aprender coisas novas, realizar descobertas, entender o que existia no mundo, participando assim diversas áreas da sociedade intelectual. Vale lembrar que nesses períodos mais antigos, era bem mais comum os intelectuais se dedicarem a diversas áreas, como é o caso de Aristóteles, e de diversos outros filósofos e cientistas, desde muito antes de Cristo.

Mesmo assim, Leonardo da Vinci ganha um destaque inigualável nesse quesito, pois poucas pessoas se especializaram em tantas áreas quanto ele, sendo realmente uma das personalidades mais célebres que o mundo já conheceu.

Claro que é na pintura que seu nome realmente é lembrado, ao pintar alguns dos mais famosos quadros do mundo “Mona Lisa”. Mas, suas contribuições vão muito além dessa arte, partindo para outras áreas artísticas, como escultura e música, e também para a ciência, a matemática, a anatomia humana, dentre outras.

Fatos Rápidos sobre a vida de Leonardo da Vinci

NomeLeonardo di Ser Piero da Vinci (Leonardo da Vinci)
GêneroMasculino
Famoso comoPintor, Inventor, Cientista, Anatomista, etc.
NacionalidadeItaliano
Signo do zodíacoÁries
Nascimento15 de abril de 1452
Falecimento2 de maio de 1519
Conhecido por criarMona Lisa
O homem Vitruviano
A última Ceia
A Virgem das Rochas

Quem é Leonardo da Vinci?

Leonardo da Vinci é tido como uma das mais brilhantes mentes que o mundo já conheceu, tais como Platão. Com isso, conseguiu conquistar toda sua fama e dinheiro em vida, carregando diversos fãs e admiradores de seus trabalhos, e sendo lembrado até os dias atuais, mais de 500 anos após sua morte.

Da Vinci, viveu no período final do século XV e na parte inicial do século XVI, e seus pensamentos e obras podem ser observados ainda atualmente, sendo algumas das mais importantes já criadas, dentro da pintura, de todos os tempos.

Pinturas como “Mona Lisa”, afrescos como a “Última Ceia”, e desenhos como “O Homem Vitruviano”, impressionam por sua por sua beleza, harmonia dos detalhes, geometrização, efeitos de criação, acabamentos, e resultado final de uma qualidade inquestionável. Sem falar, é claro, em todos os detalhes que envolvem a criação, por trás da imagem principal da obra.

Como foi a infância de Leonardo da Vinci?

Embora tenha se tornado uma pessoa totalmente influente em sua época e nos séculos que viriam depois de sua morte, a vida de Leonardo da Vinci não começou da forma mais promissora possível. Isso porque ele nasceu como um bastardo, um filho ilegítimo de um tabelião da época (atualmente são as pessoas que trabalham em cartórios) e de uma camponesa adolescente, de 15 anos de idade, que foi possivelmente uma escrava.

Seu pai, Messer Piero Fruosino di Antonio da Vinci e sua mãe, Caterina di Meo Lippi, que viviam na Itália, mais precisamente em Florença, na vila de Anchiano, em Vinci, acabaram registrando o nome do menino de Leonardo di ser Piero da Vinci, que nasceu no dia 15 de abril de 1452.

Apesar de não assumir o filho, Piero acabou arranjando um casamento para Caterina, com Accattabriga di Piero del Vaca, que era lavrador. O casal acabou indo morar com o pai de Caterina, onde Da Vinci teve uma infância normal, cercado pela natureza.

Vale lembrar que, embora não fosse legítimo, Ser Piero mantinha uma certa relação com o garoto, que começou a dedicar-se às artes ainda muito cedo, quando teve a oportunidade de entrar para um ateliê influente da época. 

Quando estava com 17 anos de idade, Leonardo da Vinci começou como um aprendiz no ateliê de Verrocchio, que era um artista renomado da época, é o grande responsável que o jovem aprendesse diversas técnicas de pintura, e também estudasse outras áreas.

Nesse período, Da Vinci teve a oportunidade de participar de uma importante obra do próprio Verrocchio, chamada “O Batismo de Cristo”, de 1472, onde ele acabou sendo o responsável por pintar os anjos que podem ser vistos na parte inferior esquerda do quadro. E, mesmo nesse período, com 20 anos, suas técnicas já eram deslumbrantes.

Principais obras de Leonardo da Vinci

Durante seus anos dedicados à pintura, Leonardo da Vinci acabou criando diversas obras, que até hoje são reverenciadas pelo público e pela crítica em geral, estando entre as obras mais importantes de todos os tempos, assim como a Criação de Adão, criada por Michelangelo. Vejamos um pouco mais sobre suas principais obras.

Mona Lisa – de 1503

Mona lisa Biografia Leonardo da Vinci
Via Wikipédia

Sem dúvidas, a obra mais conhecida de Leonardo da Vinci é o seu quadro Mona Lisa, que foi pintado utilizando uma técnica de sfumato, para retirar as marcas de pinceladas com a tinta, deixando um resultado realmente impressionante.

O quadro foi pintado sobre madeira de álamo, sendo uma pintura a óleo. A obra foi criada em  três anos completos, retratando Lisa del Giocondo, uma mulher de comerciante da época.

A obra traz, além do sfumato, características intrigantes, relacionadas ao sorriso da modelo, que era o padrão de beleza do período, onde embora aparentemente ela esteja sorrindo, em certos momentos, é quase impossível decifrar realmente seus sentimentos.

Outro ponto importante fica subentendido na pintura, onde na parte do fundo da obra, a linha do horizonte é mais baixa em um lado da imagem, o que, segundo estudiosos, faz uma alusão ao entendimento sobre masculino e feminino.

A Última Ceia – de 1495

A ultima ceia Biografia Leonardo da Vinci
Via Wikipédia

Tão conhecida quanto a própria Mona Lisa, A última ceia, de Leonardo da Vinci, também não fica para trás dentro desse grau de importância e reconhecimento. A obra é um afresco, que são as pinturas nas paredes ou teto, comuns em igrejas antigas.

A pintura foi criada na igreja de Santa Maria Delle Grazie, localizada na própria Milão, também na Itália, e como o próprio nome deixa a entender, retrata justamente a última ceia de Jesus, que é uma passagem bíblica bastante conhecida.

O que chama mais atenção para essa obra, é todo o olhar matemático que há por trás dela, com todas as noções de profundidade aplicadas, e com o rosto de Jesus estando no centro da obra, tanto com um olhar vertical como horizontal.

Ele passou três anos inteiros focado nessa obra, sendo uma das que ele realmente mais se dedicou de forma exclusiva. Vale lembrar também, que essa obra guarda um detalhe bastante curioso. Isso porque Leonardo da Vinci acabou retratando seu próprio rosto como o Judas, que é uma personagem importante nesse momento.

O Homem Vitruviano – de 1490

O homem vitruviano Biografia Leonardo da Vinci
Via Wikipédia

Esse é um desenho feito por Leonardo da Vinci, baseado nas descrições sobre o corpo humano de Vitrúvio, que foi um arquiteto que criou diversas obras relacionadas às estruturas, inclusive a do corpo humano, sendo muito bem retratadas por Da Vinci.

Quais foram todas as profissões de Leonardo da Vinci? 

Embora seu reconhecimento atual seja marcado pela pintura, como já mencionado, Leonardo da Vinci foi muito além de um pintor. Ele era um intelectual completo, tendo atuado em diversas áreas do conhecimento.

Era um verdadeiro polímata, um homem multifuncional, que acumulou conhecimentos e habilidades diversas durante toda a vida, tendo passado por profissões como a de anatomista, escultor, matemático, inventor, cientista, botânico, músico, poeta, instrumentista, escritor, além de pintor, é claro. Vejamos um pouco melhor sobre algumas de suas principais habilidades:

Inventor

Infelizmente, embora tenha se empenhado bastante nessa área, é preciso dizer que o progresso efetivo de Leonardo da Vinci, de uma forma prática, não foi tão sentido, uma vez que nesse período, as tecnologias ainda eram muito precárias, e suas invenções, embora parecessem lógicas, não puderam ser construídas em tempo hábil, justamente pela falta de tecnologia para a produção.

Nesse período, ele acabou criando um protótipo de um helicóptero, uma vez que ele era totalmente fascinado pela possibilidade de voar. O modelo ficou muito famoso, sendo apenas teórico, e foi sim um dos primeiros passos para a criação da aviação moderna, dando início aos estudos sobre.

Além disso, ele também criou um projeto de um carro mecânico, que foi testado e confirmado sua capacidade de se movimentar, muitos anos depois. Também criou instrumentos musicais, um tipo de canhão triplo, mais eficiente, roupas de mergulho, uma ponte giratória, e inúmeras outras invenções, sempre buscando explorar o ar, a terra e o mar.

Medicina

Durante vários anos, Leonardo da Vinci também se dedicou a estudar o funcionamento do corpo humano, bem como também de outros animais. Para isso, costumava ler bastante sobre as obras já existentes, e também participava de dissecações, analisando e observando a anatomia humana.

Infelizmente, ele nunca conseguiu dar um fim a sua obra, muito menos publicar algo relacionado. Mas, caso realmente o tivesse feito, teria dado um adiantamento de cerca de duas décadas nesse estudo, antes mesmo Andreas Vesalius desse início e esse estudo mais profundo.

Matemática

Leonardo da Vinci era um matemático visual, onde seus entendimentos sobre a matemática podem ser observados em suas obras, principalmente em relação a geometria e combinação. As provas disso são muito bem observadas em obras e invenções suas como o Criptex, O Homem Vitruviano e a Última Ceia.

Arte

Nessa área, é preciso encaixar todas as vertentes artísticas de Leonardo da Vinci, uma vez que ele era um artista completo. Ele cantava, muito bem, diga-se de passagem, compunha músicas e escrevia poesias, tocava instrumentos musicais, tendo uma paixão em especial pela Lira.

Nesse quesito, ele projetava e construía muitos instrumentos, principalmente aprimorando aqueles que já existiam na época. E foi também bastante reconhecido por esse talento. Vale lembrar que ele sempre teve contato com muitas pessoas influentes, uma vez que também era bastante famoso. Assim, ele acabou aprendendo esses dotes da arte através da convivência com outros artistas. Mas, muito do que ele já sabia e aprimorou, também foi de forma autodidata.

Leonardo da Vinci: esposa, filhos e sexualidade

Leonardo da Vinci, fora todos os seus atributos intelectuais, também era tido como uma pessoa muito bem afeiçoada para os padrões da época, com olhos claros e longos cabelos loiros. Tantas qualidades, sem dúvidas, deviam despertar o interesse de muitas mulheres da época, e certamente isso realmente acontecia.

No entanto, essa é uma passagem curiosa sobre a vida de Da Vinci, uma vez que ele nunca se casou e também nunca teve filhos. Na verdade, nesse ponto entra uma questão bastante controvérsia na vida do pintor, que para muitos estudiosos era homosexual.

Segundo relatos, os indícios apontam muito mais para Leonardo da Vinci ser gay do que hétero, sendo inclusive acusado de sodomia, que é a prática de sexo onde não se há uma finalidade de reprodução, quando jovem. Ele acabou não sendo condenado pela acusação, por falta de provas, mas essa é uma base bastante convincente, atrelado a outros pontos, que fazem estudiosos levantarem essa questão. Contudo, a verdade concreta realmente, talvez nunca seja revelada.

Quando e como morreu Leonardo da Vinci?

Durante toda a sua vida, Leonardo da Vinci conseguiu dedicar-se a diversas áreas, e como mérito por todo a sua dedicação e brilhante desempenho, recebeu toda a fama e dinheiro merecido ainda em vida, podendo desfrutar de seus feitos por longos anos.

Ele teve bastante influência nesse época do Renascimento, e tinha bastante conhecidos poderosos, tanto que em seus últimos anos de vida, passou perto do próprio rei Francisco I da França, que tinha uma grande admiração por Leonardo da Vinci, onde há uma teoria, retratada inclusive em quadros, que Da Vinci teria morrido nos próprios braços do rei, que segurava sua cabeça durante sua partida. Mas isso, muito provavelmente, não seja verdade, embora sua admiração fosse realmente forte. Sua morte ocorreu no dia 2 de maio de 1519, em Clos Lucé, na França, aos 67 anos de idade, que era uma idade também já elevada para a época. 

você pode gostar também
Comentários