As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Como pequenos negócios podem vender bem na Black Friday?

Os pequenos negócios podem ser salvos em 2022 pela Black Friday de 2022, que está marcada para o dia 25 de novembro. Dessa forma, deve movimentar mais de R $6 bilhões de reais apenas no período de fim de ano durante a promoção famosa em todo o mundo.

A data recebe diversas promoções de esquenta que já ajudam a preparar o público para as compras e uma dessas é a do “dia dos solteiros”. Portanto, isso deve levar a BF a passar dos R $8 milhões de compras apenas em sites e outros canais online.

Black Friday para pequenos negócios

Várias empresas de grande porte usam a divulgação do Black Friday para lançar promoções e aproveitarem o momento para conseguir impulsionar suas vendas. No entanto, é possível ainda gerar bons números mesmo em negócios de menor porte.

Há muitas vantagens de aplicar descontos nesta promoção principalmente se o seu negócio for digital. Isso porque há menos custos para mantê-lo em funcionamento, o que permite praticar preços ainda melhores para atrair os clientes.

Os pequenos negócios podem se beneficiar ainda destas ofertas em conjunto, bem como do fato da Copa do Mundo ocorrer após a data no ano de 2022 de forma excepcional. Então, isso deve fomentar ainda mais o desejo de compra das pessoas.

Para começar uma boa campanha, é preciso entender bem o público que busca por um determinado segmento de produtos. Com isso, você consegue direcionar melhor seus anúncios para esses e conseguir vender mais.

Imagem de mulher com rosto de surpresa enquanto vê algo interessante em seu smartphone, que está em suas mãos
Pequenos negócios podem atrair mais clientes na Black Friday com dicas simples. Imagem de cookie_studio em Freepik

Dicas para pequenos negócios venderem mais

Algumas dicas de especialistas vão te ajudar a direcionar a sua campanha e entender o momento de usar cada estratégia para não perder o timing do seu público. Portanto, na Black Friday 2022 o foco deve ser realmente em descontos, porque seu público já espera que você o faça.

Muitos clientes definem qual produto querem adquirir e passam todo o ano monitorando o preço do item. Logo, praticar preços falsos ou mentir no desconto vão prejudicar o nome da sua marca, além de gerar problemas legais (e com razão).

Para outros momentos, como seria o caso de uma Copa do Mundo de Seleções no meio do ano, o que acontece comumente, o lojista poderia pensar em melhores condições de parcelamento, por exemplo. Ou ainda um brinde, quem sabe!? Uma entrega grátis. Algo assim.

Crie promoções para o seu público

Depois de entender quem é o seu público, analise como ele compra. Logo, não tem lógica criar uma promoção em um produto que já tenha boa saída com seu preço cheio ou valor de venda total.

O foco das pequenas empresas pode ser naqueles produtos que estão com pouca saída. Assim, não basta também baixar o preço do mesmo apenas, mas sim criar uma condição imperdível para que as pessoas vejam o porquê de comprá-lo.

Baixar o preço do item apenas, pode levar o cliente a vê-lo com olhos de desvalor, o que não é interessante. Isso porque irá forçá-lo a baixar de novo este preço e levar o cliente a não comprar de forma alguma.

É ideal estudar o produto e ver porque a saída não foi boa. Exposição? Estratégia? Tudo deve ser analisado para que não haja erros e investir na divulgação pode dar um bom retorno. Afinal, produto para no estoque é prejuízo, não é mesmo!?

Pequenos negócios devem ter entregas eficientes

Fazer uma promoção vai além de seguir padrões e baixar o preço dos produtos. Isso porque o cliente só compra algo se entender que terá vantagens em cada etapa do processo e a entrega é uma delas.

Estimular a retirada no local, caso haja um ponto físico, pode ser um diferencial para os pequenos negócios também. Assim, o cliente pode fazer a retirada quando puder e o lojista não se preocupa com a entrega, e ainda pode ofertar um desconto a mais por isso.

Engaje e divulgue as campanhas

Usar coisas do momento pode ajudar a engajar o público, bem como usar redes sociais para se aproximar deste. Com isso, você pode estudar técnicas de criar apreensão e desejo nos clientes para que estes acompanhem os preços oficiais.

Redes sociais, como o Instagram, têm a vantagem de criar links que levem até a sua página de vendas. Porém, os pequenos negócios podem investir em técnicas que peçam ao cliente para ativar as notificações de postagem, outro bom recurso da rede social.

Mais dicas para vender mais

Investir em formas de pagamento diferentes ou com mais benefícios pode ser uma boa estratégia também. Então, usar outros métodos como boletos ou ainda o Pix pode ser uma ajuda para vender muito nestas ofertas de fim de ano.

Outro ponto que pode ser uma boa ajuda é investir em benefícios, como cartão fidelidade ou cashback, para o caso de negócios digitais. Além disso, deixar uma equipe de suporte a postos é um bom ponto de diferenciação também, pois ajuda os consumidores que têm dúvidas a sanar estas e você não perde a venda por falta de estrutura.

Pós venda em pequenos negócios

Crie um canal de comunicação direta com os seus clientes, como forma de manter os mesmos fiéis a sua marca. Logo, estude estratégias de marketing pós venda para que o consumidor veja que os pequenos negócios podem ser tão bons (ou até melhores) que as grandes redes.

Dê motivos ao seu cliente de comprar na sua empresa

Veja quais são as reclamações dos consumidores às grandes lojas e trabalhe em cima destas deficiências. Afinal, a cada dia que passa os clientes buscam (além de bons preços, claro) uma melhor experiência de cliente/empresa.

Fonte: extra.globo.com

você pode gostar também
Comentários