As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Lojas online para evitar nessa Black Friday segundo o Procon

A Black Friday 2022 já está próxima e muitos consumidores vão fazer suas compras online, mas é ideal saber antes quais são as lojas online para evitar. Vale destacar que os dados são fornecidos pelo próprio Procon, então saiba como ter acesso a esse documento.

Muitas lojas já estão com várias promoções, embora a data oficial da promoção seja 25 de novembro neste ano. Por isso, consultar a reputação das mesmas é uma boa forma de garantir que não terá problemas com suas compras.

Lojas online para evitar fazer suas compras

O Procon-SP mantém uma lista atualizada com várias lojas online de diversas localidades que você deve evitar. Por sua vez, essas empresas vendem artigos de diversos segmentos, que vão desde vestuário a móveis e eletroeletrônicos.

As empresas que integram esta lista têm a semelhança de todas elas terem recebido notificação oficial do órgão. No entanto, ou não foram encontradas ou não responderam ao documento enviado.

Na lista, é possível encontrar mais de 40 lojas online e e-commerces suspeitos. O nome da lista é “Evite Esses Sites” e está disponível no endereço “https://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php”, que você pode consultar na hora que quiser.

O que exibe a lista?

O site exibe vários dados além dos nomes das lojas online para evitar, como a sua URL, o nome da Empresa, o CNPJ ou CPF do responsável, ou até mesmo o nome deste. A lista ainda exibe a situação do site, se está ou não no ar.

Você pode visualizar ainda a informação de quando aquele site ou loja online foi inserido na lista do órgão de proteção do consumidor. Com isso, é possível ter noção do quão grande foi o problema com estas.

A lista contém empresas que estão com pendências deste 2017 e que ainda estão ativas. Do mesmo modo, a última atualização foi em julho deste ano (2022) e você pode usar mais ferramentas na sua análise de reputação dos sites nesta Black Friday.

Sites como o Reclame Aqui e o Consumidor.gov.br revelam detalhes sobre diversas empresas com informações repassadas pelos próprios consumidores. Mas, se as dúvidas persistirem, você pode buscar ajuda no Procon da sua cidade ou até mesmo entrar em contato por meio dos canais oficiais, encontrados facilmente na internet.

Mais dicas para se proteger

Há mais formas de se proteger, além de saber quais são as lojas online para evitar. Afinal, somente em 2021, durante o período da Black Friday, mais de 700 queixas foram registradas apenas no Procon-SP.

O número revela ainda o quão assustador é o cenário digital e reforça a importância de se educar digitalmente cada vez mais. Por isso, desconfie de ofertas exorbitantes e sempre verifique a segurança do site antes de inserir seus dados no mesmo.

O Código de Defesa do Consumidor protege o mesmo de várias situações e conhecê-lo também é uma forma de se proteger. Dessa forma, pedidos cancelados em compras da Black Friday ou até mesmo atrasos por conta da demanda te dão direitos sobre a Empresa resguardados pelo CDC.

Cuidado ao fazer suas compras online

Todos os anos, este período registra inúmeras tentativas de golpes e fraudes pela internet, e isso também é esperado na Black Friday 2022, infelizmente. Por isso, você deve ter atenção redobrada até mesmo com sites que não estejam na lista.

Evitem clicar em links enviados por meio de Instagram, Whatsapp ou qualquer outra rede social ou aplicativo de troca de mensagens. O Procon-SP alerta ainda sobre a importância de digitar os endereços dos sites que você deseja fazer suas compras, para evitar links e banners que possam te direcionar a locais maliciosos na web.

Fonte: TechTudo.com.br

você pode gostar também
Comentários