Vamos falar sobre cursos de meditação e os benefícios dessa prática para as pessoas. Os exercícios de meditação geralmente são caminhos de autoconhecimento e propiciam aos praticantes ferramentas de crescimento humano. 

Nesse sentido, pode ser interessante começar a praticar meditação, especialmente para que ela nos ajude a situar-nos bem, e com maior serenidade, em meio à sociedade da pressa e em circunstâncias tão adversas como as atuais. 

Quem alguma vez já se interessou por meditação ou até mesmo começou a praticar, deve ter percebido que se trata de uma prática cujos frutos não são colhidos da noite para o dia. Pelo contrário: meditar leva meses de prática, perseverança e, por mais que não pareça, também exige esforço físico.

Um pouco mais sobre a meditação

Existe uma grande variedade de opiniões e juízos de valor sobre a meditação. Muito se fala sobre seus benefícios, e é até mesmo possível encontrar algumas publicações científicas que servem para lançar luz sobre o assunto.  Mas, afinal, quais são os benefícios da meditação?

A meditação, como tem se falado nos últimos anos, surgiu em um contexto cultural distinto, guiado por uma filosofia distante do nosso racionalismo ocidental. 

Contudo, é interessante perceber que há inclusive pessoas avessas a todo tipo de espiritualidade e religião que defendem os benefícios da meditação. Esse é o caso, por exemplo, do historiador e professor israelense Yuval Harari. Yuval ficou conhecido internacionalmente por sua publicação Sapiens – Uma Breve História da Humanidade. O best seller foi um dos livros mais vendidos no Brasil em 2017, e manteve o posto nos anos seguintes.

Mas Yuval Harari é responsável ainda por outro livro: 

21 Lições Para O Século 21, que busca responder às questões relacionadas ao mundo e à sociedade atual. Chama a atenção que, nele, Yuval, um ateu convicto e pessoa dedicada a desconstruir mitos, elenca uma série de benefícios da meditação em sua própria vida. Harari aborda o tema na 5ª parte do livro, onde fala de resiliência.

Para o historiador, a meditação serviu como ferramenta de autoconhecimento e autocontrole:

“Durante anos vivi com a impressão de que era o senhor da minha vida, e o presidente executivo da minha própria marca pessoal. Mas poucas horas de meditação foram suficientes para me mostrar que eu quase não tinha controle sobre mim mesmo”, diz Yuval, que mais adiante vai afirmar: 

“Penso que aprendi mais sobre mim mesmo e sobre seres humanos em geral observando minhas sensações naqueles dez dias [de retiro] do que tinha aprendido em minha vida inteira até aquele momento. E para isso eu não tive de aceitar nenhuma narrativa, teoria ou mitologia”.

Depois de narrar parte de sua história com a meditação, Yuval vai ainda dizer que a prática “não é uma fuga da realidade. É entrar em contato com a realidade”.

Benefícios da meditação

Apesar de ainda haver posições contrárias sobre os benefícios, existem alguns estudos que mostram possíveis efeitos da meditação, provavelmente devido à sua possível aplicação terapêutica.

1. Aliviar os efeitos do estresse

O primeiro benefício que geralmente é atrelado à meditação é o controle e diminuição do estresse. Algumas pesquisas indicam que a prática contínua de meditação ajuda a combater o estresse e seus efeitos adversos. Por exemplo, pesquisas envolvendo pacientes com câncer produziram dados sobre a melhora não apenas no estresse, mas também nos sintomas de depressão, confusão e outras escalas, tanto em homens quanto em mulheres.

2. Melhora a capacidade de atenção

Foi comprovado em testes multitarefas e de estimulação que as pessoas que estavam meditando mostraram uma redução na perda de atenção, o que significa que aprenderam a gerenciar melhor os recursos cerebrais dos quais a atenção depende.

3. É útil para desenvolver a empatia e se conectar com outras pessoas

Outro provável ​​benefício da meditação está no relacionamento com os outros. Alguns minutos de meditação mostraram-se eficazes em predispor as pessoas a um contato pessoal mais próximo com estranhos, o que ajudaria a desenvolver a empatia, algo tão importante em nossos tempos.

4. Pode ter efeitos positivos no sistema imunológico

Uma série de voluntários submetidos a um programa de Mindfulness desenvolveram mais anticorpos contra a gripe, o que significa que um dos benefícios da meditação pode ser a melhoria do sistema imunológico.

5. Aumente a tolerância à dor

A meditação ajudaria a reduzir a sensação de dor e produziria mudanças nas estruturas cerebrais associadas ao processamento da dor.

6. Melhora a memória e outras funções cognitivas

Algumas sessões de meditação podem se traduzir em melhor memória. Além disso, a prática poderia ajudar a desenvolver algumas funções cognitivas, favorecendo, por exemplo, a criatividade.

7. Melhora a aparência de pensamentos positivos

Entre os benefícios da meditação não poderia faltar um que diz respeito à psicologia positiva, uma das correntes que mais utiliza as práticas de relaxamento. 

Foi demonstrado que um certo tipo de meditação é útil para manter afastadas as crenças não adaptativas, manter hábitos significativos e, em geral, pensar positivamente.

Alguns elementos da meditação

Concentre-se no agora

Trata-se de dirigir a atenção a tudo aquilo que ocorre no momento presente. Esse foco no presente pode ser feito por meio de exercícios de atenção a um objeto (com qualquer objeto, simplesmente observando-o). Também aos sons (ouvir todos os sons que certamente não percebemos quando não entramos naquele estado de fixação). Por fim, às sensações físicas (o que podemos sentir em nosso corpo), entre outras.

Evite julgar e interpretar

Outro elemento fundamental da meditação é a atenção à mente e às emoções. Isso significa que o observador é também o observado, e sua atividade consiste em receber o que nosso mundo interno quer nos mostrar. Neste ponto, trata-se de evitar interpretações e julgamentos. Tudo o que acontece dentro de nós é normal e envolve aprender sobre nós mesmos.

Os três melhores cursos de meditação

Geralmente é mais fácil encontrar cursos de meditação nas grandes cidades espalhadas pelo país. No entanto, mesmo estando em um município onde não há nenhum mestre que ofereça a prática ou, de maneira especial, se considerarmos o momento atual de recrudescimento da pandemia, que nos exige aumentar o alerta e os cuidados, uma boa solução é recorrer às ofertas de cursos disponibilizadas em internet.

Contudo, escolher um bom curso de meditação pode não ser uma tarefa fácil, especialmente quando consideramos a grande variedade de propostas oferecidas na internet.

Por isso, oferecemos a seguir algumas opções de cursos de meditação disponíveis na plataforma de cursos Hotmart, que atualmente é um dos principais serviços online onde se é possível comprar cursos.

1- Treinamento online de meditação

curso-online-meditação

Gabriella Rivetti oferece seu “Treinamento online de meditação”, dirigido especialmente para iniciantes. No curso, Gabriella convida os participantes a buscar a essência das coisas e de si mesmos.

Quanto custa?

O curso dirigido por Gabriella Rivetti é vendido por R$149.

Onde comprar?

Mais informações sobre o curso de treinamento online de meditação com Gabriella Rivetti e sobre a maneira de comprá-lo podem ser encontradas neste link: https://meditacao-online.com/?ref=J40764463R

2- AquaZen – Meditação e Aquarela

O AquaZen é uma proposta que relaciona a meditação com a aquarela intuitiva. Dirigido por Marco Lúcius, o curso oferece ferramentas para que os praticantes consigam mais energia para realizar as tarefas do cotidiano, e mais determinação, confiança e coragem para a vida.

Quanto custa?

O curso AquaZen – Meditação e Aquarela é vendido por R$146.

Onde comprar?

Mais informações sobre o AquaZen e a página para adquiri-lo podem ser vistos neste link: 

https://www.hotmart.com/product/desafio-aquazen/P40036915W?sck=HOTMART_SITE

3- Meditação para Você

curso-meditação-para-voce

Meditação para Você é a terceira opção de curso que revisamos. Trata-se de um curso completo que promete capacitar os participantes com todas as ferramentas para aprofundar na prática de meditação.

Além disso, o curso oferece um passo a passo completo da meditação e dá dicas para conhecer melhor a mente e saber como lidar com ela.

Quanto custa?

Por se tratar de um curso completo, nota-se a diferença no preço quando comparado a outras opções disponíveis.

Meditação para Você é vendido por R$997.

Onde comprar?

Mais informações sobre o curso, os detalhes do conteúdo oferecido e a página de compras podem ser encontrados neste link: 

https://www.hotmart.com/product/meditacao-para-voce/I6563890S?sck=HOTMART_SITE

Como podemos começar a meditar?

Começar a meditar é uma oportunidade de ter consciência de como nos movemos, de como nos sentimos (física e emocionalmente) e de como respondemos ou reagimos a cada situação. Essa qualidade de consciência, por exemplo, é a base de toda vida criativa: ela nos permite ser honestos, pragmáticos, despertos, corajosos e ter a capacidade de tomar iniciativa.

Muitas vezes ao longo do dia, deixamos de prestar atenção ao que está acontecendo ao nosso redor e passamos a dedicar a maior parte de nossos recursos mentais ao trabalho com nossos pensamentos, sejam eles problemas ou ilusões. 

De alguma forma, ligamos o piloto automático e desconectamos. Nos vestimos, tomamos banho ou tomamos café da manhã pensando na primeira coisa que faremos quando chegarmos ao trabalho, desta forma nosso dia de trabalho começa muito antes de sentarmos em frente ao computador ou pegarmos as ferramentas. 

O principal problema disso tudo é que poucas vezes estamos, de fato, no momento presente. Nossa mente geralmente se vê ocupada com o passado ou com o futuro.

Para começar a meditar e alcançar um estado onde tudo flui e nossa atenção está totalmente focada no que está acontecendo agora, tanto dentro quanto fora de nós, existem muitas maneiras. Veja algumas dicas.

4 passos fundamentais para começar a meditar

  • Mindfulness – atenção plena

Trata-se de focar a atenção (sem julgar, definir ou interpretar) sobre o que acontece ao nosso redor em um momento específico: os sons, os objetos que vemos, o toque que recebemos, etc. Simplesmente observe.

  • Em relação aos nossos pensamentos e emoções

Quando nos concentramos no que está acontecendo ao nosso redor, os pensamentos e as emoções aparecerão. O importante, então, será deixá-los fluir e aceitá-los sem mais delongas.

  • Viver o aqui e agora

O presente é vivido melhor quando cuidamos dele, realizando as atividades do dia-a-dia com plena consciência, sem estar no passado que já não nos pertence nem no futuro sobre o qual não podemos ter domínio algum.

  • Desenvolver a compaixão 

A compaixão começa com o amor a si mesmo, e, logo, aplicando esse afeto a conhecidos queridos e ao resto do mundo, simples conhecidos ou mesmo inimigos. Trata-se de algo tão importante em uma sociedade em que muitas pessoas têm sua dignidade atacada, e em que muitos homens e mulheres precisam de cuidado para recomeçar seu caminho.

Exercícios práticos para começar a meditar

Para começar a meditar é necessário prestar atenção a alguns elementos, como: respiração, sentidos, corpo, mente e atividades da vida diária.

Para isso, são recomendados alguns exercícios como:

Observação das experiências presentes; 

Gerenciamento dos pensamentos;

Concentração nas atividades realizadas; e 

Assumir que tudo está em um processo contínuo de mudança e transformação.

Conclusão

As técnicas de meditação recolhem conhecimentos milenares, em sua maioria oriundos de países do oriente, como a China e a Índia. Meditar tem sido entendido ultimamente muito mais como um exercício humano de autoconhecimento e desenvolvimento que como parte essencial de determinadas religiões.

No entanto, cabe fazer justiça e reconhecer a origem profundamente religiosa das técnicas, sendo, em grande maioria, vindas de tradições religiosas do Oriente, como o hinduísmo, o budismo, entre outras.

Por outro lado, no que diz respeito à prática como tal, encontra-se a importância ímpar que se dá à atividade respiratória de modo consciente. De fato, é curioso pensar que a respiração é algo totalmente essencial para a vida, e ainda assim é algo que geralmente executamos sem prestar atenção. 

Por meio de exercícios respiratórios e outras atividades de concentração, a meditação ajuda a reduzir o estresse, a ansiedade e ainda oferece a possibilidade dos praticantes aumentarem seu nível de autoconhecimento.

Por último, inscrever-se em um curso de meditação pode ainda ajudar a pessoa a desenvolver sua capacidade de empatia, por isso, participar de formações disponíveis na área podem resultar em uma interessante ferramenta de desenvolvimento humano, em um tempo em que o que a humanidade mais necessidade é – de modo tão paradoxo – de humanos.

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]