As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Como clonar WhatsApp?

O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagem mais utilizados em todo o mundo, sendo muito utilizado por pessoas de diversas regiões aqui do Brasil, com amplo domínio sobre outros mensageiros, como o Telegram.

Seja para realizar a comunicação com os amigos e familiares, ou mesmo para concretizar uma venda, o WhatsApp conta com um amplo time de desenvolvedores que é dedicado ao aprimoramento e a melhoria contínua deste aplicativo.

Desde 2014, o mensageiro passou a fazer parte do Facebook. Infelizmente a partir desta data, aumentou e muito os casos de hackers que conseguem aplicar golpes em pessoas inocentes e que não têm nenhum conhecimento mais aprofundado em tecnologia.

Elaboramos este artigo para citar sobre esta prática que é muito comum na atualidade: a clonagem do WhatsApp. É preciso ficar atento contra todas as possibilidades de golpe e se prevenir desde já para não cair.

WhatsApp cloonado: como posso saber se os criminosos vão tentar se aproveitar da minha conta?

Não é possível clonar qualquer conta no WhatsApp que esteja com todos os dados preservados. Isso ocorre pelo fato de que o aplicativo não permite que mais de um perfil seja criado a partir do mesmo número em dois aparelhos diferentes, o que também ocorre para praticamente qualquer rede social ou mensageiro de confiança.

A boa notícia, é que desse jeito, o usuário é alertado caso alguém tente usar o seu número para realizar uma clonagem no WhatsApp. Caso receba alguma mensagem de confirmação no aplicativo, realize desde já a autenticação do aparelho no mesmo momento para tratar de neutralizar a ação dos criminosos.

O golpista trata de avisar ao usuário que trocou de número, e a partir daquele ponto, vai responder a partir daí. Não vai demorar muitos minutos para que uma quantia em dinheiro seja solicitada.

Embora tudo pareça muito estranho, muitas das vítimas acabam caindo no esquema do golpista que tenta se passar por algum conhecido e acabam fornecendo vários detalhes da relação para esta pessoa em que questão.

Verifique qualquer atividade que for suspeita na sua conta

Como se torna mais difícil para os golpistas utilizarem do mesmo número para realizar clonagem no WhatsApp, é muito importante que a pessoa fique atenta a qualquer atividade que for suspeita em sua conta.

Se deve verificar as últimas mensagens que foram enviadas para saber se alguma delas foi enviada sem partir de sua intenção. Caso alguém esteja lendo as suas mensagens a partir de outro dispositivo, a primeira coisa a se fazer é revisar o WhatsApp, pois provavelmente ele estará aberto em um outro aparelho.

Para que a conta seja desvinculada mesmo sem ter acesso ao dispositivo, acessando as configurações do WhatsApp para em seguida tocar sobre “Aparelhos Conectados”. Já é possível manter o WhatsApp Web aberto em mais de um computador, uma lista de conexões vai surgir na tela. É preciso se desconectar, mesmo que alguma delas seja reconhecida por você.

Caso seja necessário, realize uma nova conexão do WhatsApp Web apenas nos dispositivos que você reconhecer. Evite se conectar ao aplicativo em redes que sejam compartilhadas, como em algum computador que não seja de uso pessoal. Mesmo tomando todos os cuidados, ainda existe uma chance de que o seu WhatsApp venha a ser clonado.

Como agir no caso do WhatsApp ter sido clonado?

Se está suspeitando que a sua conta no aplicativo foi clonado ou de fato isso já foi confirmado, o primeiro passo a se tomar é confirmar o perfil e autenticar o seu aparelho, a partir do Google Authenticator.

Para que isso seja feito, é preciso desinstalar o WhatsApp do seu celular, para em seguida fazer outra vez a instalação. Basta informar o seu número e colocar o código que foi recebido a partir do SMS. A partir desse processo, o criminoso que realizou a clonagem do WhatsApp vai perder o acesso.

Não esqueça de avisar os seus amigos e familiares de que teve o seu WhatsApp clonado, para evitar com que eles venham a cair também nesse tipo de golpe. Nos últimos meses, já existe a possibilidade de realizar pagamentos a partir do aplicativo, o que faz com que estejamos ainda mais atentos aos ricos que corremos.

Receber chamadas de desconhecidos também é um alerta

Os criminosos também estão apostando em aplicar golpes nos quais eles tentam obter o código de verificação de acesso dos demais usuários do WhatsApp. Em algumas tramoias, eles tentam se passar por funcionários de bancos e outras plataformas de vendas online, como OLX e Mercado Livre, na tentativa de passar “credibilidade”.

Os bandidos fingem que estão precisando confirmar o telefone e solicitam que seja informado um PIN de pelo menos 6 dígitos que será enviado ao seu celular. A partir desse momento, os golpistas tentam acessar a conta a partir do número do celular da vítima.

De forma automática, o WhatsApp envia o código de confirmação para o dono do número. Se a pessoa for envolvida no golpe, o código é repassado ao golpista sem que a vítima se dê conta. Uma vez com o acesso liberado, os bandidos tratam de usar a conta da pessoa para uma série de práticas criminosas, sendo que a mais comum delas é enviar mensagens aos demais contatos.

Aplicativos desconhecidos

Caso encontre algum aplicativo que não se recorde de ter baixado no celular, desde já é preciso ficar atento. É bem provável que uma pessoa mal-intencionada tenha instalado em seu aparelho com o intuito de lhe inspecionar.

Esses programas tratam de monitorar todas as atividades que a pessoa realizou naquele dispositivo. Para que a mesma evite de ser surpreendido, o mais indicado é conferir com alguma frequência se teve um app suspeito que foi instalado.

Desative a conta do WhatsApp em suspeita de clonagem

Se o processo de desinstalar o WhatsApp ou desativar o acesso em qualquer computador não der certo, e você ainda esteja desconfiado de mais alguém, talvez a próxima solução seja desativar a sua conta, ao menos temporariamente.

Um e-mail deve ser enviado para [email protected], informando que foi roubado e que deseja desativar a conta. Também é preciso informar o número do telefone no modelo internacional ou seja, não pode esquecer de inserir o código +55, que é o referente ao Brasil.

Após o processo de desativar a conta ser concluído, o usuário vai ter até 30 dias para reativá-la. Se não realizar a reativação dentro do mesmo tempo, apenas criando uma nova para poder voltar a utilizar o WhatsApp. Todas as mensagens que forem recebidas dentro desse período vão ficar pendentes e apenas vão ser entregues quando a conta for reativada.

Ativar a verificação de duas etapas pode proteger a conta de clonagens

A verificação em duas etapas garante uma camada de proteção adicional a sua conta do WhatsApp, assim como para outros aplicativos como contas em plataformas de investimentos. Toda vez que o usuário precise confirmar o número dentro do mensageiro, vai precisar inserir um PIN de seis dígitos, que será informado no Google Authenticator.

Confira a seguir como realizar a habilitação da verificação de duas etapas de acordo com o sistema do dispositivo móvel:

  1. Abra o WhatsApp e vá até o ícone com três pontos que aparece na parte superior;
  2. Toque em Configurações e após escolhe pelo seu sistema operacional, Android ou iOS;
  3. Opte por conta para realizar a Confirmação de Duas Etapas;
  4. Vá até o botão de ativar;
  5. Insira o PIN de seis dígitos e confirme na próxima tela que aparecerá;
  6. É preciso informar um endereço de e-mail válido para recuperar a sua conta no caso de esquecer do PIN. Confirme o endereço de e-mail e salve.

Versões piratas do WhatsApp podem facilitar a clonagem

As versões alternativas do WhatsApp estão na moda, porém elas podem ser muito perigosas. Elas geralmente prometem agregar uma série de funcionalidades que não estão inclusas na versão original do mensageiro, porém pelo fato de não serem originais, elas não se encontram nas versões oficiais dos dispositivos, como Play Store e App Store.

Esse download geralmente é feito de fontes pouco confiáveis, sendo que o usuário não corre o risco apenas de ter o seu número clonado, mas como comprometer toda a segurança do aparelho.

você pode gostar também
Comentários