As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia de Winston Churchill

Winston Churchill

Winston Churchill era inglês e se tornou um grande nome na política por sua participação em alguns ministérios. Se tornou primeiro ministro inglês, também foi Ministro da Guerra e Ministro da Aeronáutica pelo país.

Além disso, tinha como profissão o jornalismo e era escritor. Recebeu o Prêmio Nobel de Literatura honorária dos Estados Unidos. Foi considerado como o maior britânico de todos os tempos, porém em uma visão histórica, sempre se discute se seu papel era como herói ou vilão.

Durante o período da Segunda Guerra Mundial, seu posicionamento sobre as raças e defesa sobre alguns artigos perigosos como o gás lacrimogênio e o uso de outros gases venenosos, fizeram com que a visão sobre a vida mudasse.

Grande parte dos apoiadores de Winston Churchill relataram isso em várias notas que fazem parte da história. Enquanto uns o julgam, existem a parcela que pessoas que o defende por ter sido um grande homem.

Para saber mais um pouco e conhecer como foi a vida de Winston Churchill, continue lendo.

Fatos rápidos sobre a vida de Winston Churchill

NomeWinston Leonard Spencer-Churchill
GêneroMasculino
Famoso comoPolítico
NacionalidadeBritânico
NascimentoDia 30 de novembro de 1874
FalecimentoDia 24 de janeiro de 1865
CônjugeClementine Hozier
FilhosDiana/ Randolph/ Sarah/ Marigold e Mary

Quem foi Winston Churchill?

Winston Churchill foi um político britânico que ficou conhecido por seu trabalho nos Ministérios do país, principalmente os que eram voltados a defesa e a guerra. Ajudou a enfrentar o governo Alemão durante a Segunda Guerra Mundial, e tinha ideias de paz bem fortes sobre esse momento da história.

Embora grande parte da sua vida tenha sido se dedicando a carreira política, Churchill sempre foi um grande apreciador da boa literatura. Tinha livros de autores preferidos aos quais decorava trechos e passagens, para usar em partes nos seus discursos.

Também era um apreciador de pinturas, e chegou a escrever um livro sobre o assunto. Inclusive, esse sempre foi um hobby ao qual teve vontade de se dedicar. Era conhecido também por fumar charutos, adorava a prática e principalmente os produtos cubanos.

Foi um grande escritor, chegando inclusive a receber o Prêmio Nobel de Literatura por seus trabalhos que foram publicados. Isso aconteceu em 1953, quando uma de suas obras que tinham o total de seis volumes, foi publicada.

A obra era “A Segunda Guerra Mundial” (The Second World War). Durante a cerimônia de premiação, Winston Churchill alegou que tinha domínio pela história descrita, principalmente por ter passado por ela. E sempre foi muito elogiado por sua oratória e em como defendia os valores humanos.

Ao que se sabe, Winston Churchill chegou a escrever mais de 40 livros, e milhares de artigos para revistas e jornais. Além disso, também foi conhecido pelo roteiro de pelo menos dois filmes que ganharam as telonas.

Dentro do ramo literário, era considerado um escritor popular, onde grande parte de suas obras, retratavam os momentos que vivenciou ao defender o país, e dentro do militarismo britânico.

Winston Churchill: infância e juventude

Nascido na Inglaterra em 1874, na cidade de Woodstock, Winston Churchill foi prematuro e batizado com o nome de Winston Leonard Spencer-Churchill. Pertencia a nobreza, já que seu pai fora um político que também alcançou o cargo de primeiro ministro da Inglaterra. Sua mãe era considerada uma socialite americana e nunca se soube muito sobre ela.

Durante seu nascimento e adolescência, vivem sobre o reinado da Rainha Vitoria, quando o Reino Unido era considerado uma superpotência. Por ter sido criado em meio a aristocratas, decidiu adotar o nome de Churchill, que pertenceu ao seu tetravô.

Winston Churchill viveu em Dublin dos 2 aos 6 anos de idade. Nesse período, já havia uma especulação de que a criança possuía um certo fascínio por assuntos militares, ainda por sua observação em paradas militares.

Tendo inclusive, os soldadinhos de chumbo como seus principais e brinquedos favoritos ao longo da infância.

Com 7 anos de idade ingressou na escola, na St. George’s School, em Berkshire. Sua definição para esse período sempre foi sobre o quanto era desagradável. Nunca de destacou em qualquer matéria a não ser a língua inglesa e também em esgrima, vencendo inclusive alguns campeonatos do colégio.

Sempre foi rebelde, principalmente durante seu período escolar. Tinha problemas para falar algumas letras e por isso, sua dificuldade gerava algumas zoações na escola, o que afetada seus resultados.

Ao passar dos anos, se formou e entrou no colégio militar real, considerada uma das escolas de maior prestígio da época. Ficando em oitavo lugar como melhor aluno. Logo em seguida, passou a trabalhar em Cuba, como um correspondente, por volta de 1895.

Sua dificuldade com a fala tanto na infância como na juventude, mostrava-se principalmente as falhas ao pronunciar as letras “S”e “Z”. Isso acabou se tornando uma limitação que fez com que suas notas diminuíssem ainda mais ao longo da carreira escolar.

Vários dos autores que já escreveram sobre sua vida, mencionam essa dificuldade como algo muito ruim e desgastante na vida de Winston Churchill. Ainda mais durante seus discursos, que eram constantemente preparados para evitar esse tipo de hesitação ou dificuldade. Embora ele sempre alegava que não se atrapalhava com isso.

Carreira militar e política

Em 1893 quando voltou à Inglaterra, estudava na Harrow School, de Londres, ingressou para a carreia militar em 1895. Foi considerado um grande oficial, de ideias brilhantes na Academia Militar de Sandhurst.

No ano seguinte, foi enviado para cobrir operações e reportagens na Índia, em Malakand. Uma região que naquela época começou a despertar interesse da Inglaterra. Nessa época, participou de muitas operações e repressões a tribos que eram contra o domínio do governo britânico.

Em 1899 se tornou oficial pela divisão e lanceiros e foi para o Sudão, também para lutar contra quem se opunha a federação religiosa dos britânicos. Até que voltou para a Inglaterra e decidiu se candidatar como deputado, mas perdeu.

Voltou para as operações em campo, dessa vez na África do Sul e acabou se tornando prisioneiro dos holandeses, que mais tarde, entraram em guerra contra a Inglaterra.

Depois de conseguir escapar e passar por tantas aventuras, decide ingressar de vez, na carreira política. Winston Churchill conseguiu se eleger como deputado pelo Partido conversador em 1900, porém em 1904 se uniu ao partido liberal.

Daí sua carreira começou a correr muito mais rápido, já que dois anos depois em 1906 já era subsecretário das colônias. Começou a defender os bôeres e passou a ter autonomia para pleitear regimes voltados aos irlandeses.

Se tornou o Comandante Supremo da Marinha em 1911, e assim aumentou o poder naval de toda a Inglaterra, principalmente por ter a ideia de que uma guerra na Europa estava por acontecer.

Quando a Primeira Guerra Mundial começou, em 1915 Winston Churchill teve seu primeiro fracasso como Comandante e precisou abandonar o cargo. Em 1917, se tornou Ministro dos Armamentos e nos anos seguintes, Ministro da Guerra. Até o ano de 1921, declarou-se contra a Rússia e toda essa objetividade acabou rompendo o partido liberal.

Depois disso, precisou voltar ao partido conservador, e então, Stanley Baldwin o nomeou como Ministro das Finanças. Período que foi considerado uma das piores gestões de sua carreira. Sempre tentando valorizar a libra, tomou uma série de medidas erradas, que provocaram uma crise econômica enorme, e desvalorizou ainda mais a moeda.

Winston Churchill também tinha preocupações com o comunismo e com isso, sempre teve simpatia por Mussolini, o fascismo e práticas que eram voltadas a esses regimes. Com o nazismo na Alemanha, o político acabou mudando de ideia sobre os regimes.

Durante a Segunda Guerra Mundial

Depois das invasões pelo exército alemão na Tchecoslováquia, que também queria entrar em Paris, Polônia e outros países, junto com Londres conseguiram reunir uma ajuda para impedir que isso acontecesse.

Em 1939, a Inglaterra declarou guerra contra a Alemanha, quando Hitler que estava invadindo outros países em busca de território. Com isso, Winston Churchill se tornar membro do Gabinete de Guerra. No ano seguinte, o Primeiro Ministro Chamberlain sai do cargo e então Churchill assume o posto.

O político tinha uma ideia de que só seria possível vencer a Segunda Guerra, com o apoio dos Estados Unidos e por isso, em 1941, se uniu ao presente americano da época, Franklin Roosevelt.

Durante o decorrer da Guerra, e o Reino Unido lutando praticamente sozinho, o país resolve se aliar a Rússia, quando a Alemanha tenta invadir o país. Vários acordos foram essenciais para definir como seria o fim da guerra, principalmente entre Roosevelt e Stalin. Que ao se unirem, formaram uma frente que desestabilizou os alemães.

Winston Churchill: esposa e filhos

O político britânico foi casado com Clementine Hozier, em 1908. Ambos ficaram casados por 57 anos, até mesmo quando parte de sua vida estava sob uma grande tensão política. Winston Churchill sempre teve consciência de que a política afetava seu casamento.

Com isso, nos anos 30, foi revelado por seu secretário Jock Colville, que Churchill havia tido um caso com Doris Castlerosse.

Entre seus principais herdeiros, Diana foi a primeira filha a nascer em 1909, seguido por Randolph em 1911 e Sarah em 1914. A quarta filha, Marigold nasceu em 1918 e acabou falecendo ainda bebe, por sepsia, até que o casal teve sua quinta e última filha Mary, em 1922.

De acordo com várias fontes, Winston Churchill era considerado um pai bastante afetuoso e amoroso com suas filhas e filho. Sempre se dedicou muito para ser entusiasmado com a paternidade, porém sempre esperou demais deles.

O que ele defendia?

Fizeram parte dos ideais de Winston Churchill, sua grande posição de destaque em participar do governo. Toda a sua carreira política foi marcada pelas participações em guerras, pelas análises que realizou e por seus discursos que sempre eram voltados a buscar a paz.

Durante a Segunda Guerra Mundial, por exemplo, Winston Churchill sempre considerou a guerra desnecessária. Alegando que outros países da Europa, poderiam ter impedido o governo Alemão de repor suas forças militares.

Se isso tivesse sido feito, não teria uma das maiores guerras já realizadas na história da humanidade. Outro ideal em que Churchill acreditava, era sobre a derrota do nazismo. Que isso não teria acontecido, caso os Estados Unidos não tivessem entrado para ajudar os países que precisavam.

Sendo assim, naquela época, se tornou um grande amigo e criou laços com o presidente dos Estados Unidos, Franklin Rooselvelt, mantendo uma união extremamente antinazista.

De acordo com relatos sobre sua vida, existem algumas acusações a Winston Churchill, sobre ele ser um defensor da “supremacia branca”. Principalmente por seus trabalhos enquanto militar, na Índia. Porém, nada se pode provar sobre isso.

Ideologia política

Winston Churchill sempre foi conhecido como sendo um político que se dedicaria a profissão por toda a vida. Embora sempre teve o senso conservador, em suas diversas características era possível ver muitas atitudes atreladas ao movimento liberal.

Ao longo de sua vida, houve muita discussão sobre o que seria o liberalismo enraizado e porque ele também era considerado um radical, por acreditar em padrões de trabalho e bem estar mínimos para os cidadãos.

Toda essa ideologia política o fez principalmente que seu apoio ao liberalismo, fossem cada vez mais enfatizados diante a sua necessidade em reter a estrutura social de forma gradual, ao invés de revoluções.

Essa tentativa, era algo mais voltada a preservar a estrutura, do que de fato algo a que pretendia mudar. Ainda assim, foi considerado alguém que se importava, mesmo que aos olhos dos biógrafos e jornalistas que escreveram sobre suas vidas, ele nunca tenha sido uma pessoa com empatia, pelos menos afortunados.

Morte de Winston Churchill

Depois de renunciar ao cargo político, Winston Churchill passou a defender a aliança entre os Estados Unidos e o Reino Unido. Além disso, estava em pauta também a criação de um conselho europeu.

Em 1951, durante seu último ano como Primeiro Ministro, o cargo foi diretamente para membros políticos conservadores. Pouco tempo depois em 1953, Rainha Elizabeth II, deu a Churchill, o título da Odem da Jarreteira, que lhe foi concedido, no mesmo ano em que ganhou o prêmio Nobel.

Em 1955, decidiu sair da vida pública, e se dedicou a literatura e à pintura em seus últimos anos de vida. Winston Churchill morreu em Londres, no ano de 1965, quanto tinha 91 anos de idade.

você pode gostar também
Comentários