O Galaxy F62 da linha Samsung, composto por dispositivos intermediários de baixo custo, é uma aposta da gigante sul-coreana para competir com celulares de outros fabricantes, como a Xiaomi na Índia e na Rússia. A fabricante apresentou nesta segunda-feira (15) o Galaxy F62, sucessor do F41. 

 O aparelho se destaca pelo conjunto balanceado de hardware, que combina bateria maior e mais potente, um poderoso chip de processamento e um bom conjunto de câmeras. O gadget é a resposta da Samsung ao Mi 10i, lançado no início de janeiro no varejo indiano.

O processamento fica por conta do chip Exynos 9825 da Samsung, o mesmo embutido nos aparelhos  linha Galaxy Note 10 em 2019. O SoC de oito núcleos funciona em conjunto com a GPU Mali-G76 e suporta até 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno no padrão UFS 3.0. 

No entanto, o grande destaque do F62 é sua bateria gigante de 7.000 mAh. No portfólio de produtos da Samsung, o único dispositivo que oferece uma bateria igualmente poderosa é o Galaxy M51. 

Segundo o fabricante, “o usuário não encontrará outro smartphone no segmento intermediário que ofereça algo assim”. A bateria suporta carregamento rápido de 25 watts, e a boa notícia é que o telefone vem com um carregador na caixa – algo cada vez mais raro no caso de dispositivos de última geração como o Galaxy S21. 

O Galaxy F62 também possui entrada de 2mm para fones de ouvido, suporte para cartão microSD, leitor biométrico integrado na lateral e sensor NFC. O celular sai de fábrica rodando Android 11 com interface One UI 3.1 da Samsung. 

Mais sobre as especificações do Galaxy F62

O módulo de câmera em formato quadrado disponível na parte traseira do Galaxy F62 inclui uma câmera primária de 64 megapixels, uma lente ultra-larga de 12 megapixels, uma lente macro de 5 megapixels e um sensor de profundidade de 5 megapixels. O aparelho é inicializado no sistema operacional Android 11 baseado em OneUI 3.1.

Apesar de abrigar uma bateria gigantesca de 7.000 mAh de capacidade, o Galaxy F62 apresenta um design elegante com espessura de 9,5 mm. Felizmente, a empresa sul-coreana incluiu suporte para carregamento rápido de 25W no dispositivo. O chipset Exynos 9825 de 7 nm que foi usado pela Samsung para alimentar a série Galaxy Note 10 em 2019 é a força motriz do Galaxy F62. O telefone vem com LPDDR4x RAM e armazenamento UFS 2.1.

Por fim, o Galaxy F62 oferece aos usuários recursos como suporte dual SIM, 4G VoLTE, Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 5.0, USB-C, um slot para cartão microSD e um conector de áudio de 3,5 mm. Por segurança, o telefone possui um leitor de impressão digital montado na lateral e suporte para desbloqueio facial.

Não há previsão de quando o Galaxy F62 chegará ao Brasil. Mas a única certeza é que, com essa especificações, ele certamente alcançará sucesso.