Em um evento online na semana passada, a maior fabricante de smartphones do mundo revelou o Galaxy S21, uma linha de três telefones Android 5G que trazem novos recursos. A Samsung afirmou que seus telefones Galaxy S21 funcionam melhor, têm quatro câmeras traseiras e custam menos que seus concorrentes. 

Samsung tem novos telefones da sua linha principal que prometem funcionar melhor e custar menos do que os modelos do ano passado. O Samsung Galaxy S21 Ultra funciona com uma caneta S-Pen, antes reservada para a linha de smartphones Note da Samsung. 

Em linhas gerais, Galaxy S21 apresenta um novo design de metal envolvente no canto esquerdo traseiro. E no modelo Ultra, a Samsung adicionou uma quarta câmera traseira para ajudá-lo a ir além do que os iPhones rivais podem fazer. 

O que mais me impressionou os jornalistas presentes no lançamento do Galaxy S21 foram os passos que a Samsung deu para fazê-lo funcionar melhor – particularmente alguns dos recursos mais duvidosos que ele adicionou às gerações anteriores. Por exemplo: O leitor de impressão digital, convenientemente localizado atrás da tela, usa uma nova tecnologia que oferece 1,7 vez mais espaço para você colocar o dedo no lugar certo. 

A tela, que parece hiper suave com uma taxa de atualização de 120 Hz, agora pode diminuir automaticamente quando não for necessária, para economizar bateria. O modelo S21 Ultra funciona com a S Pen da Samsung, que tem seguidores leais. A caneta ainda é vendida separadamente e não tem um local para ser armazenado dentro do telefone, como na linha telefônica Samsung Note. 

Galaxy S21 agora é mais barato. Será?

O modelo Ultra oferece suporte a um novo tipo de WiFi chamado 6E, que promete combater significativamente o congestionamento da rede doméstica. Seguindo a Apple, a Samsung não incluirá um power brick ou fones de ouvido com fio no S21. Ambas as empresas dizem que os movimentos são bons para o meio ambiente – e, é claro, elas preferem vender novos acessórios separadamente. 

O corte de preços do Galaxy S21 da Samsung é uma correção de estratégia em uma decisão tomada pela Samsung no ano passado – antes da pandemia mundial – de aumentar os preços de seus telefones de última geração. No momento, a intenção da empresa sul-coreana é manter os preços competitivos para afastar cada vez mais a concorrência, que também trabalha muito para se estabelecer neste mercado. 

Mas não se engane: no Brasil os preços do Samsung Galaxy S21 não serão suaves, tal como a fabricante sul-coreana afirma. O preço básico do aparelho por aqui é de R$5.999, sendo que o Samsung Galaxy S21 Ultra custará acima de R$10.000,00. E aí, vai encarar?