A Samsung é o maior fabricante mundial de smartphones dobráveis. Mesmo assim, a Huawei e o Mate X foram considerados uma ameaça à Samsung e ao emergente Galaxy Fold há alguns anos. O primeiro confronto entre as duas empresas, ou melhor, entre o Huawei Mate X e o Galaxy Fold foi curto, mas mesmo assim agitou o mercado. Porém, tudo indica que a Huawei teve que mudar a estratégia para concorrer com a Samsung. 

Cada empresa tinha sua própria ideia de qual finalidade essa nova tecnologia de tela dobrável deveria cumprir, e isso fez com que o Mate X e o Galaxy Fold fossem muito diferentes um do outro.

A Samsung teve a ideia de encaixar o inovador painel Dobrável Dinâmico AMOLED no interior do Galaxy Fold, enquanto a Huawei fez exatamente o oposto e equipou seu Mate X com uma tela dobrável na parte externa. 

Os fãs observaram as diretrizes e tentaram adivinhar qual formato sairia vitorioso, embora não tenha demorado muito para a maioria das pessoas começaram a preferir a implementação da tela dobrável da Samsung era considerada de maior qualidade. 

Agora, tudo indica que a Huawei finalmente percebeu o mesmo.

A Huawei deve seguir o “caminho” da Samsung 

Avançando para o presente, a Huawei não está mais tentando definir o segmento dobrável, ou pelo menos, a empresa não está mais desafiando a visão da Samsung de qual formato um híbrido habilitado para smartphone dobrável deve ter. Em vez disso, a gigante da tecnologia chinesa parece seguir o exemplo da Samsung.

O chamado Huawei Mate X2 vazou recentemente em renderizações e é muito diferente do Mate X e Mate Xs originais. Muito parecido com o Galaxy Z Fold 2 da Samsung, o próximo carro-chefe da Huawei tem um painel dobrável na parte interna e uma tela externa plana que apresenta um recorte em forma de pílula para a câmera selfie. 

Na verdade, o Huawei Mate X2 se parece um pouco demais com o Galaxy Z Fold 2, a ponto de quase parecer que a Huawei desistiu da ideia de projetar seu próprio dobrável. E não, o painel dobrável não tem uma câmera no display.

De acordo com vazamentos preliminares, o telefone simplesmente não possui um sensor de selfie no interior.

Embora a Huawei tenha “jogado a toalha” ao adotar um formato semelhante aos aparelhos dobráveis da Samsung, a empresa agora terá mais tempo para se concentrar na melhoria do hardware interno ou a experiência de software. 

Então, pode realmente se tornar uma ameaça para os smartphones dobráveis da Samsung de verdade desta vez, pelo menos na China, onde a marca Huawei continua popular.