As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia Zumbi dos Palmares

ZUMBI Biografia Zumbi dos Palmares

O líder quilombola mais conhecido no Brasil é Zumbi dos Palmares. Sendo assim, nascido no ano de 1655, foi um dos maiores guerreiros que participaram da resistência contra a escravidão do seu povo pelos europeus.

Sucessor de Ganga Zumba, outro líder quilombola, Zumbi tornou-se muito conhecido por ser um guerreiro e organizador militar de alta performance, tendo participado de batalhas já aos vinte anos de idade e um perito no enfrentamento dos ataques promovidos, principalmente, pelos portugueses e holandeses.

Muito se discute sobre a personalidade do líder quilombola, levando certos historiadores a questionarem a verdadeira integridade de Zumbi dos Palmares. Logo, existe uma dualidade sobre o fator da escravidão que existia nos próprios quilombos.

Uma parte dos historiadores, acredita que os quilombolas mantiveram um sistema escravista semelhante ao que era promovido pelos europeus, uma vez que os ideais de liberdade e igualdade ainda não haviam se consolidado na Europa, o que os leva a crer não ser possível que esses ideais já existissem entre os negros escravizados.

Entretanto, outros historiadores enxergam sob outra perspectiva e observam que as características da escravidão nos quilombos eram uma medida de forçar o desenvolvimento, uma vez que muitos escravos acreditavam que após sair das fazendas onde eram mantidos cativos, nunca mais precisariam trabalhar.

Outro fator que nos leva a compreender o que acontecia nos quilombos, era que havia uma divisão entre os escravos que fugiam por conta própria, perseguidos pelos capangas dos fazendeiros e arriscando serem mortos por animais selvagens e os outros que eram libertos através dos ataques liderados pelos quilombolas. Logo, a medida servia para diferenciar os mais corajosos dos outros.

Neste presente artigo você vai encontrar muitas curiosidades interessantes e polêmicas em torno da vida do maior líder negro da história do Brasil.

Você vai descobrir que ele é descendente de reis e que sua família era uma família de bravos guerreiros. Sendo assim, veja a seguir mais detalhes sobre a vida de Zumbi dos Palmares.

NomeZumbi dos Palmares
GêneroMasculino
QuilomboQuilombo dos Palmares
NacionalidadeBrasileiro
OcupaçãoLíder quilombola
Nascimento1655
Conhecido porSenhor da Guerra

História

Falar de Zumbi dos Palmares é falar da história do Brasil. Sendo assim, é importante compreender os fatos ocorridos para entender o contexto histórico e social em que está submerso o país. 

O início

Tudo começou quando escravos fugidos dos engenhos de cana-de-açúcar formaram grupos de resistência. Logo, para tentar sobreviver aos constantes ataques de exércitos e milícias, promovidos pelos europeus ao longo dos anos, eles se organizaram em comunidades denominadas quilombos.

O Quilombo dos Palmares foi fundado por volta de 1580, cerca de 75 anos antes do nascimento de Zumbi dos Palmares, localizado no local chamado Serra da Barriga.

Em poucos anos o quilombo já abrigava cerca de 3 mil quilombolas, unidos em atividades de subsistência e proteção contra os constantes ataques.

A chegada dos holandeses ao Brasil

Cerca de cinquenta anos mais tarde, as invasões holandesas no território brasileiro desestruturaram parte da produção açucareira, intensificando as fugas dos escravos e concentrando ainda mais pessoas nos quilombos.

Já em 1644, uma grande ofensiva holandesa tentou destruir o quilombo. Todavia, assim como muitas outras investidas portuguesas, a comunidade resistiu aos ataques.

A comunidade Palmares tinha cerca de 200 km de extensão e era formada por comunidades menores, denominadas Mocambos. Sendo assim, Zumbi dos Palmares nasceu em uma destas comunidades, logo após essa investida holandesa.

Ganga Zumba

Foi no ano de 1670 que o antecessor de Zumbi dos Palmares, o Ganga Zumba, assumiu a liderança do quilombo, sendo considerado por muitos um grande exemplo diplomático dentre os quilombolas. Entretanto ele morreu envenenado, poucos anos depois.

Já aos 20 anos de idade, Zumbi dos Palmares participa de um contra ataque a uma investida portuguesa. Logo, os europeus que haviam dominado um mocambo, abandonam o posto pouco tempo depois, favorecendo esse contra ataque.

Essa batalha foi uma grande oportunidade para Zumbi dos Palmares, que se mostrou um grande guerreiro e um excelente estrategista militar.

Anos finais de Zumbi

No período colonial, a comunidade de Palmares chegou a ter cerca de 20 mil habitantes e era formada por várias comunidades divididas em Mocambos. Sendo assim, ao todo eram mais de dez Mocambos distribuídos pela Serra da Barriga.

Todavia, as investidas contra o quilombo continuaram e em 1694 finalmente os portugueses conseguiram dominar o quilombo, mas mesmo assim ainda não conseguiram capturar Zumbi dos Palmares, que fugiu ferido.

Foi no ano seguinte que Zumbi, depois de uma denúncia feita por um companheiro, foi capturado e morto pelos portugueses. Sendo assim, segundo consta a história, após ele ter sido morto, sua cabeça foi decepada, salgada e levada ao Governador Melo e Castro como prova.

A partir de então, Zumbi dos Palmares marcou seu nome na história, como exemplo de resistência contra forças opressoras e atualmente, instituído por lei, é comemorado o “Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra”, em sua homenagem.

Curiosidades

Poucas pessoas no mundo todo conseguem deixar seus nomes na história como exemplo de força e liderança. Sendo assim, Zumbi dos Palmares, mesmo pertencendo a uma classe oprimida com a escravidão, constantemente perseguido por exércitos de militares e milicianos, em uma época que os meios de comunicação eram primitivos, ainda assim conseguiu a façanha de deixar seu nome para sempre nos registros históricos, atualmente sendo conhecido em muitos países do mundo.

Fica mais fácil compreender alguns aspectos da vida de Zumbi dos Palmares, quando abordamos alguns aspectos sobre a vida do líder negro. Logo, veja algumas curiosidades:

Homenagem

Dia 20 de novembro, comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra, em homenagem ao líder quilombola Zumbi dos Palmares. Sendo assim, o dia que foi estabelecido mediante lei, é de grande importância para a maioria dos movimentos sociais, sendo considerado até mais importante do que o Dia da Abolição da escravatura.

Zumbi dos Palmares reflete a luta dos negros contra a opressão e simboliza o levante contra as forças opressoras. Logo, há indícios muito fortes de que a abolição foi movida por meio da continuidade dessa resistência que nunca deixou de existir e não por mera vontade das autoridades brasileiras.

Traição

É incrível que, ao longo da história, muitos casos de traição derrubaram líderes que poderiam ter feito muito mais se não fosse a delação de um traidor. Sendo assim, com Zumbi dos Palmares não foi diferente.

Um bandeirante liderou o último ataque à comunidade de Palmares, levando terror às famílias e assassinando mulheres e crianças, na ofensiva que conseguiu abalar o maior quilombo da história do Brasil.

Todavia isso só foi possível porque Antônio Soares, um antigo companheiro de Zumbi, delatou o esconderijo do líder, o que causou sua captura, morte e esquartejamento, no ano de 1695.

Em defesa dos irmãos

O Holocausto nazista dos deu um exemplo claro de como as forças opressoras tentam usar a estratégia de colocar os próprios membros de uma comunidade oprimida contra eles mesmos. Sendo assim, essa é uma maneira de dissolver o grupo e causar discórdias para depois se aproveitar da fragmentação.

Como dissemos, Ganga Zumba era o líder antecessor de Zumbi. Logo, o mesmo recebeu uma proposta das autoridades de desfazer o quilombo.

Em troca, o Governo da Província de Pernambuco prometeu alforriar todos os negros nascidos no quilombo e ceder algumas terras para os mesmos. Todavia, essa medida não contemplava os negros fugidos, o que entrou em conflito com a opinião de Zumbi dos Palmares, que queria que todos fossem alforriados.

Ganga Zumba foi envenenado pouco tempo depois e Zumbi dos Palmares assumiu a liderança da comunidade.

Zumbi, a matemática e os estudos

Ainda quando era criança, Zumbi dos Palmares foi capturado por soldados e dado a um padre. Então, esse mesmo padre o batizou de Francisco e cuidou dele por um tempo.

Em convívio com o pároco, Zumbi aprendeu o catecismo, matemática e aos 10 anos já falava o português fluente. Todavia, quando tinha 15 anos, Zumbi conseguiu fugir, voltando para sua comunidade Palmares.

Sociedade Palmares

A comunidade Palmares tinha suas próprias atividades de subsistência, onde os moradores dividiam igualmente os frutos do seu trabalho. Sendo assim, de um modo geral eles plantavam principalmente mandioca e criavam gado; suas roupas eram feitas com lascas de árvores e os utensílios eram feitos de madeira e palha.

Existia um certo comércio com comunidades vizinhas de pessoas livres e o excedente da produção era trocado com essas comunidades por armas, pólvora e sal, por exemplo.

Diversidade Cultural

Em Palmares havia uma diversidade cultural muito grande e quem pensa que apenas negros habitavam o lugar, está muito enganado.

Para a surpresa de muitos, Palmares chegou a ter 15% da população toda do Brasil naquela época, cerca de 20 mil habitantes, entre ex escravos, índios, brancos pobres e os nascidos na comunidade.

Carta do rei D. Pedro II para Zumbi

O próprio rei D. Pedro II enviou uma carta formal a Zumbi dos Palmares, tratando-o por Capitão e oferecendo regalias caso ele aceitasse se tornar súdito do rei.

Todavia, como nós bem sabemos, Zumbi negou o pedido e não abriu mão de resistir, continuando sua luta pela independência da comunidade Palmares.

Fantasma

Muitas curiosidades permeiam a vida do grande líder quilombola, exemplo de resistência contra as forças opressoras de dominação. Sendo assim, uma das mais interessantes gira em torno do nome de Zumbi, que sugere que seu nome é uma derivação da palavra africana nzumbi que quer dizer fantasma.

Quase dez mil militares contra Palmares

Palmares desde o início tinha uma proposta de independência e pelo que ficou marcado na história, não aceitariam serem subjugados. Logo, Palmares tinha vida própria, tinha sua própria organização, hierarquia e divisão de trabalho, demonstrando não depender em nada das autoridades portuguesas.

Foi por esse motivo que os europeus se incomodavam com a presença de Palmares, aliás, era inaceitável que houvesse uma comunidade tão grande que não enxergava os brancos como sua autoridade.

Durante quase 100 anos, constantes ataques foram feitos a Palmares que sempre conseguiu resistir, mesmo sofrendo com a morte, inclusive, de mulheres e crianças.

Entretanto, os europeus não se cansaram de atacar Palmares e por fim, um último ataque gigantesco foi realizado contra a comunidade. Logo, para que Palmares fosse realmente abalada, foram enviados ao local cerca de 9 mil militares equipados com canhões e armas de fogo para destruir tudo o que vissem pela frente.

O massacre aconteceu, mas mesmo assim, ainda hoje muitos quilombolas resistem e mantêm comunidades espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Sendo assim, Zumbi dos Palmares é exemplo para outros grupos que lutam pela independência, se tornando um mártir na história mundial.

Família

Zumbi dos Palmares descende de monarcas africanos e tem ligação familiar com o Rei do Congo, Garcia II. Além do mais, sua linhagem inclui a princesa Aqualtune, uma guerreira que liderou um grande exército com cerca de 10 mil combatentes, em defesa da invasão europeia no seu país de origem.

A batalha aconteceu na cidade de Mbwila, onde hoje fica o país africano Angola. Logo, como perderam a batalha, a princesa foi capturada e levada ao Brasil.

Com conhecimentos de gestão de guerra, conhecimentos políticos e de estratégias, Aqualtune se tornou uma peça chave para a criação da República Palmares, onde foram desenvolvidos sistemas organizacionais muito complexos para a época.

Então, tudo sugere que Aqualtune seja mãe de três filhos, sendo eles Ganga Zumba, Ganga Zona e Sabina.

O primeiro foi um importante líder do quilombo dos Palmares e manteve essa liderança até um conflito que causou a sua morte por envenenamento.

Segundo consta, Ganga Zumba recebeu uma proposta das autoridades portuguesas, de se tornar súdito do rei. Logo, as autoridades dariam em troca, algumas terras e a promessa de alforriar todos os escravos nascidos em Palmares.

Entretanto, essa proposta não agradou Zumbi dos Palmares, pois ela não contemplava os escravos fugidos. Sendo assim, não houve acordo pois ele se negou a abandonar os seus irmãos na resistência.

Sobre Ganga Zone, sabemos que ele foi um importante líder diplomático que atuou junto com seu irmão Ganga Zumba. Todavia, existem dúvidas se os dois eram mesmo irmãos ou se o tratamento era apenas uma forma de consideração.

Sabina, a filha da princesa Aqualtune gerou Zumbi dos Palmares. Logo, Zumbi, juntamente com Dandara, teve três filhos: Motumbo, Harmódio e Aristogíton.

você pode gostar também
Comentários