As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia Silvio Santos

Silvio Santos

Todo brasileiro já ouviu falar em Silvio Santos. Um brasileiro que foi de camelô a bilionário e se tornou um dos maiores empresários do Brasil. Também é um grande apresentar e um dos rostos mais conhecidos por seu carisma e jeito divertido de entreter em frente as câmeras.

Está longe de ser apenas mais um dos homens mais ricos do país, se destaca por outras grandes características. Sua simpatia e sorriso, conseguiram manter as tardes de milhões de pessoas entretidas ao longo de vários anos.

Todo o seu talento e empreendedorismo, fizeram da sua história o que ela é hoje. Passando por muitas dificuldades, conseguiu superar e subir na vida. se tornando o dono de uma das maiores emissoras de TV do Brasil.

Como poucas pessoas, Silvio Santos soube explorar a economia e como ela poderia crescer de forma popular. Por ser um grande comunicador, conseguiu construir o seu império que vai muito além de somente a emissora.

Para conhecer um pouco mais sobre a história desse ícone brasileiro, assim como ele chegou onde chegou e conquisto todo o seu patrimônio, continue lendo.

Fatos rápidos sobre a vida de Silvio Santos

NomeSenor Abravanel
GêneroMasculino
Famoso comoApresentador de TV e empresários
NacionalidadeBrasileiro
Nascimento12 de dezembro de 1930
CônjugeÍris Abravanel
FilhosCintia Abravanel/ Silvia Abravanel/Daniela Beyruti/Patrícia Abravanel/Rebeca Abravanel

Quem é Silvio Santos?

Além de apresentador, Silvio Santos também foi radialista, até aproximadamente a década de 80, quando decidiu abandonar a carreira e se focar somente no seu trabalho como apresentador.

Ao longo dos anos e de seu trabalho na emissora, gravou muitas marchinhas de carnaval e fez da música “Coração Corintiano” um grande sucesso cantado em sua voz. A letra tinha como intuito falar sobre o transplante de coração, uma técnica médica que estava sendo inicialmente implantada no Brasil pelo Dr. Zerbini.

Além dessa, a marchinha “A Pipa do Vovô” também foi outra que fez um enorme sucesso durante a exibição de seus programas. Principalmente por tratar de impotência sexual nos homens.

Todas essas musiquinhas, tinham o intuito de comunicar sobre algo importante. E foram regravadas e reprisadas ao longo de vários anos no próprio SBT, em tempos de carnaval. Durante sua carreira, a apresentador gravou mais de 130 músicas em 4 álbuns distintos.

Também atuou narrando histórias infantis na década de 70. Os discos foram lançados em forma de CD, e obteve um sucesso bastante notável. Realizou portanto, uma parceria com a Walt Disney, e gravou histórias famosas de contos de fadas, como “A Bela e a Fera”, “O Reio Leão” e muitos outros.

Ao longo de sua carreira, Silvio Santos também realizou diversos projetos de ações sociais, que eram inclusive mostrados em sua programação na TV. Com isso, conquistou a reputação de ser uma pessoa popular e até alienada. Tudo para manter suas concessões na emissora.

Depois da Ditadura, o apresentador se mostrou mais preocupado com o país, e com isso, parte do seu conteúdo mudou, passando a ser mais social. O que alertou e surpreendeu alguns críticos que estudam política.

Silvio Santos: Infância e juventude

Batizado como Senor Abravanel, nasceu na Lapa, na Travessa Bemtevi, no Rio de Janeiro, quando em 1930 ainda era a capital do Brasil. Fez parte de uma família de imigrantes sendo o filho primogênito. Seus pais, Alberto e Rebecca eram judeus e imigraram para o Brasil por volta do ano de 1924.

Ambos era súditos do Império Otomano, e depois de nascer, Silvio Santos ganhou mais cinco irmãos, Beatriz, Sara, Henrique, Perla e Leon.

Silvio Santos deu início a sua vida escolar, pela Escola Primária Celestino da Silva, que ficava bem próximo de onde sua família morava. AO terminar, passou a fazer Escola Técnica de Comércio Amaro Cavalcanti. Obtendo o título de contabilidade.

Foi nesse momento que começou a atuar como vendedor, sendo seu primeiro objeto comercializado, capas para título de eleitor. Nesse momento, o Brasil estava vivendo uma faze de pós ditadura, e a redemocratização para o Estado Novo, permitia esse tipo de comércio.

Entrou para o Exército em 1948, na Zona Oeste do Rio, na Escola para Paraquedistas, e por lá, se destacou como um grande saltador.

Carreira

O nome Silvio foi dado pela mãe do apresentador que o chamava assim. Já seu sobrenome artístico foi criado, durante uma participação em um programa de calouros. Comando por Jorge Curi.

O programa que foi produzido por Mário Ramos, logo passou para o formato de televisão, e assim, os shows também tiveram que se adaptar em novo formato. Sorteios e novos espetáculos passaram a fazer parte do entretenimento e foi aí que Silvio Santos descobriu como era apresentar um programa.

No ano de 1962 o programa “Vamos Brincar de Forca” passou a ser transmitido pela TV Paulista e se tornou um grande sucesso. pouco depois em 1964, comandou o seu próprio programa aos domingos, que ia do meio dia até as 14h da tarde.

Conforme os anos iam passando, o Programa Silvio Santos foi se adaptando e tomando o formado que é hoje. O apresentador criou novos empreendimentos e se tornou um grande amigo de Manuel de Nóbrega. O Baú da Felicidade foi outra empresa criada para vender presentes na época do natal.

Esse sistema de presentes com o carnê do Baú, era uma forma de pagar através de prestações, um valor e resgatar depois, participando de sorteios e podendo obter muitos prêmios. O negócio deu muito certo, e a empresa ficou cada vez mais conhecida.

Quando a TV Paulista se incorporou junto à Rede Globo, Silvio Santos começou a pagar aluguel por seu programa aos domingos. Depois de um tempo, cobrando pelos anúncios de seus patrocinadores, e com o sucesso que o Programa do Silvio Santos passou a ter, o apresentador obteve muito sucesso financeiro.

Com a realização de muitos sorteios de imóveis, eletrodomésticos e carros, conseguiu expandir ainda mais seus negócios.

Na década de 70, a Rede Globo passou a investir em um tipo de programação diferente e eliminou programas independentes. Para quem acompanhada o Programa do Silvio Santos e principalmente os executivos que apoiavam o seu trabalho, a grade era muito diferente.

Porém, Roberto Marinho convenceu Silvio a ficar na emissora por mais alguns anos e renovou seu contrato. Em 1976, seu contrato venceu e o apresentador começou a fazer seus programas junto a Rede Tupi, e durante mais um tempo, conseguiu garantir a transmissão do seu programa.

Criação do SBT

O canal do foi dado a Silvio Santos em 1975, por Ernesto Geisel, que assinou um decreto e liberou o canal 11 para o apresentador. Com isso, seu programa passava simultaneamente tanto na TVS (hoje SBT), quanto na TV Tupi, até que ela foi a falência em 1980.

No estado de São Paulo, o programa do Silvio Santos passou a ser exibido na TV Record, até que o apresentador se tornou dono de 50% da emissora. Porém, sua vontade sempre foi ter a própria rede nacional de televisão, para poder criar toda a grade de programação.

Depois de conversar com Dulce Figueiredo, Silvio obteve a licença criar a TVS paulista, no canal 4. Com a união da emissora do Rio de Janeiro, o primeiro indício do SBT apareceu. A rede cresceu tanto e tão rapidamente, que o programa do Silvio Santos continuou sendo exibido na TV Record em simultâneo com a nova emissora.

Em 1988 o programa do Gugu Liberato foi mantido no SBT, cobrindo propostas maiores de emissoras concorrentes como a própria Rede Globo. Nos anos 90 seus programas cresceram ainda mais e muito mais rápido, passando a ter na grade oficial o “Domingo Legal”, e trazendo novos apresentadores como Celso Portiolli para o canal.

Empreendedor

Por sempre ter tido uma visão empreendedora e a frente de seu tempo, a criação da empresa do Baú por Silvio Santos, foi uma grande sacada para ajudar em causas nobres e ao mesmo tempo, ganhar dinheiro e ajudar pessoas.

Depois de algum tempo vendendo os carnês e realizando sorteios, novos produtos foram sendo criados, até mesmo a marca de produtos de beleza, chamada de Jequiti. Atualmente o patrimônio do apresentador beira os R$ 7 bilhões.

Durante um tempo, se envolveu fortemente com a política e chegou a se candidatar como presidente. Em 1989, mas o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o impugnou do cargo. Mas não desistiu e em 1992, tentou se candidatar para prefeito de São Paulo, quando novamente, sua chapa política foi impugnada.

Então, decidiu ajudar a população de outra forma, criando o “Teleton”. Uma campanha de arrecadação de dinheiro, que fica no ar por 24 horas aceitando donativos em dinheiro para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

Silvio Santos se tornou uma das maiores personalidades do Brasil, sendo apontado como uma das pessoas mais admiradas frente inclusive a celebridades mundiais e ex presidentes. Ao longo de todos esses anos de carreira, obteve grandes lucros em transações inteligentes de negócios.

Além disso, teve que conviver com crises e momentos em que o país não ia bem, mas mesmo assim, conseguiu superar e dar a volta por cima, montando novas empresas, ou vendendo e segue firme. Diante de todo o seu talento e visão para os negócios.

Silvio Santos: Esposa e filhos

A vida pessoal do apresentador sempre foi comunicada a imprensa, porém muito reservada. Seu casamento com Maria Aparecida Vieira Abravanel, que faleceu com 39 anos de câncer, foi sua primeira esposa, com quem teve Cintia, sua primeira filha, e adotou Silvia.

Com o passar dos anos em 1978, se casou com Íris Pássaro e teve suas outras filhas, Daniela, Rebeca, Patrícia e Renata. Por ter descendência direta de judeu, Silvio Santos sempre comentou a Bíblia. Inclusive o nome de Senor, veio de avô, que se chamada Señor Abram Abravanel, e morreu pouco depois de Silvio nascer, em 1933.

Quando já tinha construído boa parte de seu patrimônio, em 1988, Silvio Santos passou a ter problemas com as cordas vocais. Durante alguns dias, passou a ficar completamente afônico e com isso, parte de seus médicos e conhecidos suspeitaram de câncer na garganta.

Embora a doença não tenha sido confirmada oficialmente. O apresentador chegou a interromper parte de sua carreira, para se dedicar a saúde e outras relações pessoais. Precisou ficar algumas semanas sem gravar seus programas, causando uma certa preocupação em seus fãs.

Além disso, a vida particular do apresentador também teve surpresas, quando em 2001 sua filha Patrícia foi sequestrada em frente a própria casa, em São Paulo. A negociação durou alguns dias e a vítima foi libertada mediante o pagamento.

O sequestrador foi perseguido e durante a ação, acabou matando dois policiais. Para fugir da polícia, entrou na casa do apresentador e o manteve como refém durante várias horas. Depois de muitas horas de negociação, se entregou e foi preso.

O legado de Silvio Santos

Desde muito cedo, Silvio Santos precisou trabalhar e por isso, se tornou camelô, para conseguir levar algum dinheiro para sua casa. Com isso, percebeu que tinha potencial para as vendas, e nas próprias ruas do Rio de Janeiro, foi convidado para fazer um teste para o rádio.

Todo o seu legado de vendedor ambulante, a bilionário, fez do apresentador a personalidade que ele é hoje como apresentador e artista. Foi responsável e criador de diversos programas que ficaram famosos por ele estar à frente apresentando ou não, sendo alguns deles, o “Qual é a Música”, “Boa Noite Cinderela”, Pra Ganhar é Só Rodar”, “Casa dos Artistas”, e muito mais.

Além do programa do Silvio Santos, várias atrações que passavam na TV ao longo da semana, desde a década de 60, até os anos 2000, porem ter tido a mão do apresentador por trás. Com tamanha visão de empreendedor, sempre pensou em lucrar e ao mesmo tempo, trazer entretenimento de qualidade para a família brasileira. Com conteúdos que unissem os pais e os filhos na frente da TV.

Até chegar na criação do SBT, Silvio Santos passou por diversas outras emissoras, o que lhe proporcionou, uma vasta experiência em grade de programação e negociação com patrocinadores. E assim, ao criar o seu próprio canal não foi difícil fazer com que ele funcionasse com todo o sucesso como foi e é até os dias de hoje.

você pode gostar também
Comentários