As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia R. H. Thomson

R. H. Thomsom Biografia R. H. Thomson

R. H. Thomson nasceu no ano de 1947, é mais conhecido como R. H. Thomson. Sendo assim, ele é um ator canadense que atua tanto na televisão, quanto no cinema e no teatro.

Mais de cinquenta anos desempenhando funções relativas a cinema e arte, fizeram dele um ícone de suma importância, tanto no cenário do cinema canadense, quanto no cenário do cinema mundial. Sendo assim, o astro vem acumulando prêmios e volta e meia é convidado para algum evento para recebê-los.

O veterano recebeu diversos prêmios em função de suas contribuições às artes e outros relacionados aos ex-combatentes de guerra. Além do mais, R. H. Thomson é casado e tem dois filhos, Macintosh e Andrew.

O ator tem um grande e antigo interesse por militares e veteranos de guerra do Canadá. Tanto que, em 1995, ele narrou uma série de documentários divididos em três partes, que abordavam o envolvimento do país em conflitos internacionais.

Seguindo nessa mesma trilha, no 90º aniversário da Batalha de Vimy Ridge , onde, infelizmente, morreram quase 3.600 canadenses, o ator co-criou, com Marin Conboy, uma homenagem em que o nome de cada um dos soldados mortos foi projetado no Memorial Nacional de Guerra. 

E não para por aí, de modo que, no ano seguinte, em 2009, mais uma vez, ele e Conboy criaram um projeto visionário para projetar os nomes dos mais de 68.000 canadenses mortos durante o período da Primeira Guerra Mundial, em monumentos espalhados por todo o país.

Com o sucesso da campanha, as projeções ocorreram durante a noite e anos depois, em 2010, o governo do Canadá homenageou Thomson por essa sua garra em prestar condolências aos veteranos, com uma recomendação do Ministro de Assuntos dos Veteranos.

NomeR. H. Thomson
GêneroMasculino
Principal papelMatthew Cuthbert
NacionalidadeCanadense
OcupaçãoAtor
Nascimento24 de setembro
Conhecido porR. H. Thomsom

Carreira

R. H. Thomson nasceu no dia 24 de setembro do ano de 1947, em Richmond Hill , Ontário. Sendo assim, o ator cursou a Universidade de Toronto e posteriormente ingressou na National Theatre School. 

O ator também mostrou que é um bom roteirista e sua peça The Lost Boys entrou em cena na Great Canadian Theatre Company no ano 2000 e no Canadian Stage em 2002. Logo, R. H. Thomson também apresentou programas para a CBC Radio e CBC Television.

Mais tarde, Thomson retratou várias figuras históricas. Por exemplo, Edsel Ford Duncan, Campbell Scott, Samuel Lount, Mitchell Sharp, James Cross e Frederick Banting.

Todavia, só em 2010 que o artista foi nomeado Membro da Ordem do Canadá. Desta maneira, em maio de 2015, Thomson recebeu outro prêmio. 

A coisa foi tão chique que até Eric Peterson foi em sua homenagem na noite dos vestidos com terno de gala, em respeito aos laureados no National Arts Center.

Algumas de suas atuações na TV

O ator R. H. Thomson, veterano no cinema, que iniciou suas atividades lá em 1970, tem muito a acrescentar no sentido de experiência com o audiovisual. Sendo assim, fica claro o papel fundamental que esse artista tem no cenário do cinema.

Vamos ver agora, alguns dos trabalhos cujo qual o mesmo se apresentou e deixou suas marcas na história do cinema internacional.

O Teatro de Ray Bradbury – The Ray Bradbury Theater

Foi entre os anos 1985 e 1992 que Bradbury levou uma série de TV, The Ray Bradbury Theater, cujas principais atrações eram contos fantásticos e fascinantes. Sendo assim, com participação de R. H. Thomson.

Basicamente, tudo foi realizado usando uma fotografia profunda e roteiro “supimpa”, para o qual ele adaptou 65 de suas histórias.

Resumidamente, cada episódio começa com um lance de Bradbury na sua sala, analisando os momentos de sua vida, que eles sempre dizia na narrativa que eram usados para dar ideias em prol suas histórias.

Fuga do Irã

R. H. Thomson participou dessa produção conta a fascinante história de Ken Taylor e sua equipe, da embaixada canadense em Teerã, durante a crise dos reféns iranianos, e como eles esconderam seis de funcionários da embaixada americana em grande risco de vida.

Além do mais, a história nos conta que foi revelada muito mais tarde, na história de capa da ação de resgate coaduna CIA / Canadá, de como Ken Taylor conseguiu esconder os coitados dos americanos e levá-los para fora do Irã com segurança, mesmo com toda a violência e repressão das forças de segurança internas do país muçulmano.

As Aventuras Secretas de Júlio Verne

Essa é uma série de TV que aborda seriamente o gênero de ficção científica. Sendo assim, ao todo são 22 episódios no gênero “steampunk”, que foi publicado na TV pela primeira vez no ano de 2000, na CBC.

De um modo mais abrangente, a produção em formato de série passou pela primeira vez no país americano no Canal Sci-Fi que agora virou Syfy, e durou apenas uma temporada.

A série já começa com a suposição de que Júlio Verne não só produziu as histórias por trás de seus vangloriados escritos clássicos de ficção científica  Viagem ao Centro da Terra, Vinte Mil Léguas Submarinas ou A Volta ao Mundo em Oitenta Dias, mas realmente supõe que o autor vivenciou essas aventuras pessoalmente.

O destaque maior nessa série é o fato de que ela foi gravada inteiramente em HDTV, algo muito novo na época, e que marcou por ter sido a primeira. 

Filmes mais importantes da carreira

R. H. Thomson, como já dissemos anteriormente, é um veterano das telinhas e suas atuações são uma lista gigantesca de obras publicadas. Sendo assim, é só acompanhar sua jornada desde 1970 para ter certeza de que o ator não é nada menos do que você imagina.

Sua última produção de destaque foi em Anne com E, onde estrelou fazendo o papel principal, demonstrando que ainda depois de longos anos de caminhada, sobra fôlego para trabalhar e muito empenho em produzir a excelente atuação de um personagem.

Crepúsculo das Ninfas de Gelo

Agora, Peter Glahn ganha a liberdade após anos de cadeia política e agora está indo embora, voltando para a cidade onde nasceu, a mítica Mandrágora, terra onde, incrivelmente, o sol nunca se põe.

Sistematicamente, a bordo do navio, rumo a sua casa, o personagem conhece a misteriosa Juliana Kossel, que some depois de roubar seu coração. Sendo assim, quando ele chega na ilha, o mesmo se dirige até a fazenda de avestruz da família,  cujos afazeres ficaram por conta da sua irmã Amélia.

Só que Amélia vive com um lavrador por nome de Cain Ball, que tem medo do retorno de Peter, pois ele teme que o mesmo coloque em risco o acordo que ele fez com Amélia, que o verá herdar a fazenda. Logo, Amélia começa a amar o Dr. Isaac Solti, que manda na ilha e controla Zephyr Eccles, a viúva de um pescador que mora nas localidades e Juliana, a garota dos sonhos de Peter do navio.

De qualquer forma, a verdadeira obsessão de Solti é uma grande estátua atualmente percebida de Vênus que tem poderes mágicos e esquisitos, sendo assim, todos os personagens se encontraram no laboratório de Solti, onde as tensões sexuais entram em alta.

Bonhoeffer: Agente da Graça

Este filme é daquele estilo, um típico filme nazista, um drama que mostra o amor de Dietricch Bonhoeffer. Sendo assim, ele é um alemão e Pastor Luterano, que se tornou mártir por ir contra os planos de Adolf Hitler.

A sua resistência contra o nazismo Alemão sucumbiu, não antes de que suas ações o fizessem um herói contemporâneo. Logo, tudo acontece baseado em uma história verídica que envolve amor, coragem e sacrifício.

A moral em tempos de imoralidade foi algo que incomodou a figura principal da história, de modo que tudo gira em torno desse assunto. Logo, nos últimos anos de Bonhoeffer, sua ativa participação na resistência contra os nazistas e sua luta moral são dramatizadas e exploradas fielmente neste filme, mais do que somente uma figura biográfica.

O nome do filme é Bonhoeffer – O Agente da Graça, de modo que ele abre as portas e traz ao mundo a resistência antifascista que é pouco conhecida e detalhada. Desta maneira, o filme aborda e abarca a heroica rebelião de Bonhoeffer, um ministro luterano de enorme respeito que poderia manter a sua paz e salvar sua vida em várias ocasiões,porém, ao invés disso, deu a vida pela causa da justiça e da verdadeira moralidade.

População 436

Uma estranha cidade com 436 habitantes está muito quieta para o meu gosto. Sendo assim, a pequena cidade norte-americana aparenta ser perfeita, e sua população mostra ares de estar sempre feliz, com problemas que nunca aparecem.

Em Rockwell Falls, essa cidade estranha, a vida encontrou o verdadeiro paraíso aqui na Terra. Todavia, quando um investigador da Polícia Federal é enviado ao lugar, ele percebe que o número da população não teve nenhuma alteração nos últimos cem anos, e devagar vai descobrindo os terríveis segredos que estão envolvidos nessa estagnação e da aparente perfeição da cidade.

De outra maneira, quando menos se espera, o Federal é envolvido em uma perigosa trama doentia em uma rede de fanatismo religioso. Sendo assim, agora ele está preso nesse pesadelo e precisa encontrar uma forma de sair do local com vida.

A origem da vida – Jesus Henry Christ

Henry James Herman, interpretado por Jason Spevack, é um garoto de 10 anos cujo qual possui uma incrível inteligência fora do normal. Sendo assim, isso faz com que ele se torne um grande destaque entre as crianças de idade parecida e até mesmo os adultos.

A sua mãe, Patrícia, interpretada por Toni Collette, não consegue levar muito bem a situação, por querer protegê-lo excessivamente. Logo, no momento em que Henry começa a perguntar quem é seu pai, Patrícia revela que não sabe sua identidade.

Segundo a mãe do garoto, ela afirmou que simplesmente foi a um banco de doadores e escolheu de forma aleatória. Todavia, não satisfeito com a resposta ridícula da mãe, Henry resolve ir até o banco de doadores para investigar quem é seu pai.

O preço da traição – Chloe

Catherine, interpretada por Julianne Moore, está arranjando uma festa surpresa para seu marido, David, interpretado por Liam Neeson. Sendo assim, algo acontece de imprevisto e ele perde o voo para Nova York, o que provoca uma grande decepção na esposa.

Na manhã seguinte, ela percebe no celular do marido, uma mensagem de texto que afirma que o homem perdeu o voo para que pudesse tomar uns drinks. Logo, pouco tempo depois, ela pergunta a David se havia perdido o voo intencionalmente, e ele nega.

A partir de então, Catherine começa a acreditar que o marido está tendo um caso com alguma pessoa. Logo, decidida a fazer um teste com ele, ela contrata Chloe, interpretada por Amanda Seyfried, uma garota de programa, para tentar seduzir o cara.

 Entretanto, os encontros cada vez mais regulares entre David e Chloe e a intimidade crescente entre eles aumentam cada vez mais o ciúme de Catherine.

Mais um ano – New Year

Em mais essa produção, em que atua o R. H. Thomson, Tom, interpretado por Jim Broadbent, e Gerri, interpretado por Ruth Sheen) estão casados e têm uma vida extremamente boa. Sendo assim, o único filho deles é Joe, interpretado por Oliver Maltman, que tem 30 anos e permanece solteiro.

 Todavia, no verão de um ano qualquer, Tom e Gerri resolvem visitar Ken, interpretado por Peter Wight, um amigo dele dos tempos de colégio. Logo, o cara está acima do peso e bebe compulsivamente, de modo que é visível que se encontra infeliz.

Não obstante, o casal então resolve realizar um churrasco para dar uma força para o amigo e quem sabe, animá-lo, de modo que convidam Mary, interpretada por Lesley Manville, uma amiga de Gerri, para o evento.

Mary é uma mulher calma e divorciada, mas está em busca de um novo relacionamento. Sendo assim, após o churrasco ela aceita ceder uma carona a Ken, que tenta assediá-la sexualmente.

Prêmios

No cinema, ganhar prêmios ou ser indicado para um, sempre foi sinônimo de qualidade na atuação, no que se refere aos atores e atrizes. Sendo assim, nosso homenageado de hoje não fica fora dessa. Confira aqui os prêmios de R. H. Thomson

Indicação

No ano de 1982 o ator R. H. Thomson ganhou o Prêmio Genie, pela sua atuação em “Ticket to Heaven”.

Lá em 1986, há um tempo distante, o mesmo ator recebeu outro Prêmio Genie, para atuação em “Samuel Lount”.

Nesse mesmo ano, 1986 o ator ainda recebeu outro Prêmio Gemini, para o filme “A namorada do Canadá: a saga de Hal C. Banks”.

No ano seguinte, 1987, R. H. Thomson recebeu o Prêmio Gemini, para a segunda tela.

Outro prêmio em 1987. R. H. Thomson recebeu o Prêmio Gemini por sua atuação em “Ford: The Man and the Machine”.

Lá em 1988, o ator veterano acumulou mais um Prêmio Gemini, em “And Then You Die”.

R. H. Thomson, não parou de ser premiado e em 1993, recebeu mais um Prêmio Genie, em função de “The Lotus Eaters”.

No ano de 1994, o ator ganhou outro Prêmio Gemini, à respeito de “Road to Avonlea”.

E para finalizar a lista, em 2008 o ator recebeu mais um Prêmio Gemini, para “O Menino do Inglês”.

Vencedor

No ano de 1989 o ator recebeu o Prêmio Gemini, de “Glória Suficiente para todos”.

Em 1983, recebeu o Prêmio Gemini, pelo “Se você pudesse ver o que eu ouço”.

Já em 2015,  R. H. Thomson ganhou o Prêmio de Artes Cênicas do Governador Geral em função de sua Realização Artística Vitalícia no Teatro.

Três anos atrás, em 2018, recebeu o Prêmio Canadense de Cinema por ter se destacado como Melhor Ator Coadjuvante no filme de drama “Anne com E”.

você pode gostar também
Comentários