Michael Jackson

Também conhecido como Rei do Pop, Michael Jackson foi um grande astro da música norte americana que fez história ao longo de sua carreira. Conhecido por sua família, por Michael Joseph Jackson, o cantor que também era dançarino e compositor se tornou um ícone da indústria da música.

Durante sua trajetória, se tornou um dos cantores mais influentes entre os artistas, e contribuiu muito para que toda a sua história fosse mundialmente conhecida. Era conhecido por ser muito humilde e tinha um espirito jovem.

Membro de uma família muito grande, era o oitavo filho e iniciou sua carreira em 1964 junto de seus outros irmãos mais velhos, como parte de um grupo musical, “The Jackson 5”. Foi só em 1971 que dei início a sua carreira solo e então estreou mundialmente.

Michael Jackson foi muito bem aclamado pela crítica o que o fez dominar o ambiente pop. Criou grandes hits que ficaram famosos e conhecidos ao longo de toda a sua carreira e são tocadas ainda e regradas, até os dias de hoje.

Para conhecer mais sobre a vida e carreira do cantor, assim como todo o seu legado e polêmicas pessoais, continue lendo.

Fatos rápidos sobre a vida de Michael Jackson

NomeMichael Joseph Jackson
GêneroMasculino
Famoso comoCantor, compositor e dançarino
NacionalidadeAmericano
Nascimento29 de agosto de 1958
Falecimento25 de junho de 2009
CônjugeLisa Marie Presley/ Debbie Rowe
FilhosBlanket Michael Jackson II/ Paris Jackson/ Prince Michael Jackson I
Gênero musicalPop

Quem foi Michael Jackson?

É difícil resumir o astro em poucas palavras. Mas Michael Jackson foi um incrível artista durante sua carreira. Desde pequeno demonstrou ter talento e vocação para os palcos, e conforme foi crescendo não foi diferença.

Todo o talento para a dança que tinha se destacou, transformando o cantor e compositor em um artista completo. Seus passos de dança foram ficando famosos no mundo inteiro e isso também ajudou a lhe render o nome de “Rei do Pop”.

Por ser um grande fenômeno, Michael inovou na indústria da música e principalmente com os video clips e junto de muitas apresentações, conseguiu criar enormes produções. Tudo isso lhe rendeu muita visibilidade, principalmente comercial, que lhe levou a grandes contratos.

Ao longo de sua carreira escreveu diversas canções de sucesso. grande parte delas que fazem sucesso até os dias de hoje, e que bateram recordes em vendas. Alguns foram cruciais para consolidar sua carreira como um astro mundial e fez parte de transformar o seu status.

Muitos artistas da atualidade se influenciaram pela sua carreira. Artistas que também têm suas carreiras no cenário pop como Justin Timberlake, Beyoncé, Lady Gaga, Bruno Mars entre muitos outros.

Michael Jackson acabou se tornando um ícone para novos artistas até os dias de hoje, pela sua história e talento. O cantor tinha uma voz incrível e uma afinação impecável e única. Além disso, todo o seu talento com a dança era um enorme destaque. O MoonWalk se tornou um de seus passos mais emblemáticos, fazendo qualquer pessoa se lembrar do cantor até os dias de hoje.

Michael Jackson: Infância e juventude

Com tanto talento, ainda criança, Michael Jackson foi reconhecido como uma criança prodígio. Toda sua fama despertou cedo, e mesmo sendo um dos filhos mais novos de Katherine e Joe, cresceu em uma família de músicos.

O pai de Michael, Joe, sempre foi um pouco frustrado por suas tentativas em fazer sucesso no meio artístico não terem dado muito certo. Porém, ele identificou nos filhos, o talento e as condições ideias para o sucesso.

Durante sua infância, Michael Jackson já acompanhava seus irmãos mais velhos nos ensaios, quando tocavam em eventos em shoppings e para a caridade. Durante esses ensaios, o jovem já cantarolava algumas das músicas e era extremamente afinado para sua idade. Com isso, não demorou muito para seus pais perceberem esse talento, e então ele passou a ser a voz principal de “The Jackson 5”.

Durante o começo de sua carreira enquanto era criança e vem jovem, Michael Jackson junto de seus irmãos se apresentavam em concursos amadores e competições. Seus primeiros shows começaram a fazer muito sucesso, mesmo entre os calouros e então, as primeiras propostas de gravadoras começaram a aparecer.

A primeira gravadora a fazer uma oferta foi Motown. Dali em diante, Michael precisou aprender a viver como uma celebridade. Por isso, passou cerca de um mês junto de Diana Ross, que era uma grande inspiração para o jovem cantor.

Foi em 1969 que Jackson 5 lançou sua primeira música que ficou famosa, chamada de “I Want You Back”. Com o sucesso, logo vieram mais dois singles, “ABC”, e “I’ll Be There”.

A história de sua infância já conta parte de sua carreira pois foi bem isso que aconteceu. O estrelado lhe custou a juventude. Michael Jackson teve que abandonar a escola para se dedicar a carreira, e com isso, o cantor sempre foi muito cobrado pelo pai, uma educação muito rígida.

Michael Jackson: e sua mudança física

Muito se fala sobre a mudança física ao qual o cantor teve ao longo de sua carreira. Principalmente no embranquecimento de sua pele. Isso rendeu muitas polêmicas e boatos ao longo de toda a sua carreira e principalmente, muitos julgamentos.

A grande verdade sobre isso, era que Michael Jackson sofria de uma doença de pele. Com isso, alguns acidentes nos bastidores que foram acontecendo, modificaram completamente sua aparência física para uma completamente diferente.

O cantor foi diagnosticado com Vitiligo, e para esconder as manchas no rosto e nas mãos, começou a usar maquiagem durante muito tempo. Em um momento a doença estava tão avançada, que Michael passou por um procedimento para antecipar o avanço das manchas e clarear a pele.

Durante as gravações de um comercial, em 1984, o cantor sofreu um acidente, onde parte de seu cabelo pegou fogo e isso lhe trouxe muitas dores devido as queimaduras, e então, o seu vício em analgésicos.

Além de tudo isso, a plástica no nariz foi outro momento que lhe rendeu muitas críticas e causou polêmica em sua carreira. Com isso, o cantor foi se afastando e parou de ter contato com a mídia.

Carreira

A falta de aproveitar a infância deixou marcas em Michael Jackson, que levou até mesmo algumas notícias polêmicas na vida do cantor. Mas o mundo da música se rendeu a ele ainda mais, no momento em que deixou o grupo musical junto de seus irmãos e passou a ter carreira solo.

Em 1979, o contrato com o pai expirou, e com 21 anos de idade, Michael pôde ter controle total sobre suas próprias decisões na carreira. E então trabalhou para lançar seu primeiro álbum. “Off The Wall”.

O disco continha muito de sua personalidade, agora já crescida, porém, sempre como um grande menino. Michael Jackson tinha uma personalidade infantilizada e muito encantadora. Sem contar no seu lado compositor que nesse momento se mostrou muito apto ao show business.

Faixas criadas pelo astro como “Til You Get Enough”, “She’s Out Of My Life” e “Don’t Stop”, fizeram sucesso e renderam ao cantor já seu primeiro Grammy. Sua estreia lhe rendeu um grande impacto e muitas vendas, inclusive mais do que o com o seu grupo familiar.

Michael Jackson se manteve focado assim, na própria carreira durante um bom tempo. Fechava contratos comerciais muito lucrativos e seus passos de dança foram se aprimorando cada vez mais.

Foi então que também começou a fazer parceiras, como em “The Girl Is Mine”, junto de Paul McCartney, mas isso ainda foi só o começo. Depois disso, em 1983, o álbum “Thriller” foi o seu divisor de águas, mostrando toda sua audácia e genialidade para fazer da sua carreira, algo muito maior.

Todo o álbum foi planejado por Michael Jackson desde o início, rompendo barreiras cultural, e dando uma cara totalmente nova para o estilo do pop. Mesclando parte de suas influencias com R&B e rock, Michael foi capaz de criar um conceito totalmente novo, quebrando muitos tabus e unindo tribos.

Além disso, se tornou uma grande influencia negra, fazendo parte de programas em emissoras de TV, como MTV, e passou a ter seus clipes exibidos por uma grande pressão do público. Depois de Michael Jackson, os clipes musicais nunca mais foram os mesmos.

Polêmicas envolvendo o astro

Ao longo de sua carreira, Michael Jackson precisou enfrentar uma série de polêmicas que envolvia o seu nome. Como precisou começar a trabalhar muito jovem, não aproveitou a sua infância e por isso, tudo que lhe lembrava o universo infantil, lhe chamava atenção.

Sempre se enxergou como uma eterna criança, como o personagem Peter Pan, e por isso, comprou um rancho ao qual deu o nome de “Terra do Nunca” ou “Neverland”. O local era equipado com zoológico, parque de diversões, cinema e muitas atrações que para agradar ao público infantil.

Com isso, um de seus grandes sonhos era se tornar pai e então, se casou com Debbie Rowe e teve seus dois primeiros filhos, Paris Jackson e Prince Michael Jackson I. No ano de 2002, seu terceiro filho nasceu, chamado de Blanket Michael Jackson II, com sua segunda esposa.

Michael sempre foi descrito por pessoas próximas como alguém muito inocente e pura, que tinha um verdadeiro amor e admiração pelas crianças. Com isso, sua relação com elas começou a gerar muitas especulações.

Inclusive, houve até mesmo algumas denúncias de abuso infantil por parte do cantor, que foram exploradas durante alguns documentários que foram lançados. Tudo isso, sempre abalou muito a imagem de Michael Jackson.

Lembrando que essas acusações nunca foram provadas, e todos os processos que aconteceram perante cantor, só lhe renderam muitos gastos. O cantor precisou vender diversos de seus bens para quitar essas dívidas.

O legado de Michael Jackson

Michael Jackson deixou um grande legado, principalmente por suas ações de caridade e filantropia, muitas delas mantiveram seu nome, principalmente a que influenciava proteção das crianças e a música “We Are The World” que foi gravada com vários cantores em prol da África.

Além disso, Michael Jackson também atuou em zonas de guerras e foi essencial no incentivo a luta no combate a AIDS. Quando lançou o disco “Bad”, mesmo tendo sido criticado, passou e mostrar um novo conceito sobre a sua influência. Ainda assim foi um sucesso de vendas, mantendo 5 das músicas nas primeiras posições das paradas nos Estados Unidos.

Já na década de 90, com o lançamento de “Black Or White” o clipe foi dos que mais se destacou em sua carreira. Principalmente pelos efeitos especiais da troca de rostos. Além disso, o astro mirim Macaulay Culkin faz parte das gravações e se tornou um grande amigo de Michael Jackson.

A morte de Michael Jackson

A notícia de que o cantor Michael Jackson faleceu foi dada no dia 25 de junho de 2009, com a causa mortis relatava como parada cardíaca. O astro morreu em casa, em Los Angeles, tendo o serviço de emergência tentado reanima-lo em casa.

Durante a parada, Michael Jackson estava em coma, e por isso, foi levado às pressas para a UCLA (hospital da Universidade da California em Los Angeles). Depois de sua internação, vários rumores começaram a se espalhar pela imprensa de sua morte. A repercussão logo teve impacto global e chegou a várias partes do mundo.

Ao que todos sabem e foi noticiado na época, o motivo de sua parada cardíaca foi uma overdose de fármacos ao qual Michael Jackson fazia uso para dormir. No mesmo dia, já havia tomado algum tempo antes para dormir.

Na data, os medicamentos eram administrados pelo seu médico Dr. Conrad Murray, que aplicava Propofol, uma espécie de anestésico em Michael. Cerca de20 minutos depois, o cantor teve a parada cardiorrespiratória.

Depois de sua morte, o funeral aconteceu alguns dias depois, no dia 7 de junho, sendo o corpo de Michael Jackson inicialmente velado durante uma cerimônia privada. Nessa ocasião, somente os pais, amigos e familiares do astro estiveram presentes.

Em seguida o corpo foi levado ao Staples Center, para que alguns fãs pudessem acompanhar a cerimônia. Cerca de 2 bilhões de pessoas assistiram ao funeral através da transmissão na TV que aconteceu ao vivo.