As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia Louis Braille

Louis braille Biografia Louis Braille
Via Wikipédia

Louis Braille foi um criador francês, que viveu entre os anos de 1809 e 1852, e embora tenha falecido ainda jovem, com 43 anos de idade, conseguiu facilitar a vida de milhões de portadores de deficiência visual que vieram depois dele, ao criar o sistema de leitura Braille, que recebe esse nome justamente em homenagem a seu criador: Louis Braille.

Fatos Rápidos sobre a vida de Louis Braille

NomeLouis Braille
GêneroMasculino
Famoso comoCriador
Signo do ZodíacoCapricórnio
NacionalidadeFrancês
Nascimento4 de janeiro de 1809
Falecimento6 de janeiro de 1852
Conhecido por criarSistema de leitura Braille
Causa da MorteTuberculose

Quem é Louis Braille?

Louis Braille foi um criador do sistema de leitura Braille, voltado para os portadores de deficiência visual, com o qual eles conseguem ler, de forma prática e rápida, qualquer tipo de conteúdo, desde que esteja escrito utilizando esse sistema, é claro.

Embora não tenha criado sua ideia do nada, Louis Braille teve a genialidade de criar seu sistema a partir de outros conteúdos totalmente fora desse contexto, tendo todos os méritos pela formulação e invenção do sistema, que era totalmente fora dos padrões da época, e inclusive demorou para ser totalmente aceito pelas pessoas que tinham visão, que não viam a utilidade de seu método.

Contudo, os portadores de deficiência visual que tiveram contato com o sistema sempre deram valor à genialidade de sua criação. Atualmente o Braille é indispensável dentro dessa leitura, sendo peça chave na alfabetização e inclusão dessa classe, onde é tão importante para eles quanto Leonardo da Vinci é para a pintura.

Como foi a infância de Louis Braille?

A data de nascimento de Louis Braille é o dia 4 de janeiro do ano de 1809, no século XIX, na cidade de Coupvray, que fica localizada na França, que foi o país que o abrigou até a morte. Ele era filho de Simon René Braille, que vivia de seu trabalho braçal, fabricando selas para cavalos.

Embora tenha vivido com cegueira total de seus dois olhos, durante grande parte de sua vida, ele não nasceu com essa condição, mas perdeu essa capacidade ainda quando criança, o que moldou sua vida desde então.

A intenção de sua família era que ele vivesse sua vida dentro de uma normalidade aceitável, então, mesmo cego, ele iniciou seus estudos perto de sua casa, em uma escola padrão, onde conseguiu grande destaque, sempre bastante atento e com uma capacidade de assimilação dos conteúdos, realmente muito grande.

Graças a isso, com cerca de dez anos, ele teve a oportunidade de seguir para uma das melhores escolas voltadas para cegos dentro de Paris, através de uma bolsa de estudos, onde pode aprimorar e aprofundar ainda mais seus conhecimentos.

Foi justamente nesse instituto que ele conheceu um método desenvolvido pelo professor Valentin Hauy, que foi o criador da escola e também do método em si, onde as letras eram costuras nas folhas, criando letras maiores e dando um relevo para elas, possibilitando que os alunos pudessem aprender a ler.

Sempre ávido por conhecimentos, Louis Braille não estava plenamente feliz com a qualidade do método, até que conheceu outro método, utilizado por soldados para se comunicar durante a noite, baseado em pequenos pontos de relevo.

Foi através desse método que Louis Braille, na época com apenas com quinze anos de idade, se baseou, criando um sistema próprio de leitura, através de pontos de relevo, com um entendimento simples.

Como foi a aceitação inicial do sistema de Braille?

Embora fosse bastante simples, o sistema de leitura para cegos de Louis Braille não teve uma aceitação inicial muito boa. Isso porque as pessoas não tinham um entendimento complexo de qual era a real necessidade ou aplicações que o sistema poderia possuir.

Com isso, nessa fase inicial de criação, embora o próprio Louis tivesse se disposto a ensinar para os demais colegas, o sistema acabou sendo proibido dentro do instituto onde ele estudava. Claro que isso não impediu que outras pessoas dessem continuidade com seus estudos, sem que a direção soubesse.

Apenas algum tempo depois foi que o seu sistema começou a ser realmente compreendido, ou melhor, que sua necessidade começou a ser sentida, e ele passou a ser liberado, já depois dele ter publicado sobre a sua criação.

Não foi uma evolução tão rápida, e até mesmo sua própria escola começou a utilizar o sistema, de forma oficial, apenas depois que o próprio Louis Braille já havia falecido. E após esse evento, todo o país passou a conhecer o código Braille.

Como funciona o sistema de leitura do Braille?

O sistema criado por Louis Braille era realmente muito prático e simples de se compreender, onde qualquer pessoa pode aprender os códigos de uma forma bem rápida, e então aplicá-los na leitura. Inicialmente, ele criou o sistema para representar as letras do alfabeto, o que permitiria formar as palavras posteriormente. 

Para isso, é levado em consideração um pequeno retângulo, onde podem ficar dispostos 6 pontos de relevo, sendo duas colunas verticais com 3 pontos, ou seja, 3 colunas horizontais com dois pontos, como a representação dessa imagem abaixo.

  O    O
    O    O
    O    O

Desse modo, ao dar relevo a qualquer um desses pontos, é possível associá-la a uma palavra, que foi inicialmente o que Louis Braille fez. Depois, ele acabou acrescentando ainda outras possibilidades, que também caberiam dentro desse sistema.

    O    O
    O    O
    O    O
A

Com esse primeiro ponto em relevo, por exemplo, formasse a letra “A”, facilmente identificada, ao passar com o mais leve toque sobre sua forma. As demais letras seguem um pensamento similar, sempre mesclando os pontos, e formando, então, todas as letras, e também outros símbolos.

Esse exemplo abaixo é a representação da letra “B”, onde simplesmente adicionando mais um ponto de relevo, há uma alteração completa em relação a letra “A”. Com isso, a leitura realmente acaba se tornando algo rápido, prático e simples de ser feito, o que mudou a vida de todos que vieram depois de Louis Braille, e que necessitam de um sistema de leitura funcional.

    O    O
    O    O
    O    O
B

Como cada célula possui 6 pontos que podem ser utilizados com relevo ou não, de uma forma direta, o sistema de Braille permite uma combinação de 63 possibilidades em cada uma dessas células, com alterações entre pontos de relevo e sem relevo.

As publicações de Louis Braille

Além de criador do sistema de leitura de Braille, Louis Braille também se dedicou muito mais fundo dentro desse mundo dos relevos de sua criação. Afinal, não era necessário apenas criar o sistema, era preciso também ensinar, sendo ele o inventor, fazia-se necessário uma explicação, uma ampliação de suas ideias originais. E foi justamente isso que ele fez, indo muito mais além do sistema em si.

Método de Escrever

Em 1829, por exemplo, quando estava com apenas 20 anos de idade, Louis Braille ampliou ainda mais esses horizontes da leitura, partindo agora para a escrita, que era ainda mais inovadora. Dessa forma, ele lançou seu livro com o método de escrever, que era voltado para a formação das palavras, bem como também da composição de músicas simples, etc.

Alguns anos depois, ele acabou revendo melhor esses métodos, e ampliou outra vez esse horizonte, agora criando um modo mais prático de escrever, que acabou sendo publicado no ano de 1837.

Sinopse de aritmética

A matemática também não ficou de fora dos estudos de Louis Braille, que publicou no ano de 1838 um guia sobre essa matéria. Claro, tudo de uma forma simples, onde foram apresentados as ampliações do seu sistema, com a utilização de representações de números, etc.

Esse também foi um passo importante para a evolução do Braille, que cada vez mais foi englobando novas noções, e se tornando mais completo, sendo realmente um forma eficaz, ainda presente nos dias atuais, mais de 200 anos após sua criação.

Novo método

Em 1839, ele escreveu ainda sobre uma evolução dentro de seu método, sempre trazendo formas mais simples de utilizá-lo. Afinal, ninguém cria uma obra prima logo de primeira, e seu método é, de certo modo, evolutivo, onde não apenas ele, mas também diversas outras pessoas ao longo do tempo, foram melhorando esse método original.

Claro que, dentro de um contexto geral, a forma base do sistema de leitura de Braille permanece quase inalterada. No entanto, são 63 combinações possíveis, o que foi cada vez mais sendo preenchido, evoluindo em si.

Em diversas regiões do mundo, por exemplo, ao invés de um símbolo representar uma letra, ela evoluiu para representar uma palavra. Isso porque, muitas palavras são muito utilizadas, como pronomes, artigos, preposições, etc. Claro, isso é apenas um exemplo ilustrativo. Mas mostra a repetição que ocorre dentro do uso cotidiano, e as línguas modernas exploram esse sistema, criando sinais para representar essas palavras, tornando tudo ainda mais prático.

Como Louis Braille ficou cego?

Como mencionado, Louis Braille não era cego de nascença. Na verdade, ele nasceu enxergando perfeitamente bem, e só foi perder sua visão algum tempo depois, embora ainda quando criança.

Seu pai tinha uma oficina onde fabricava celas e também outros utensílios de montagem, onde haviam realmente muitas peças e ferramentas. Sendo assim, esse não era o ambiente mais seguro onde uma criança poderia ficar o tempo todo, pois corria o risco de sofrer 

Quando tinha exatos três anos de idade, ele acabou acidentalmente ferindo um de seus olhos com uma das ferramentas de seu pai. Então, como a medicina da época já não era das melhores, e também as condições da família também não dispunha de tão boas condições financeiras, o problema que, embora grave, era relacionado apenas a um dos olhos, acabou infeccionando passando para o seu outro olho também.

Dessa forma, através desse acidente, Louis Braille acabou ficando completamente cego de seus dois olhos. Assim, a partir desse momento, teve que começar a se adaptar em um mundo de escuridão completa, e com seu talento, conseguiu transformar sua derrota inicial na vitória de muitas outras pessoas que vieram depois dele, permitindo que conseguissem ler de uma forma prática e rápida.

Louis Braille teve esposa e filhos?

A vida de Louis Braille, embora tenha tido a genialidade de criar um sistema funcional de leitura, não foi uma das mais simples que existiram. Na verdade, desde seu nascimento, com sua família pobre, ele acabou não tendo grandes oportunidades, ainda mais quando, acidentalmente, ficou cego.

Sua cegueira, dedicação aos estudos, atuação como professor, e também dedicação a publicação de suas obras sobre a deficiência visual em si, sem falar em sua morte precoce, acabaram mantendo seu foco realmente dentro desse ciclo.

Dessa forma, Louis Braille acabou nunca se casando ou tendo filhos, não deixando para ninguém seu legado intelectual, ou melhor dizendo, compartilhando com todas as outras pessoas a maravilha de sua criação, do seu sistema de leitura Braille.

Quando e como morreu Louis Braille?

Embora tenha criado um dos mais importantes sistemas da humanidade, principalmente quando na inclusão dos portadores de deficiência visual, Louis Braille não conseguiu viver muito tempo. Mas, com o pouco que viveu, se doou de corpo e alma à sua causa, e deixou um legado que já perdura por 200 anos.

Sempre ligado à França, seu país de origem, ele acabou contraindo uma tuberculose, que era mais comum na época, e veio a falecer ainda com 43 anos de idade, no dia 6 de janeiro do ano de 1852. Fato interessante sobre isso, é que ele faleceu apenas dois dias após seu aniversário, tendo em vista que nasceu no dia 4 de janeiro.

O local de sua morte foi a capital francesa de Paris, onde dedicou grande parte de sua vida, e onde escreveu seus trabalhos, sendo um local realmente ligado à vida. Ele morreu sem o seu devido reconhecimento, que começou a se tornar mais forte apenas uns dois anos depois de sua morte.

Dessa forma, um século depois, seus restos mortais acabaram sendo levados a um local mais adequado, digno de oferecer-lhe seu merecido descanso, que é o Panthéon, ainda dentro de Paris.

você pode gostar também
Comentários