As Melhores Notícias Sobre Tecnologia, Games e Muito Mais

Biografia Bill Gates

Bill Gates

Um dos maiores empresários norte-americanos, Bill Gates se tornou um ícone no universo das tecnologias e desenvolvimento de softwares. É fundador da Microsoft, grande filantropo e um dos magnatas do mundo.

Apesar de ser conhecido como um grande filantropo, é responsável por fundar a maior instituição de caridade do mundo, a Bill & Melinda Gates Foundation. Essa é uma de suas maiores realizações desde que deu início a sua carreira no universo da programação.

Atualmente é presidente não executivo da própria empresa a Microsoft, e está sempre na lista de pessoas mais ricas do mundo. Se tornou um dos maiores revolucionários do mundo da computação pessoal e com isso, montou seu império.

Para conhecer um pouco mais sobre a vida de Bill Gates, e como toda a sua genialidade foi capaz de construir uma das maiores empresas do mundo, continue lendo.

Fatos rápidos sobre a vida de Bill Gates

NomeWilliam Henry Gates III
GêneroMasculino
Famoso comoEmpresário, magnata, filantropo, diretor executivo, investidor e autor
Nascimento28 de outubro de 1955 (66 anos)
CônjugeMelinda Gates
FilhosJennifer Katharine Gates Rory John Gates Phoebe Adele Gates

Quem é Bill Gates?

Um dos maiores bilionários do mundo, Bill Gates é um grande empresário que revolucionou a indústria dos softwares criando a Microsoft. Além de ser considerado um gênio da tecnologia, o empresário também é filantropo e sua instituição de caridade já ajudou milhões de pessoas e investe em pesquisas para curar doenças.

Bill Gates sempre alegou acreditar em Deus e é um frequentante da igreja, juntamente com sua família. Sempre afirmou em suas palestras e livros, como a religião é importante. Além disso, o empresário é praticante da caridade, com o intuito de diminuir a desigualdade no mundo, aplicando esses valores.

É um assíduo leitor, em sua casa possui uma imensa biblioteca e tem até mesmo um site, onde faz resenhas sobre os livros que lê, a Gates Notes.

Ao longo de sua vida, também foi condecorado com grande ordem da cavalaria da Inglaterra. Também recebeu a Ordem do Infante de D. Henrique em Portugal, por todo seu apoio ao país, combatendo inclusive a malária e a doença do sono em Moçambique e Angola.

Foi responsável por uma grande doação em 1999 para auxiliar a saúde de refugiados, criando um Fundo Internacional de Resgate, para diferentes situações. Toda sua contribuição lhe rendeu títulos e um grande reconhecimento por parte do mundo inteiro e demais instituições filantrópicas.

Toda sua fortuna feita ao longo de seus anos de carreira com seu trabalho, lhe renderam o título de homem mais rico do mundo por alguns anos, com uma fortuna estimada em cerca de US$ 130 bilhões.

No ano 2000 o valor da Microsoft começou a cair devido ao próprio avanço da internet e também pelas multimilionárias doações feitas por Bill Gates aos seus projetos filantrópicos. Em todas as suas entrevistas, o empresário sempre revelou não querer o título de homem mais rico do mundo, até porque essa nunca foi sua intenção.

Com a lista da Forbes em 2008, Bill Gates ficou em terceiro lugar na lista dos mais ricos, com seu patrimônio já reduzido pelos projetos. E com isso, foi diminuindo ainda mais, mas ainda assim, com sua empresa, se mantém na lista de empresários que têm mais dinheiro no mundo inteiro.

Bill Gates: Infância e Juventude

William nasceu e cresceu fazendo parte de uma família de classe média em Seattle. Filho de pais advogado e professora universitária, William H. Gates e Mary Maxwell Gates, e com duas irmãs, Libby e Kristanne, todos sempre frequentaram boas escolas.

Em sua cidade natal, Bill Gates enquanto era jovem, participou de um Movimento para Escoteiros e durante toda a sua vida escolar sempre foi um destaque, sendo muito estudioso. Ao ingressar na faculdade, foi aceito pela Universidade de Harvard, alcançando os 1590 pontos de 1600 possíveis no SATs.

Contudo, durante o seu curso, abandonou Direito e Matemático no terceiro ano, para já se dedicar a empresa, a Microsoft que estava em desenvolvimento naquela época.

Trabalhou com desenvolvimento de softwares na Taito, aprendendo o básico de montagem de jogos eletrônicos, como os fliperamas que eram os mais comuns. Continuou nesse mercado até seus 16 anos, trabalhando depois como pesquisador na Universidade de Massachussets, como visitante.

Aos 17 anos de idade, Bill Gates se uniu a Paul Allen e desenvolveu um programa para ler fitas magnéticas, que fazia o uso de informações de tráfego de veículos, através de um chip Intel 8008.

Esse se tornou o primeiro produto para criar a empresa “Traf-o-Data”, para vender, porém, os clientes desistiram de fazer o negócio, quando descobriram que Gates e Allen tinham apenas 17 anos.

Início da carreira

Depois de dar início aos estudos na Universidade de Harvard, Bill Gates e Allen juntos criaram o BASIC, um interpretador de linguagem voltado para os primeiros computadores pessoais que foram lançados nos Estados Unidos, o modelo Altair 8800.

Depois disso, tiveram um pequeno sucesso de vendas para esse produto e então fundaram a Microsoft. A empresa se tornou uma das pioneiras no mundo a se dedicar ao mercado de computadores pessoais, criando novos programas para PCs.

Foi a partir daí que Bill Gates foi conquistando mais fama e se tornando um grande visionário no mercado de programação e tecnologia. Em se tratando de estar em uma época em que os hardwares eram mais chamativos e valiam mais, se tornou um negociador agressivo e com muitas práticas que foram até acusadas de desleais pelos seus concorrentes.

Mais tarde, em 1971, o Kenbak-1, o primeiro computador foi lançado, com apenas 256 bytes de memória. De acordo com a revista Scientific American, na época era vendido por US$ 750 e nem tinha CPU.

Assim como outros sistemas, toda a projeção do computador pessoal era feita para a educação, principalmente mostrar como um computador funcionaria de verdade. Foi só em 1977 que o primeiro computador como conhecemos hoje foi lançado, o Apple II.

Related Posts

No começo da década de 80, quem dominada o mercado dos computadores era a IBM, que então resolveu investir também em microinformática. Como não tinham um sistema operacional que realmente funcionasse naquela época, fecharam contrato com a Microsoft.

Bill Gates que até então ainda não possuíam o software totalmente desenvolvido, então decidiu comprar um sistema para processadores da Intel, e então comprou. O custo foi de US$ 50 mil, e depois de personaliza-lo conseguiu vende-lo por US$ 8 milhões. Nesse momento manteve a licença do produto que depois virou o que se conhece na história como MS-DOS.

Bill Gates: Esposa e a filantropia

A vida pessoal de Bill Gates sempre foi muito privada, e depois de abria a fundação filantrópica Gill e Melinda Gates, o relacionamento ficou ainda mais em evidência. Parte dos projetos da instituição sempre foi promover e incentivar as pesquisas sobre a AIDS, assim como demais doenças que afetam partes mais pobres e países de terceiro mundo.

Além disso, a Fundação também sempre teve o intuito de descobrir e investir em novas formas de energias, principalmente que sejam mais limpas e sustentáveis. No ano de 2006, Warren Buffett passou a fazer parte do projeto, contribuindo com mais de US$ 10 milhões de ações da própria empresa (a Berkshire Hathaway), fazendo-a dobrar de tamanho.

Por não gostar da exposição e ainda assim sendo um dos homens mais ricos do mundo, manteve sua vida de empreendedor e particular bem reservada. Se casou com Melinda Gates em 1994 e juntos montaram uma instituição filantrópica. Toda sua família morou junto durante todos os anos em Medina, uma cidade em Whashington.

Se relacionamento nunca foi o mais importante sobre sua vida, principalmente ao levar em consideração todo o seu trabalho. Bill Gates se tornou uma da pessoa mais importante do século, e nos anos de 2004, 2005 e 2006, junto de Melinda, foram consideradas A Pessoa do Ano. Desde então sempre se manteve na mídia, ainda mais como personalidade e celebridade importante. Em 1990, foi considerada a pessoa mais poderosa, assim como em 2006.

Nos últimos anos, Tanto Bill Gates quanto Melinda, ganharam do presidente americano na época Barack Obama, uma Medalha presidencial da Liberdade, considerada a maior honra civil devido aos trabalhados de filantropia.

Gates teve com Melinda três filhos, Jennifer Katharine Gates (1996), Rory John Gates (1999) e Phoebe Adele Gates (2002).

Em 2021, o casal fez um anúncio sobre o divórcio, sendo que passaram 27 anos juntos e tiveram 3 filhos na relação. De acordo com o comunicado oficial, ambos não tinham mais como crescer juntos, sendo um casal e por isso, decidiram seguir caminhos diferentes.

Principal trabalho de Bill Gates

Uma das principais realizações de Bill Gates foi fundar a Microsoft junto com Paul Allen. Nessa época, ambos tinham 19 anos de idade e em 1975, o primeiro produto oficialmente comercializado pela empresa foi o Altair BASIC.

Foi na década de 80 que a empresa realmente deu um grande passo, quando comprou a Seattle Computer Products para o DOS. Bill Gates foi construindo fortuna ao longo dos anos, até que em 1998, resolveu promover um grande amigo para presidente da empresa, e assim, passou a trabalhar melhor nas decisões.

Todo o seu trabalho ainda era de acompanhar as novidades e todo avanço tecnológico que a empresa fazia, mas, conseguiu diminuir o ritmo e assim se dedicar mais a família e a filantropia.

No ano de 2005, Bill Gates foi condecorado Comandante Cavaleiro do Império Britânico e no ano seguinte começou a se afastar do cargo de diretor de forma progressiva, até que no ano de 2008, se afastou totalmente para se dedicar exclusivamente a sua fundação de caridade, Bill & Melinda Gates Foundation.

Ao longo de toda a sua carreira, Bill Gates sempre se mostrou ser muito interessado com a filantropia e criou muitos projetos. Depois de anunciar sua aposentadoria, 20% do seu tempo passou a ser dedicado a empresa, principalmente para os projetos chaves. E o restante de sua energia ficou voltado para saúde, educação, e o trabalho voluntário.

O Legado de Bill Gates

Além de sua história já ser uma grande inspiração para novos empreendedores e empresários. Bill Gates também é responsável por ter um legado e lições muito valiosas sobre o universo dos negócios.

Ao longo de toda a sua trajetória, enquanto se falava muito sobre inovação e novas tecnologias, Bill Gates construiu uma revolução. Por ser um visionário, sempre teve uma posição muito firme no mundo dos negócios e independente de qual estágio estivesse.

A Microsoft se tornou uma gigante no mundo, e por tomar uma grande proporção, sua mensuração acaba sendo difícil de calcular. Desde sempre foi possível notar características para ser um empreendedor.

Parte do seu legado diz muito sobre como aproveitar oportunidade, principalmente quando elas aparecem sem nem mesmo se estar esperando. Todo o desenvolvimento de seus produtos foi feito pensando a frente, assim como suas parcerias.

Diante disso, Bill Gates sempre que pode conversar ou dar dicas sobre uma carreira de sucesso, fala de como seu legado e história podem ajudar futuros novos empresários. Sendo principalmente saber falar a linguagem dos programadores ou de qualquer que seja a área de atuação.

Isso significa que é essencial saber conversar com colegas de trabalho. A comunicação é extremamente importante dentro do mundo corporativo e por isso, Bill Gates foi capaz de voar mais alto.

Se mantenha por perto para estar no lugar certo e na hora certa. Toda a sua companhia empresa surgiu em um momento inovador. Por isso é tão importante saber reconhecer uma ideia que tem potencial e que pode ser comercializada e alavancada durante uma oportunidade.

Saber e reconhecer para contratar pessoal inteligente. Grandes líderes procuram os melhores para trabalhar junto, e com Bill Gates não foi diferente. Desde o início de sua jornada, sempre teve parcerias brilhantes que foram fundamentais para o sucesso de seu negócio.

Um dos principais ensinamentos de Gates ao longo de sua carreira, foi sobre o tamanho da empresa. Dizendo que mesmo ao ter uma empresa grande, trabalhe como se a empresa fosse pequena. A ideia é para saber valorizar a equipe e as pessoas com que trabalha. Sem elas a empresa não é nada.

Se apaixone pelo que você faz e assim, cada produto ou serviço criado vai se tornar um combustível para evoluir a si mesmo e a comunidade ao seu redor. Esse ensinamento também fez parte da trajetória e história de Bill Gates, que chegou onde chegou, por se dedicar a fundo a empresa que criou.

você pode gostar também