Os acessórios feitos pela Apple não são exatamente baratos, mas existem vários fabricantes terceirizados que oferecem ótimos produtos por preços mais acessíveis. No entanto, também existe um mercado inteiro de acessórios falsificados – e agora a Apple está fazendo tudo o que pode para eliminar esses produtos.

De acordo com um novo relatório da Bloomberg, a Apple está ciente de que vários fornecedores usam plataformas como Facebook e Instagram para vender acessórios falsificados da marca Apple. Os mais populares são cópias chinesas de produtos como AirPods, cabos Lightning, baterias de iPhone e adaptadores de energia.

Embora esses acessórios possam parecer atraentes para os clientes, já que custam até 10 vezes menos do que os vendidos pela Apple, os produtos falsificados podem colocar o usuário em risco.

Foi o que aconteceu recentemente com Andrea Stroppa, pesquisadora de segurança cibernética. Stroppa pegou emprestado um carregador de iPhone de um amigo, mas então o inesperado aconteceu: o carregador explodiu enquanto estava conectado à energia. Claro, era um carregador falsificado.

Histórias como a de Stroppa estão longe de ser incomuns quando se trata de acessórios comprados online em sites desconhecidos.

O relatório aponta que o negócio de acessórios falsificados movimenta milhões de dólares nos Estados Unidos e na Europa. Embora o Facebook diga que a venda de produtos falsificados em suas redes sociais viola as políticas da empresa, os pesquisadores argumentam que o Facebook falha em proibir esses vendedores.

A preocupação da Apple em evitar falsificações

“Nosso estudo tem como objetivo expor as dificuldades ou relutância do Instagram em abordar adequadamente seu mercado de falsificações de longa data e também destacar os muitos perigos desse tipo de negócio ilícito para a Apple e também para os consumidores”, disseram os pesquisadores.

Nem todo mundo sabe que está comprando um produto falsificado ou compreende os riscos de fazê-lo. Um porta-voz da Apple disse à Bloomberg que a empresa está preocupada com o risco que esses acessórios podem trazer aos usuários.

A empresa confirmou que possui uma equipe dedicada a identificar e eliminar esses vendedores e sites de comércio eletrônico em todo o mundo que vendem acessórios falsificados da Apple.

“Temos uma equipe dedicada de especialistas trabalhando constantemente com policiais, comerciantes, empresas de mídia social e sites de comércio eletrônico em todo o mundo para remover produtos falsificados do mercado.”