Cupons de desconto + Cashback é no Cupomzeiros

Top 6: Os Melhores Sintetizadores para comprar

Os melhores sintetizadores para comprar são aparelhos musicais eletrônicos, capazes de criar diversos sons artificiais. Dessa forma, tudo por meio da geração e da combinação de sinais elétricos de várias frequências.

Por ser um bom item, é possível usá-lo para imitar áudios que já existem e ainda pode-se criar outros novos. Por exemplo, som de pássaros, trovões e tantos outros ritmos que o usuário preferir.

Desde que foi criado até os dias atuais, ele é um produto essencial no mundo da música. Contudo, há no mercado diversos modelos, formatos e valores distintos. Assim, conheça esse top 6 com os de maior destaque e escolha o seu.

Melhores sintetizadores para comprar

Quem curte seu próprio som, deve ficar de olho nos melhores sintetizadores para comprar. Além disso, ele oferece muitos timbres, efeitos e recursos para encontrar a sonoridade perfeita. 

Antes disso, no entanto, resgate um cupom de desconto especial para que você possa usar em uma das grandes lojas online do varejo atual. A fim de obter um preço mais acessível em sua aquisição.

1. Korg de 16 teclas

Um bom alto-falante embutido e bateria opcional é o que se destaca neste produto. Há um excelente programa para resolver efeitos de falha ou atraso.

Com uma série de 16 passos, ele tem estilo Electribe com oito remendos de memória. Além de sua junção dentro e fora, que permite ajustar os relógios de vários utensílios da série Volca.

Sua entrada de notas MIDI IN, permite sincronizar bem e controlar o seu Daw. Com isso, é possível criar uma gama variada de sons de gordura. A partir de R$ 1.357,47.

2. Behringer Sintetizador TD – 3 – BK

O sintetizador TD – 3 – BK é um modelo analógico real para som de graves e ranhuras. Bem como, possui uma reprodução autêntica do circuito original com transistores compatíveis.

Com caminho de sinal analógico puro, tem como base designs lendários VCO, VCF e VCA. A forma de onda é quadrada. Tem dente de serra VCO e circuito de modelo transistor.

Ao mesmo tempo, ele tem um excelente filtro ressonante passa. A partir de R$ 1.770,00.

3. Behringer sintetizador Poly D

O sintetizador Poly D tem design VCO quádruplo que permite a criação de músicas encorpadas. É um modelo polifônico – parafínico de 4 vozes, com modo mono e uníssono.

Contém 37 teclas de tamanho normal e bem velozes. Sua exibição autêntica do circuito tipo D é original com transistores, JFETS adaptáveis e um painel de controle ajustável.

Possui resistores de película fina de precisão ultra-alta 0,1% e capacitores. A partir de R$ 8.990,00.

4. Behringer analógico de linha de baixo

Um incrível produto de linha de baixo analógico real para som de graves e ranhuras. Traz uma reprodução autêntica de circuitos originais, com transistores verdadeiros.

Possui caminho de sinal puro com base em designs em VCO, VCF e VCA, além de dente de serra e forma de onda quadrada, com circuitos moduladores de ondas de transistor.

Tem um filtro ressonante de quatro pólos passa-baixo e controles de corte, envelope, decaimento e realce. Possui sequenciador de 16 etapas e mais. A partir de R$ 1.582,30.

5. Analógico Behringer Neutron semi-modular

Esse Neutron semi-modular é parafônico, com autênticos osciladores analógicos duplos, modelo 3340. Tem um caminho de sinal puro, baseado no lendário design de VCO.

O controle do oscilador combina bem entre cinco formas, tone mod, pulse, sawtooth, triangle e sine, além de um noise generator, que expande a geração de formas de onda.

Vale mencionar ainda o seu circuito overdrive. Desse modo, tem 36 controles e sete botões que dão acesso direto em tempo real a todos os parâmetros. A partir de R$ 3.954,37.

6. Teclado sintetizador XPS – 10 Roland Red

O sintetizador Roland XPS – 10 foi criado para ser fácil de usar. Além disso, possui sons ideais para qualquer presença musical.

Ele contém 61 teclas e a melhor seleção de áudios das séries Juno e XP. Aliás, os recursos para facilitar sua ação musical é bom para quem busca um modelo simples e bem portátil.

Possui sons como acordeon e kits de percussão escolhidos por músicos do Brasil. Pode-se disparar arquivos de áudio e mudanças sonoras em tempo real. A partir de R$ 6.989,00.

A importância dos sintetizadores na música eletrônica

Na década de 70, com a fama dos sintetizadores, inúmeras bandas começaram a utilizá-los em suas produções. Com isso, um grande grupo musical o utilizou de maneira diferenciada e única, o Kraftwerk.

Devido ao avanço da tecnologia, houve um segmento para esse produto e diversos modelos foram criados. Assim, um dos mais famosos até os dias atuais é o Moog.

Ele passou a ser o único produzido em série e foi projetado para produzir sons. Ou seja, por meio da função direta de correntes analógicas e a leitura de dados contidas em uma memória, que são:

  • Analógicas;
  • Digitais;
  • Modelagem física.

Com toda essa descoberta, abriu-se as portas para a criação e uso de um novo gênero da sonoridade, a música eletrônica de pista. De fato, é bastante curtida e apreciada nos dias atuais, por muitas bandas, grupos e grandes músicos.

Como funciona um sintetizador analógico?

Por gerar ou moldar sons, um sintetizador analógico combina circuitos controlados por tensão elétrica. Dessa forma, eles agem como uma corda de um dos melhores violões de aço que ao tocar, vibra e gera um som que possui em sua forma:

Os osciladores diminuem em uma dada frequência, que é dada pelo número de ciclos, que são contados por ondas feitas em cada segundo. Assim, a sua medida é em Hertz.

Um VCA – Voltage Controlled Amplifier é manipulado e o CV – Filter, determina a intensidade do sinal emitido. Contudo, há muitos fatores existentes que incluem também os de baixa frequência.

É o caso dos geradores de envelope, modeladores e outros processadores de efeito para poderem ser adicionados e alterar ainda mais o sinal. Ou seja, é um bom produto e serve a sua função.

Dicas para escolher os melhores sintetizadores para comprar

Os digitais são vistos em vários modelos, sejam básicos ou profissionais, eles são ideais para todos que dominam esse aparelho. Uma grande diferença na hora de escolher um é não confundir o número de teclas com a quantidade de efeitos. 

Um outro detalhe é que para saber a diversidade de opções que o produto oferece, foque em aspectos como:

  • Timbres;
  • Ondas;
  • Efeitos;
  • Controles.

Para quem começou agora, opte por um modelo mais simples e evite se perder em um grande mar de botões. Com isso, a pessoa aprende e começa a explorar novos limites criativos.

É muito legal também que por meio dele é possível incluir alguns acessórios. Desse modo, os pedais, por exemplo, dão sustento ao som, aumentam controles extras e conferem todos os arquivos processados por ele.

As pessoas também perguntam

Como agora já conhece os melhores sintetizadores para comprar, basta eliminar todas as dúvidas que ainda restam, a fim de fazer uma escolha mais assertiva na sua aquisição.

Qual a diferença entre um teclado e um sintetizador?

O sintetizador é um tipo de teclado musical feito para produzir sons gerados por meio de diversas técnicas. Por outro lado, o teclado arranjador é especialista em ritmos e acréscimos, portanto, ele é próprio para os timbres.

Ele também cria e exporta novos sons ao usuário. Além disso, ele é ideal para músicos que tocam em bandas, porque ele proporciona arranjos diferentes e especiais por meio de vibrações.

Qual a função de um sintetizador?

Esse aparelho musical é feito para produzir sons, a partir da manipulação de correntes elétricas (no caso dos modelos analógicos). Também pode acontecer por meio da leitura de dados de uma memória (sintetizadores digitais).

Os mais genéricos, por exemplo, podem simular outros instrumentos como pianos, bateria e saxofones. Ou ainda pode criar novos sons. Seja como for, é muito usado na indústria pop hoje em dia.

Quem criou o sintetizador de instrumentos musicais?

Um sintetizador é um produto que nasceu nos anos 60 e que hoje se utiliza para fazer música em todo o mundo. Dessa forma, foram os músicos e engenheiros Robert Arthur Moog e Herbert Deutsch, que criaram essa grande invenção.

Esse aparelho começou a ganhar fama em 1964, com a chegada dos sistemas modulares. Assim, sua criação permitiu o seu comércio, ou seja, a sua venda. Porém, seu preço era muito elevado, o que fez ele se consolidar apenas anos depois.

Invista em um dos melhores sintetizadores para comprar

Ter um dos melhores sintetizadores para comprar é essencial, ainda mais para quem vive do mundo da música. Além disso, ele é um instrumento que permite criar e moldar qualquer ritmo musical que a pessoa preferir.

Possui bons arranjos, em especial, em modelos do mercado que dispõem de alta qualidade. Assim, são capazes de gerar um nível sonoro incrível. É ideal para bandas, grupos e até mesmo para uma atuação solo, para um músico que deseja aprender a usá-lo.

Reveja os itens deste top 6 para fazer a escolha que mais vai agregar ao seu dia a dia. Observe as conexões que cada um deles oferece, a fim de saber se são compatíveis com os pedais que você possui.

Por último, vale mencionar ainda que se você costuma usar alguma extensão mais específica é sempre bom checar se combina com o produto que tem intenção de adquirir.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.