A furadeira de bancada ou a elétrica são itens essenciais para a marcenaria. Mas, a segunda deixou de ser um item apenas profissional e passou a ser de uso doméstico.

Essa ferramenta é usada em reparos simples, perfuração ou montagem de móveis. Mas, há serviços que necessitam de uma furadeira mais precisa e potente. Assim, as principais áreas de uso são: carpintaria e marcenaria.

Hoje temos a  furadeira de bancada, que é um equipamento excelente. Afinal, torna o serviço mais preciso, devido a uma base fixa.

Afinal de contas, o que é uma furadeira de bancada?

É uma ferramenta unida a uma base, geralmente fixa, como uma mesa. Sendo assim, garante estabilidade e precisão ao usuário.

A broca da furadeira fica na vertical e o material a ser perfurado fica sob a base. Dessa forma, a posição garante um furo preciso.

Quanto aos tipos, há dois que são vendidos: sensitivas e não sensitivas. Em resumo, a diferença que se dá é que a primeira é manual e a segunda automatizada.

Usos da furadeira de bancada

A furadeira de bancada é ideal para serviços de trabalho domésticos e artesanais. Bem como os de marcenaria. Então, com o aparelho, é possível desbastar, afiar e lixar vários materiais.

Com isso, o usuário pode resolver problemas em sua casa. Ou ainda, gerar uma renda com extra com produtos de artesanato. Assim, você tem possibilidades diversas de uso.

O que devemos saber sobre uma furadeira de bancada

Para qual finalidade se quer uma furadeira de bancada é o primeiro ponto de análise. Ou seja, se é para uso profissional esse produto tem um excelente custo-benefício. Aliás, para o doméstico uma furadeira elétrica pode atender bem às necessidades.

O operador deve garantir que o equipamento está bem fixo na base. Acima de tudo, a segurança deve ser sempre mantida e ser prioridade. Assim, evita-se qualquer tipo de acidente.

Busque sempre furadeiras originais de empresas confiáveis. Dessa forma, garante a proteção e um bom trabalho.

A proteção e segurança são essenciais durante o manuseio de uma furadeira de bancada. Assim, o uso de EPIs (equipamento de proteção individual) é obrigatório. Veja os principais:

  • Óculos;
  • Luvas;
  • Avental;
  • Protetor auricular;
  • Sapatos fechados
  • Calça cobrindo as pernas.

É indispensável o uso desses itens, visto que podem ocorrer acidentes. Dessa forma, torna-se o ambiente de trabalho seguro para si e os demais.

As principais recomendações antes do uso do equipamento começam com a leitura do manual. Contudo, muitos usuários não fazem essa tarefa básica para a utilização de qualquer equipamento.

É neste documento que estão todas as orientações de segurança. Portanto, reserve um tempo para obter as informações.

Para sua segurança, manter a duração do equipamento e alguns cuidados devem ser seguidos. Por exemplo:

  • Leitura do manual;
  • Montagem e fixação correta das peças;
  • Local de armazenamento deve ser nivelado;
  • Conferência da voltagem;
  • Material a ser perfurado está em boas condições de uso;
  • Evitar umidade no equipamento.

Seguindo as dicas é possível manter o equipamento em boas condições por um longo período de tempo. Assim, o importante é realizar manutenções e reposição de peças danificadas quando preciso.

Indicação de velocidade com base no serviço a ser realizado

As velocidades encontradas nos modelos de furadeiras de bancada variam de 220 a 3600 rpm. Portanto, a escolha quanto a esse ponto irá depender dos seguintes critérios:

  • Tipo de material a ser perfurado;
  • Rigidez do material;
  • Espessura do material;
  • Quantidade de perfurações;
  • Profundidade da perfuração.

Quanto mais velocidades o equipamento possui menor é a sua capacidade de perfuração. Dessa forma, elas devem ser analisadas no momento da compra. Aliás, toda pesquisa é válida antes da sua decisão.

Principais itens de composição da furadeira de bancada

A parte em que encaixamos a broca é chamada de madril, ele garante a fixação da peça. Porém, para que isso ocorra de maneira correta é preciso uma chave.

O cabeçote é o item mais importante, pois garante a perfuração do material. Mas, junto com a coluna, pois essa fixa ele e todas as peças da ferramenta.

Para apoiar peças pequenas tem a mesa móvel que possui uma manivela para regulagem da altura. Por fim, para grandes tem a base fixa. Assim, podemos destacar que os itens principais são:

  • Madril;
  • Cabeçote;
  • Coluna.

Quais itens deve considerar na hora de comprar uma furadeira de bancada

A princípio observe a peça. Ou seja, sua forma, dimensão e precisão irão direcionar quais as características o equipamento deve possuir.

Dessa forma, as principais a serem vistas no momento da compra são:

  • Potência (varia de 200 a 500W);
  • Giro reversível. Ou seja, capacidade de girar para ambos os lados;
  • Madril (varia de 0,50” a  5/8”);
  • Brocas (varia de 13 a 50mm de diâmetro);
  • Profundidade de perfuração (varia de 50 a 110mm);
  • Voltagem (110, 220 ou bivolt).

O importante é focar em qual trabalho será realizado. Assim, vai comprar a que melhor atenda às necessidades.

Vantagens e desvantagens de adquirir uma furadeira de bancada

As vantagens de se adquirir uma furadeira de bancada são muitas. Mas, devemos sempre nos atentar ao tipo de serviço e  local de execução.

Dessa forma, temos as seguintes vantagens e desvantagens:

Vantagens:

  • Precisão;
  • Ergonomia;
  • Diminuição de trepidação;
  • Perfuração de materiais espessos;
  • Velocidade;
  • Furos grandes e profundos.

Desvantagens:

  • Valor;
  • Mobilidade reduzida. Porque tem a base fixa.

Vale ressaltar que o valor de certa forma é acessível. Embora, dependa do que o operador vai fazer.

Os melhores modelos de furadeira de bancada

No mercado há diversos preços que dependem da potência, velocidade, madril e profundidade de perfuração. Nesse sentido, os valores podem variar de R$ 500,00 a R$ 3.600,00. Então, alguns exemplos de modelos são os que veremos a seguir.

Furadeira de Bancada da Vonder 5/8 Pol. 1/2HP – FBV016

Modelo Furadeira de Bancada da Vonder 5/8 Pol. 1/2HP - FBV016
Foto Reprodução: lojadomecanico.com.br

Para profissionais com alta demanda de serviço, que necessitam de velocidade é um bom investimento. Pois possui 16 níveis e 80 metros de profundidade nas perfurações.

É ideal para uso em metalúrgicas, serralherias, oficinas, carpintaria, conforme vemos suas características a seguir:

  • Potência de 500W;
  • Madril de 5/8”;
  • Brocas de 16 mm;
  • Profundidade de perfuração 80 mm
  • Voltagem 220V.

O comprador deve sempre atentar qual o trabalho que ele precisa realizar. Assim, pode-se avaliar o custo-benefício do investimento.

Prós:

  • Alta potência;
  • Grande capacidade de perfuração;
  • Excelente para uso industrial. Bem como, metalúrgicos.

Contras:

  • Ou seja, funciona somente em uma voltagem;
  • Equipamento pesado para transporte;
  • Valor elevado quando comparado a outros modelos.

Furadeira de Bancada da Motomil 250W 1/3 HP FBH-130l 220V

Modelo Furadeira de Bancada da Motomil 250W 1/3 HP FBH-130l 220V
Foto Reprodução: leroymerlin.com.br

Este modelo pode ser usado em pequenas marcenarias, carpintarias, serralherias e oficinas. Além disso, é ideal para artesãos que necessitam realizar perfurações que não demandam tanta profundidade.

  • Potência de 250W;
  • Madril de 0,5”;
  • Brocas de 13 mm;
  • Profundidade de perfuração 50 mm;
  • Voltagem 220V.

O modelo não é o mais indicado para empresas com grandes demandas. Portanto, deve-se atentar aos prós e contras.

Prós:

  • Excelente custo-benefício;
  • Alta capacidade de perfuração.

Contras:

  • Ou seja, funciona somente em uma voltagem;
  • Capacidade de 5 velocidades;
  • Baixa potência.

Furadeira de Bancada da Gamma 1/2″ 350W 127V

Modelo Furadeira de Bancada da Gamma 1/2" 350W 127V
Foto Reprodução: leroymerlin.com.br

Modelo compacto e com capacidade de atender pequenos estabelecimentos. Sendo assim, seu formato dinâmico e versátil o torna um ótimo investimento. Contudo, algumas característica devem ser analisadas por quem deseja comprar:

  • Potência de 350W;
  • Madril de 1/2”;
  • Brocas de 13 mm;
  • Profundidade de perfuração 110 mm;
  • Voltagem 110V.

Veja agora os prós e contras para esse modelo:

Prós:

  • Excelente custo benefício;
  • Alta capacidade de perfuração;
  • Ideal para locais sem grandes demandas de trabalho;
  • Leve para que o operador possa deslocá-lo.

Contras:

  • Monovolt (funciona somente em uma voltagem);
  • Capacidade de 5 velocidades.

Furadeira de Bancada 370W 1/2 HP FBM-160I 220V Motomil

Modelo Furadeira de Bancada 370W 1/2 HP FBM-160I 220V Motomil
Foto Reprodução: leroymerlin.com.br

Para você que quer velocidade e praticidade este é o modelo ideal. Pois, sua mesa giratória com capacidade de inclinação à 45º é um diferencial. Contudo, suas características principais são:

  • Potência de 370W;
  • Madril de 5/8”;
  • Brocas de 16 mm;
  • Profundidade de perfuração 60 mm;
  • Voltagem 220V.

Esta máquina é excelente para realizar perfurações em madeira. Portanto, é indicada para uso em serralheria e marcenaria, ou mesmo oficinas de pequeno porte. Mas, devemos sempre observar os prós e contras a seguir.

Prós:

  • Excelente custo-benefício;
  • Alta capacidade de perfuração;
  • Excelente para locais sem grandes demandas de trabalho;
  • Capacidade de 12 velocidades.

Contras:

  • Monovolt (funciona somente em uma voltagem);
  • Acabamento da máquina considerado regular.

Furadeira De Bancada da Schulz Para Metais Fb 13 250W 220V

Modelo Furadeira De Bancada da Schulz Para Metais Fb 13 250W 220V
Foto Reprodução: americanas.com.br

A furadeira de bancada Fsb 13 é ideal para quem busca um hobby. Ou ainda, para serviços residenciais em madeira, plástico e metal. Assim, é prática e bem versátil. Aliás, sua perfuração é de até 13 mm.

Tem 5 opções de velocidade, com mesa móvel e inclinável. Dessa forma, facilitando os trabalhos. Além disso, tem como adicionais alavanca de avanço, chave de liga e desliga. Por fim, o madril para brocas.

Prós:

  • Excelente custo-benefício;
  • Ideal para atividades domésticas;
  • Prática e versatil;
  • Contém mesa inclinável e móvel.

Contras:

  • Monovolt;
  • Capacidade de 5 velocidades.

Afinal, qual modelo tem maior custo-benefício

A Furadeira de bancada 350 watts FG13 – Ferrari (220V) apresenta um excelente custo-benefício (a de número 3). Aliás, seu valor é um dos principais destaques (R$ 659,00) e torna o equipamento atrativo. Além disso, seu design e formato deixam essa furadeira de bancada ainda mais atrativa. Ou seja, suas características se sobressaem diante de outros modelos.

De modo geral, a furadeira de bancada deve sempre ser usada com cuidado e atenção. Afinal de contas, trata-se de uma máquina com alta capacidade de corte.

A potência e profundidade de perfuração são essenciais durante a análise e escolha. Afinal, são essas características que direcionam para o melhor produto.

Vale ressaltar que o mais importante é a proteção da pessoa e do equipamento. Nesse sentido, mantê-los seguros é a garantia de um excelente trabalho e da durabilidade de sua máquina. Além disso, evita qualquer tipo de acidente

Como garantir a qualidade do equipamento

Observe se o local de instalação está coberto, protegido do calor, poeira e sem umidade. Afinal, é um item que tem um custo e que se bem cuidado sua durabilidade é extensa.

O local deve ser nivelado e a furadeira estar bem fixa a essa base para evitar trepidações. Porque elas podem danificar o equipamento. Além disso, pode estragar a peça que será perfurada. Assim, gerando um resultado negativo.

Tais cuidados garantem um excelente trabalho, manutenção do equipamento e preservação do operador.

Outro detalhe que deve ter atenção é o tempo de garantia do equipamento. Afinal, uma segurança estendida pode garantir maior satisfação do cliente. Além disso, transmite mais segurança.

Como a manutenção deve ser feita

Todo equipamento elétrico deve ser sempre bem guardado e protegido de umidade. Porque ninguém quer pagar tão caro e correr o risco de perdê-lo.

Para manutenção da furadeira de bancada deve-se ter atenção a alguns itens. Por exemplo:

  • Fixação na base: o operador deve verificar se o equipamento está fixo na bancada ou na mesa;
  • Lubrificação: sempre seguir as recomendações e não utilizar sem.
  • Limpeza: utilizar produtos recomendados e retirar resíduos de materiais perfurados;
  • Óleo: utilizar nas partes que não apresentam pintura para evitar oxidação que culminará na corrosão.
  • Temperatura: manter em ambiente com temperatura controlada.

Seguindo essas recomendações é garantido a segurança. Bem como, a durabilidade e o serviço de qualidade.

Clique para avaliar
[Total: 0 Nota: 0]