Tudo sobre beleza no Cupomzeiros.com

Vestido Corselet: Inspirações Incríveis Para Arrasar!

O vestido corselet é mais uma opção super bonita, sensual e cheia de história por trás do modelo, que traremos aqui, para deixar você por dentro das inspirações, da origem e mesmo da função política e social dessa peça.

O vestido corselet já foi símbolo feminino e refletia a cultura e os valores de uma época que tinha a representação da mulher muito bem demarcada.

Um tanto da história da sociedade também é contada através do que ela costura, veste e do que leva dentro do seu guarda-roupa.

Da opressão absoluta às conquistas importantes, a roupa também é prova documental do passado e do caminho percorrido por diferentes gerações.

Sem mais delongas, vamos aos detalhes, truques e dicas do que fazer para não errar na hora de comprar, vestir e desfilar por aí com seu vestido corselet sem medo de ser feliz e abrir mão da sua liberdade, porque esse é o verdadeiro sentido da palavra empoderamento.

Não confunda: as diferenças entre Corset, Corselet, Corpete e Espartilho

O Corset

Imagem com corset
Fonte: m.milanoo.com

Criado no século XVI, como uma espécie de colete para moldar a silhueta e dar sustentação ao seio, além de melhorar a postura. Ao longo do tempo, foi conservando suas características básicas, ao mesmo tempo em que se adaptou às curvas das mulheres, conforme os anos passados.

A peça era costurada em canaletas, com materiais que incluíam até cartilagem de baleia! Bem mais confortável que algum dia já foi, atualmente possui várias texturas, com amarrações com fitas que ficam bem justas ao corpo, cuja principal função é afinar a cintura.

Quando usado corretamente, pode atenuar queixas comuns do dia a dia, como flancos marcados e cintura dupla ou “estômago alto” e costelas saltadas (comuns com o uso contínuo de calças de cintura baixa).

Era usado quase como um sutiã, por mais bem trabalhado e ornamentado que fosse, sendo encarado como peça de moda íntima. Portanto, era vestido por debaixo da roupa, trabalhando (guardando-se as devidas proporções) de modo similar a uma cinta modeladora.

As cintas, por sua vez, apenas moldam o corpo momentaneamente. Este foi o pontapé para a criação, o surgimento e o sucesso de outras peças e febres que vieram na sequência!

O Corselet

Imagem com corselet
Fonte: Vanderleia Pereira – Pinterest

Essa peça é inspirada na primeira, mas mais simples que ela, com adaptações que a tornaram mais prática e durável também. Estruturados e resistentes, tanto quanto os mencionados acima, proporcionam mais conforto e são usados em composições com lingerie.

O Corpete

Imagem com corpete
Fonte: thevioletvixen.com

Pensado para ficar à mostra e é mais maleável que o anterior, feito de materiais mais leves. No lugar das amarrações, existem zíperes, fechos metálicos e botões decorativos, já que o objetivo da peça não é a compressão. Isso demarca também a diferença de preço dessas opções.

Ele também pode ser combinado com shorts, saias e calças e não tem necessariamente a função de lingerie, como é o caso do corselet.

O Espartilho

Imagem com espartilho
Fonte: Gabriela Ganz

Com menos camadas de tecido que um corset, e modelagem mais anatômica, conserva a função de comprimir e afinar a cintura. De todas as peças que vimos, alguns dos modelos são mais utilizados na moda íntima, enquanto outros podem compor looks do dia a dia.

Neste vídeo você conhece melhor essas diferenças!

O vestido Corselet

Inspirado na era vitoriana, ele foi sucesso de moda em 2018 e ainda atrai a atenção da mulherada onde quer que apareça. O vestido corselet inclui o próprio corselet em sua concepção e confecção, o que afina a silhueta além de estruturar a peça.

Com o movimento e dinamismo da moda, ele ganhou as ruas e virou febre, dando um ar sensual e despojado ao look, além de um toque de ousadia. Perfeitos para uma produção de noite, permitem o uso de brilho e tecidos nobres,

E para suavizar o aspecto de roupa íntima do seu vestido corselet, use de blazer e acrescente a isso o infalível truque da combinação monocromática.

O Vestido Corselet e o dia do casamento

Abrimos os trabalhos da nossa série de inspirações, falando dos vestidos de noiva. Isso mesmo! O vestido corselet também faz sucesso entre as noivas e é uma das opções queridinhas para a hora de subir ao altar.

Como tendência do outono de 2020, apareceu como um detalhe gracioso na parte superior do vestido, remetendo a lingerie, como já dissemos, e presente em diversos modelos. A seguir, separamos alguns exemplares para vocês.

Imagem com vestido corselet de noiva com tule
Vestido Corselet noiva tomara que caia – Fonte: Uol

Sensualidade e romance definem o modelo, com esse corselet, com o fundo nude e detalhes em branco, acrescido do bordado de flores e da leveza da saia de tule.

Não passou muito tempo do mês de maio, tradicionalmente conhecido por ser o mês das mães e noivas, então aqui vão mais inspirações nesse sentido.

Imagem com vestido corselet de noiva com renda
Vestido corselet noiva medieval – Fonte: Uol

Esse segundo modelo lembra os vestidos da era medieval, principalmente pela capa usada sobre o vestido. Nele, o corselet tem o fundo feito com renda e as armações bem destacadas em branco, que é o detalhe que deixa a parte do cima do vestido com cara de lingerie.

Vamos ao vestido corselet, modelo noiva, número 3:

Imagem com vestido corselet de noiva alongado
Vestido corselet com alças – Fonte: uol

Esse modelo de vestido corselet para noivas, além de firmar o tronco, sua parte de cima também acintura e alonga a silhueta, principalmente por causa das armações verticais.

Esses vestidos, ao mesmo tempo em que vestem bem, são elegantemente reveladores, e esse jogo, essa mistura, caracteriza peças assim, com bastante atitude e personalidade.

Vestido corselet de festa

Imagem com vestido corselet midi florido
Vestido corselet midi – Fonte: Le Blog

Esse aqui é um exemplo de vestido corselet cujo comprimento é midi e encaixa perfeitamente tanto em ocasiões casuais, quanto de festa!

Com o estilo meio praiano e leve, esse vestido também parece perfeito para confraternizações e festas de fim de ano.

A vibe clean do modelo e a estampa floral contrastam com a sensualidade da fenda (que deixa as pernas a mostra) e essa brincadeira confere elementos interessantes e versáteis à peça.

Ao mesmo tempo em que parece não haver nada de muito sofisticado, é uma opção que não deixa a mulher em nada deselegante!

Os vestidos corselet também parecem ser boa opção para mulheres que têm seios pequenos e caídos, uma vez que como dissemos, dá a eles algum grau de estabilidade e sustentação, sobretudo pela espécie de bojo agregado à roupa, em algumas de suas versões.

Mais modelos de vestido corselet para festa, você encontra abaixo:

Imagem com 4 vestidos corselet diferentes
Vestido corselet para festa (em diferentes cores e tecidos) – Fonte: modacolmeia.com

O corselet como peça única…

O corselet também pode ser usado enquanto peça única. Você sabia? Além de naturalmente inspirar os decotes de vestidos lindíssimos, o corselet também pode aparecer por cima de calças, saias e blusas, como uma espécie de cinto.

Isso também fará da sua produção um verdadeiro charme e demonstrará aos que passarem por você, que é uma mulher bastante segura e de muita atitude. Você encontra por aí o seu vestido corselet até mesmo em versão “animal print”, invadindo vitrines e passarelas.

Para o caso de você escolher usar o corselet com calça, o ideal é optar por um tipo mais comprido, que cubra a parte de cima da calça.

Como podemos ver nas imagens, essa peça invade os tapetes vermelhos de fama, festas e casórios e cai bem com belos brincos e com os mais diversos penteados: cabelos presos (como coques) ou soltos (por sobre os ombros e o colo – área do corpo da mulher em maior destaque nessas peças.

Imagem com corselet branco e conjunto bege
Fonte: revistaglamour.globo.com
Imagem com corselet branco de renda e calça preta
Fonte: Kahtarri Underwood – Pinterest

Vamos pensar um pouco?

Uma pausa nas dicas de moda para refletir, vale a pena: ao longo do tempo, diversas mulheres se colocaram a frente de movimentos libertários e emancipatórios para o gênero, e isso não se discute.

Essa força, para além do vestuário, invadiu outras áreas da vida e impulsionou a quebra de paradigmas e a conquista de direitos mega importantes. O que se afirmou e perpetuou na história, e como já foi pontuado, o personagem central do nosso texto tem participação em tudo isso.

Mas, vocês concordam que de lá para cá algumas coisas ainda insistem em permanecer?

Percebem que nós mulheres de maneira geral ainda perseguimos determinados ideais de beleza? A tão sonhada cintura fina alcançada com os apertões dos espartilhos e corselets do passado, permanece enquanto desejo e referência de beleza, pelo menos para parte de nós, ainda hoje!

Não que isso em si seja um grande problema, mas…

Talvez, a direção seja refletir o que continua alimentando esses valores e essas buscas e aonde elas parecem ou pretendem nos levar, apesar de toda a informação de que dispomos e consciência que já desenvolvemos.

O contraste com a modernidade

As mulheres de 2022 seguem no movimento de repaginar essa peça, com versões atuais do que era chamado “corset vitoriano” no século XIX. Em grande parte, isso se deve a influência de personalidades que viraram influência de estilo de vida e espelhos do mundo fashion.

Entre essas figuras podemos citar as irmãs Kardashian, sinônimo de glamour, cuja vida virou até reality show e sua cintura, estilo ampulheta, uma meta estética para muitas mulheres. Importa salientar que a busca desmedida por um corpo curvilíneo pode comprometer severamente a saúde física e mental da mulher.

Porque é sobre ela mais especificamente que incidem com força maior a chamada “ditadura da beleza” e os padrões que a acompanham. O importante a se destacar aqui, é que não há um “corpo perfeito” para uso do corselet.

Vale não utilizá-lo apertando demais ou por um tempo muito prolongado, de modo que possa vir a comprometer a sua saúde, afinal não está com nada passar aperto para se vestir bem, certo?!

O vestido corselet no estilo vintage

Imagem com vestido corselet vinatge azul
Vestido corselet longo Vintage – Fonte: dressandgo.com
Imagem com vestido corselet vintage preto com branco
Fonte: ChrysanaOficial – Instagram

Ao mesmo tempo em que a mulher tem ao seu dispor modelos de vestido corselet bastante modernos e trabalhados em detalhes, também pode trilhar outros caminhos de moda, optando por modelos mais simples, limpos, sem muita informação visual e até mesmo no estilo vintage!

O longo ilustrado acima aparece para contemplar você que tem esse tipo de predileção e afinidade e parece ser um viés adequado, se aí do outro lado está uma madrinha de casamento.

A libertação dos espartilhos também veio graças à segunda guerra mundial, quando as mulheres começaram a precisar trabalhar fora, vestindo roupas menos justas, que as deixassem livres para atividades socialmente masculinas à época, como o trabalho nas fábricas.

O vestido corselet e o manifesto da Madona

Documenta-se que a escritora e inventora britânica Roxey Ann Caplin tenha criado o espartilho, visto por muitos como sinônimo das demais peças que apresentamos aqui.

Nesse espaço de entrelaçamentos em que a história se costura – falando em peças de roupa – lembramos o icônico espartilho desenhado por Jean-Paul Gaultier, para a turnê Blond Ambition, de Madonna.

Como artista e influenciadora que é, ela veste a peça e a sustenta durante o show, para trazer à tona a associação dessa com a ideia e a possibilidade de liberdade de movimento e expressão, em oposição à representação que carregou durante séculos!

O movimento “Meu corpo, minhas regras” ganha forma e identidade com transformações e revoluções como essa, o que desperta e incentiva outras mulheres a verem o conforto e o poder de escolha como possibilidade.

Falando nisso, olha esse aqui…

Imagem com vestido corselet vermelho
Vestido corselet em vermelho marsala – Fonte: closetdas2.com

O vermelho é popularmente conhecido como a cor da paixão, o que realça ainda mais a força feminina e o ar de intensidade. O batom vermelho também tem sua marca na história, e muitas mulheres ainda hoje têm receio de usá-lo, por ter sido, a certa altura, associado a mulheres prostitutas.

Foi no reinado de Elizabeth I, a partir de 1558, na Inglaterra, que o produto chegou à nobreza. A rainha era fã do visual com a pele pálida e os lábios bem vermelhos e de lá para cá, nós mulheres ganhamos mais um símbolo de liberdade e empoderamento.

Mais um vermelho para a conta!

Imagem com vestido corselete vermelho longo com flores brancas
Vestido corselet vermelho floral – Fonte: bugigangaria.com

A amarração na cintura e as flores na estampa dão um visual todo primaveril à produção e muito delicado para você que se identifica com essa atmosfera mais romântica e doce, com frescor. A fenda também faz uma presença bonita e interessante para quem ostenta o modelo.

A última das nossas inspirações para o seu vestido corselet

Imagem com vestido corselet rosa com flores
Vestido corselet rosa floral (com cinto) – Fonte: Pinterest

Mais um modelo floral e com fenda, numa cor em tom pastel. Os tons sóbrios também têm seu charme e dão conta de um visual super delicado e ao mesmo tempo leve e livre, similar ao nude que mostramos alguns exemplos acima.

O cinto ao meio, da mesma cor do resto da peça, marca sutil e elegantemente a cintura e as pedrinhas em volta da fivela dão um arremate incrível ao vestido, estrategicamente pensado para conquistar guarda-roupas e corações da mulherada.

O formato do bojo parece sustentar bastante os seios, e dar um formato bem acomodado e desenho muito bonito. As alças, embora delicadas e finas, parecem bem firmes, te deixando pronta e segura para arrasar!

Agora, vamos recapitular?

Como peça única, o corselet também pode:

  • Ser usado com uma blusa – por cima de regatas e camisas de manga curta ou comprida – se forem de algodão, você ainda ganha o bônus do conforto;
  • Combinado com uma calça – pode ser jeans ou qualquer outro modelo de corte skinny, mas não se esqueça de cobrir a parte de cima da calça;
  • Junto a uma saia – o tipo de saia é o que define o estilo da combinação: se quiser que o visual fique mais prático escolha modelos menos rodados e sem babados;
  • Com um vestido – desde modelos mais vintage, até os mais modernos e acinturados, navegando por essas referências e mescla de gerações.
  • Com agasalho – pode ser blazer ou de qualquer tipo, bem acinturado;
  • No casamento – muitas vezes podem vir decorados com pedrinhas brilhantes e pequenas pérolas. As noivas não ficam de fora dessa tendência de moda, afinal, o tapete vermelho até o altar, também é uma bonita passarela.

Hora de botar o look para jogo… Vambora?

Como vimos, o vestido corselet é considerado por muitos como um modelo de festa e tem a parte de cima (mais especificamente o decote) bastante característica e facilmente identificável, mesmo para quem é pouco conhecedor de moda ou não é em nada familiarizado com tecidos, linhas e tesoura.

Tudo porque ele é um vestido que traz como herança o legado de outra peça marcante, que é o corselet, acrescentando referências e traços do vestuário do passado para este dos nossos dias.

Apesar desse vestido “cair como uma luva” para eventos de pompa, como festas glamourosas e cerimônias tradicionais, vestindo bem madrinhas e noivas, por exemplo, ele também “tá on” se você procura por uma produção no estilo “menos é mais”.

Do moderno, ao delicado, do clássico ao bufante princesa, com ou sem amarrações e/ou fendas, mais curto ou mais longo, ou até com tule, quando o assunto é vestido corselet, tem de tudo…

Para todos os gostos, bolsos e tamanhos, incluindo as etiquetas “plus size”. Os blogs de moda costumam dar ótimas dicas para te ajudar a encontrar a opção que é a sua cara.

Seja como for, vista-se de alegria!

Se tem uma coisa que as pesquisas sobre esse vestido mostram, é que ele é plural, assim como são as mulheres…

Nele cabem todos os tecidos, cores, comprimentos, acessórios, estampas e modos de vestir, porque lugar de mulher é onde ela quiser e aqui falamos também da roupa que a faça feliz!

O contrário disso já não cabe na sociedade em que vivemos e significa dar passos para trás, que não dialogam com os debates e as pautas em efervescência nos nossos dias.

Ah! Vale uma pontuação aqui: o chamado corselet, corselete ou corselê, pode ser dito ou ter seu nome escrito de formas diferentes.

Ele também é uma peça fácil de ser produzida – é possível encontrar moldes e tutoriais de como fazê-lo, muito facilmente, na internet e suas características são mais perceptíveis e diferenciáveis quando olhado mais de perto e mais atentamente.

Anota aí!

Existem especialistas na prática do uso de espartilhos para a afinação da cintura, caso esse seja o seu objetivo. Não deixe de procurá-los, para resguardar sua integridade e saúde e evitar exageros e prejuízos!

Agora vai lá, se monta e põe a cara no sol!

você pode gostar também
Comentários