Tudo sobre beleza no Cupomzeiros.com

Conheça o Coque Desconstruído e Entre Na Moda Despojada

Acabou o reinado do penteado certinho. O estilo dominante é o de fios levemente rebeldes, e o coque desconstruído defende muito bem essa moda!

O coque é um penteado clássico que pode ser usado em diversas ocasiões e costumava ser opção para festas e eventos mais formais.

Mas o penteado também pode ser feito de maneira desconstruída para ser usado em situações mais informais, como festas durante o dia.

Ele tem raízes no chamado “messy hair”, ou “cabelo bagunçado”, que engloba também as beach waves e diversas outras saídas para um visual cada vez mais espontâneo, natural e leve.

É hora da nossa seleção. Olhos atentos, mulherada!

Imagem com Coque desconstruído para noivas
Coque desconstruído para noivas – Fonte: Pinterest

Quando o assunto é o penteado da noiva, o coque é sempre uma opção clássica. Uma variação deste, o coque desconstruído é uma opção moderna e superinteressante, principalmente para as noivas que vão se casar durante o dia.

Um estilo de penteado com efeito trançado, com os fios desarrumados e mechas soltas, dá um efeito descontraído e elegante.

Há uma infinidade de modelos que podem ser feitos, tanto com o coque embutido – em que o formato não fica à mostra – quanto com a esfera com fios bagunçados, deixando o penteado todo mais afofado diferente do coque clássico, conforme demonstrado na foto.

Imagem com Coque desconstruído em cabelo curto
Coque desconstruído em cabelo curto – Fonte: Pinterest

Cada fiozinho aparentemente fora do lugar foi pensado para ser assim. Vale deixar algumas mechas soltas e até investir em um adorno de cabelo poderoso, como presilhas ou grampos decorados.

O truque, na verdade, está na preparação dos cabelos: nada de frizz. O cabelo deve ser escovado ou bem texturizado para conquistar um ar sofisticado sem muito esforço.

Especialmente para a mulher brasileira que prende o cabelo no verão, a ideia é que o penteado pareça estar se desfazendo.

Os penteados são como acessórios: finalizam o look e trazem elegância e sofisticação com aquele toque final. Para tanto, engana-se quem pensa que é necessário sempre ir a um salão de beleza e essa seleção é capaz de provar!

Imagem com Coque desconstruído alto
Coque desconstruído alto – Fonte: Pinterest

Nada como, num dia quente, levantar o cabelo e sentir um ventinho soprar na nuca. Uma boa tática para aliviar o forte calor do verão é prender o cabelo em um coque, penteado que reúne beleza e funcionalidade.

Mergulhando um pouco na história, na Grécia antiga, em que o cuidado com a aparência era evidente, as mulheres usavam o coque para indicar status. Lá, eles já eram desconstruídos e feitos com os cabelos encaracolados.

As chamadas “it girls” o usam bem alto, no topo da cabeça, pela beleza e praticidade para enfrentar os dias de calor.

Imagem com Coque desconstruído baixo
Coque desconstruído baixo – Fonte: Pinterest

Na Europa medieval, as rainhas usavam coques altos, bem presos e volumosos, simbolizando hierarquia, seriedade e poder.

Um longo salto na história se deu, e nos anos 1960, as atrizes Brigitte Bardot e Audrey Hepburn transformaram o coque em sucesso novamente, deram a ele estilo e afastaram o conceito de “penteado de vovó”.

Hoje eles se consolidaram como preferência entre as mulheres e provam sua capacidade de se reinventar!

Eles estão por todos os lugares em vários estilos: mais altos, baixos, do lado, milimetricamente presos ou com fios parcialmente soltos, rosquinhas e principalmente os retrôs.

Imagem com Coque desconstruído médio
Coque desconstruído médio – Fonte: Pinterest

É tudo sobre descomplicar e, num piscar de olhos, estar pronta.

Desde uma make no melhor estilo “acordei pronta” até o uso de roupas confortáveis têm feito mais sentido para a contemporaneidade. Com os penteados não poderia ser diferente:

O coque desconstruído, bagunçado ou “podrinho”, como é carinhosamente chamado, segue essa onda, que depois da pandemia que vivemos faz mais sentido que nunca!

As mechas displicentes num coque desconstruído suavizam a expressão e deixam o look com ar romântico.

Eles aparecem com ar de improvisados – como se tivessem sido amarrados de qualquer jeito no topo ou na lateral da cabeça, mas, na verdade, são estrategicamente presos.

Imagem com Coque desconstruído "top model"
Coque desconstruído “top model” – Fonte: Pinterest

Em inglês, ele é chamado de “messy bun“.

A cara de penteado desmanchando é, também, ideal para as madrinhas de casamento – além das noivas, mencionadas no topo da nossa lista -, e além de não pecar em nada no quesito estético, tira o aspecto sério dos coques de festa.

Mas, ele também cai como uma luva para aqueles “bad hair days”, em que bate a preguiça de fazer um penteado com muitos detalhes ou mais elaborado ou em viagens onde a sua prioridade é mesmo conhecer e curtir os lugares.

Se você tem um cabelo liso, oleoso ou misto, a dica é aplicar uma pomada em pó para desprender ainda mais o cabelo da raiz e dar volume ao coque despojado.

Imagem com Coque desconstruído em cabelo cacheado (três alturas)
Coque desconstruído em cabelo cacheado (três alturas) – Fonte: Pinterest

Valorizar todos os tipos de fio, dos lisos aos crespos é uma das magias e vantagens desse penteado. Eis um visual lido como alternativo, que comporta também todos os comprimentos de cabelo.

O charme do coque “podrinho” é transmitir a sensação de cabelo de quem acaba de acordar e não teve tempo de lavá-lo, daí o termo.

Ele é a cara do verão, mas também pode ser usado em outras estações do ano. Se o contato dos fios com a pele te incomoda durante o verão, esse penteado preso pode trazer mais frescor para você.

Ao fazê-lo em casa em alguns minutos, não ligue para alguns fios que ficam arrepiados ou que caem um pouquinho na frente do rosto, são eles que dão o charme ao visual.

Imagem com Coque desconstruído 2 em 1
Coque desconstruído 2 em 1 – Fonte: Pinterest

Esses toques aqui valem super a pena:

Sempre veja se os grampos estão com aquelas pecinhas de borracha nas pontas.

Do contrário, o ferro do material vai danificar os fios e pode até machucar o seu couro cabeludo e não faça o coque (e nenhum outro penteado estruturado) todos os dias.

Seus fios vão ficar quebradiços, pois fazer coques com muita frequência acaba danificando a raiz dos fios, principalmente na região mais próxima ao rosto.

O estilo “podrinho” já é muito usado por famosas no mundo todo e pode conferir aos cabelos efeito tanto opaco – um cabelo totalmente sem brilho – quanto efeito acetinado, que tem um brilho suave.

Ambos são representativos da ideia do penteado reaproveitado do dia anterior como se tivesse sido arrumado de maneira despretensiosa.

Imagem com Coque desconstruído extenso
Coque desconstruído extenso – Fonte: Pinterest

A regra é despentear. Às vezes, por mais que a gente tente deixar o cabelo da forma que gostamos, ele parece não colaborar.

Ressecado, desidratado, com muito volume, com pouco volume, muito frisado ou lambido demais, seja qual for o motivo de descontentamento, essa pode, sim, ser vista como uma “solução coringa”.

Ele traz uma vibe super fresh para o look e combina tanto com makes mais leves quanto com as mais elaboradas. Vai fundo! Pode investir no penteado podrinho que a maquiagem dá aquela equilibrada na beleza.

Pentear os fios de baixo para cima para criar volume é um dos truques para acertar na tendência e o mais bacana de tudo é que um penteado como esse se torna ainda mais fácil de copiar para quem já tem os fios naturalmente ondulados ou rebeldes.

Imagem com Coque desconstruído acompanhado por brincos grandes
Coque desconstruído acompanhado por brincos grandes – Fonte: Pinterest

Essa trend dos cabelos já foi parar até mesmo em edições de tapetes vermelhos lá da gringa e é, disparado, o penteado favorito da nossa Bruna Marquizine, haja vista que a atriz já foi flagrada, diante das câmeras ou em bastidor, aderindo a esse tipo de produção para suas madeixas.

Se você mesma for fazer o seu, quando for prender, procure esconder a ponta do cabelo na parte de baixo do coque, para garantir um melhor acabamento.

Aplicar na lateral do coque uma flor bem colorida dá um ar gostoso de primavera, para combinar com o clima do mês e a vibração da estação do ano do momento.

Que o Instagram e o TikTok são grandes disseminadores das tendências, isso também não podemos negar. Além da TV e das revistas de moda – muito consumidas tempos atrás, é das redes sociais que sai a maior parte das inspirações!

Imagem com Coque desconstruído para carnaval
Coque desconstruído para carnaval

O coque bagunçado é a típica “colher de toda festa”. Uma opção maravilhosa também para festas de rua e populares como o Carnaval!

Soteropolitano, carioca ou recifense, quando você veste aquele shortinho confortável e põe um tênis macio e um abadá e não quer saber de mais nada além da folia, esse é comprovadamente o seu aliado.

Passar horas em pé pulando ou correndo atrás do trio elétrico fica mais fácil quando o cabelo é menos um aspecto com que se preocupar, não é mesmo?!

Um dos hits entre as fashionistas, a relação de amor entre esse penteado e as mulheres é do tipo ioiô, pois vai e volta, repetindo-se como febre de tempos em tempos – assim como ocorreu anos atrás – e ultrapassando prescrições do tipo penteado para malhar.

Imagem com Coque desconstruído para academia
Coque desconstruído para academia – Fonte: Pinterest

Penteados para academia podem ser a salvação para quem possui cabelos médios, ou longos, e sofre com os fios grudando no suor, enroscando nas roupas e embaraçando. Isso, além de atrapalhar o nosso desempenho durante os exercícios, acaba prejudicando até mesmo a nossa saúde capilar.

Montar o seu look da maneira mais confortável e adequada possível pode fazer uma baita diferença na qualidade da sua performance!

Poucas pessoas sabem, mas o suor pode danificar – e muito – os nossos cabelos, deixando-os com um aspecto mais ressecado e quebradiço.

O nosso suor é composto por água, sais minerais e sódio e o contato constante com essa química acaba levando à queda de cabelo e ao surgimento de caspa no couro cabeludo.

Fios opacos e frágeis definitivamente não combinam com você, o bom e velho coque bagunçado, sim!

Imagem com Coque desconstruído com franja
Coque desconstruído com franja – Fonte: Pinterest

Quem usa franja sabe que ela é estilosa por si só, seja de qual tipo for, o estilo deixa os cabelos com um balanço natural, e na hora de criar penteados, as franjinhas podem brilhar ainda mais no look.

Não! Não é preciso esconder ou disfarçar os fios da frente quando for apostar em hairstyles como o queridinho “half bun” ou o famoso coque alto e podrinho.

Coque alto – também chamado de top knot – é um dos penteados que mais deixa a franja em destaque por ter os fios restantes do cabelo presos no topo da cabeça.

A franja pode ser média, curtinha ou longa, e a ideia é deixá-la solta e arrumada de forma brincante.

Para as fãs da tendência “messy”, o coque no topo, o já queridinho half bun, também fica ainda mais estiloso com fios soltinhos sobre o rosto ou nas laterais, no caso das franjas cortininhas.

Imagem com Coque desconstruído "Gilr Boss"
Coque desconstruído “Gilr Boss” – Fonte: Pinterest

O termo “podrinho” não se restringe apenas ao visual dos penteados, tá?

Quando o assunto é vestuário, ele também entra no vocabulário para fazer referência a determinados tipos de tecido, trabalhados em peças fresquinhas, leves, macias e confortáveis, cujo caimento se molda facilmente ao corpo.

Elas fazem sucesso no verão, sendo, assim como nosso coque, uma ótima opção para enfrentar a elevação dos termômetros!

Trazemos tantas informações por aqui para falar de aparência e autoestima porque sim! Roupas e penteados confortáveis podem estar atrelados a imagem de mulher bem-sucedida e a ambientes profissionais, flexibilizando um pouco, quando da rigidez desses espaços (sobretudo os de natureza corporativa, ainda hegemonicamente masculinos).

Imagem com Coque desconstruído com trança
Coque desconstruído com trança – Fonte: Pinterest

As tranças também podem agregar ao seu coque podrinho, conforme evidencia a foto. Elas também passaram pela desconstrução, fazendo muitas adeptas. Quem não se lembra?

Historicamente, os primeiros registros de tranças no mundo foram encontrados em estátuas há mais de 20 mil anos, mas seu surgimento é datado do ano 3.500 a.C.

Ao longo de todos esses anos foram sofrendo alterações, de acordo com o grupo étnico, a religião, o status e seguiram fazendo a cabeça, literalmente, das pessoas através de diversos períodos e civilizações.

Seja na Grécia antiga, no antigo Egito, nas tribos africanas, com os Vikings ou na realeza europeia, elas sempre foram um penteado muito presente, que ajudava, inclusive, a identificar a cultura daqueles povos através do tipo de trançado.

Sozinhas ou incrementando outros penteados, as tranças são fenômenos atemporais e universais!

Imagem com Coque desconstruído com visão de perfil
Coque desconstruído com visão de perfil – Fonte: Pinterest

Para complementar ainda mais esse tipo de visual, você pode investir batom de cor bem marcante, como vermelho ou vinho dependendo do horário e do estilo da ocasião em que for marcar presença.

Festas de fim de ano, debutantes ou solenidades de formatura também vão bem com esse tipo de arranjo, ideal para não se preocupar tanto com a ordem dos cabelos até o fim da farra!

A assimetria é outra sugestão para deixar o seu coque mais moderno, ideal para sua festa de formatura.

Porém, isso não significa que ele deverá ser feito de qualquer forma, afinal, a ocasião é especial. Ao primeiro fio fora do lugar, atribuímos à natureza do penteado, e ninguém irá contestar.

A curtição joga a favor da produção, e até que se prove o contrário, permanece tudo sob controle, ainda que você seja a última a sair da festa.

Imagem com Coque desconstruído com tiara
Coque desconstruído com tiara – Fonte: Pinterest

E voltamos às noivas…

Na hora do casamento, além de decidirem detalhes sobre a decoração e sobre o vestido, o sapato e a maquiagem, uma parte importante do processo é também escolher como ficam os cabelos.

Além de precisar combinar com a personalidade da noiva e com o estilo do vestido, o penteado também deve conversar com todo o estilo do casamento.

O que evidenciamos aqui é que se engana quem pensa que o coque podrinho só serve para casamentos no campo ou na praia: casamentos de gala, mas menos tradicionais, também podem contar com ele.

Quanto à sua estrutura, ele é menos preso ao resto do cabelo para criar mais movimento.

Imagem com Coque bagunçado sob ângulo traseiro
Coque bagunçado sob ângulo traseiro – Fonte: Pinterest

Com um coque bagunçado – seja ele qual for – o colo é uma parte do corpo que fica super a vista, então na hora de escolher e fazer o seu, escolha também uma roupa que valorize de maneira correta essa região.

Pode ser um decote que o deixe a vista, ou uma blusa mais coberta pra criar um certo mistério. Vale treinar em quem se dispuser como voluntária em casa ou entre amigas, ou em você mesma, em frente ao espelho, vendo vídeos nacionais e internacionais, que mostram o passo a passo desse penteado, até alcançar o que você considera ideal:

Pause, use legendas e preste bastante atenção na imagem, visto que essa habilidade manual é mais orientada pela observação visual que por qualquer outro recurso.

Coque desconstruído no detalhe:

Imagem com Passo a passo do coque bagunçado no cabelo cacheado
Passo a passo do coque bagunçado no cabelo cacheado – Fonte: Pinterest

A receita é simples:

Primeiro, faça um rabo de cavalo bem alto com um elástico fino e, na última volta, prenda só a pontinha do cabelo. Em seguida, separe o cabelo e vá prendendo com grampos até formar o coque.

Por último, basta puxar pequenas mechas depois que o cabelo estiver preso e firmar cada uma no topo da cabeça com a ajuda dos grampinhos. Sinta-se livre para adicionar algum adereço, se quiser, pensando numa finalização mais elaborada.

Muito além do coque bagunçado

Apesar de aparentemente básico e minimalista, o coque pode oferecer muitas opções e surpreender você: desde a região da cabeça onde aparece, até o formato que o penteado lembra. Vamos à lista:

  • Coque alto;
  • Coque baixo;
  • Coque lateral;
  • Coque rosquinha;
  • Coque abacaxi;
  • Coque banana;
  • Coque ‘Pun’;
  • Coque grego;
  • Meio-coque;

E o coque bagunçado, podrinho ou desconstruído. Aposto que vocês não imaginariam que fosse esse um universo tão vasto, certo? A moral da história é: não subestime o potencial de um coque!

Do coque da faxina ao coque de passarela – As duas faces de uma mesma moeda!

É ótimo quando um penteado além de bonito também é fácil de fazer, não é? É tudo o que nós mulheres desejamos… Quase como um presente de fada madrinha!

A falta de habilidade de muitas de nós somada às múltiplas exigências dos nossos dias, torna a opção do coque desconstruído, imbatível, implacável com a concorrência pelo coração das moças.

Então? Tá esperando o que para copiar o seu favorito, inspirada na seleção que construímos?

Ela foi feita pensando em você… Aproveita!

você pode gostar também
Comentários