O Melhor guia informativo sobre compras na internet.

12 Melhores Livros de Autoajuda: Uma lista Inesquecível

Quer ler um livro que tenha potencial de te ajudar a viver de uma forma melhor? Saiba quais são os 12 melhores livros de autoajuda aqui nesta lista.

Foi-se o tempo em que ler livros de autoajuda era malvisto. Hoje em dia, escritores dos mais diversos backgrounds acabam por publicar seus trabalhos de uma vida sobre motivação, autoconhecimento, vida financeira e autoamor de forma embasada e distante dos velhos chavões.

Assim, atualmente, existe um mercado crescente e muito responsável em torno da autonomia e da melhora de cada pessoa. A própria época de pandemia incentivou uma reflexão acerca do ser, da finitude da vida e da priorização do bem-estar. Essa melhora se dá através de muitos mecanismos – palestras, aulas, entrevistas e, é claro, livros.

Psicólogos, palestrantes, artistas, monges e estudiosos podem ter suas teorias, experiências e descobertas acessadas através de seus livros de autoajuda. Então, que tal saber mais sobre excelentes livros desse estilo e escolher sua próxima leitura?

Os 12 melhores livros de Autoajuda:

As coisas que você só vê quando desacelera – Haemin Sunim

Foto: As coisas que você só vê quando desacelera – Haemin Sunim

Escrito pelo professor Haemin Sunim, budista da Coreia do Sul, seu livro de autoajuda é considerado uma obra de transformação pessoal. É um dos livros encantadores que ultrapassam as fronteiras e ganham o mundo, com um subtítulo que já promete muito – Como manter a calma em um mundo frenético.

O autor traz histórias, pensamentos, frases curtas e textos mais elaborados em 256 páginas. É, sem dúvida, um dos best sellers mais cativantes da atualidade e traz reflexões que levam o leitor a questionar o mundo de dentro para fora: se a nossa mente desacelera, o mundo faz o mesmo. É, definitivamente, um dos melhores livros de autoajuda que você poder ler.

O mundo não é objetivamente alegre nem triste para produzir um sentimento correspondente em nós. Pelo contrário. Os sentimentos se originam da projeção da experiência subjetiva da nossa mente no mundo. O mundo não é inerentemente alegre nem triste; ele apenas é.

As coisas que você só vê quando desacelera – Haemin Sunim

O livro As coisas que você só vê quando desacelera – Haemin Sunim é bom?

A coragem de ser imperfeito – Brené Brown

Imagem com A coragem de ser imperfeito - Brené Brown
Foto: A coragem de ser imperfeito – Brené Brown

Brené Brown ficou mundialmente famosa após sua palestra do TedTalk viralizar e se manter como uma das mais assistidas da plataforma até hoje. O assunto? O poder da vulnerabilidade, que muito mais tem a ver com coragem do que com fraqueza.

Professora e pesquisadora dos EUA, Brené Brown estuda coragem, vulnerabilidade, vergonha e empatia há quase duas décadas, e seus livros de autoajuda viraram best sellers. Esse, com 208 páginas, pode alterar os rumos de quem o lê, e de forma muito bonita.

Conversar consigo mesmo da maneira que faria com alguém que você amasse e estivesse tentando encorajar no meio de um desastre.

A coragem de ser imperfeito – Brené Brown

O livro A coragem de ser imperfeito – Brené Brown é bom?

Talvez você deva conversar com alguém – Lori Gottlieb

Imagem com Talvez você deva conversar com alguém - Lori Gottlieb
Foto: Talvez você deva conversar com alguém – Lori Gottlieb

O subtítulo do livro já diz muito: Uma terapeuta, o terapeuta dela e a vida de todos nós. Com 448 páginas, há uma honestidade e uma sensibilidade muito especiais presentes em cada página escrita por Lori Gottlieb, que captam quem faz terapia, quem a tem como profissão e pessoas comprometidas com a própria saúde mental.

Há uma mistura histórias de pacientes com as próprias vivências da autora, mostrando a perspectiva tanto do paciente quanto da terapeuta. Os relatos são tocantes, singelos e cativam o leitor até que ele perceba como certas questões atravessam a todos, em uma importante caminhada de descobertas, e uma boa fonte de autoconhecimento e autodescoberta.

A única saída é atravessar. A única maneira de se chegar ao outro lado do túnel é passando por dentro dele, e não o rodeando.

Talvez você deva conversar com alguém – Lori Gottlieb

O livro Talvez você deva conversar com alguém – Lori Gottlieb é bom?

O ano em que disse sim – Shonda Rhimes

Imagem com O ano em que disse sim - Shonda Rhimes
Foto: O ano em que disse sim – Shonda Rhimes

Shonda Rhimes é uma conhecidíssima diretora e produtora de séries muito famosas – como Grey’s Anatomy, Scandal e How to get Away with Murder. Poucos imaginariam sua jornada como introvertida e sua dificuldade em estar em público, ou as oportunidades perdidas por receio de desagradar.

Shonda escreveu o livro para motivar as pessoas a dizerem sim a partir da sua experiência: expondo-se e conseguindo aproveitar oportunidades antes negadas por receio da exposição ou das imperfeições, esse livro de 256 páginas pode ajudar muitas pessoas.

Não peça desculpas. Não explique. Jamais se sinta inferior. Quando você sente a necessidade de pedir desculpas ou explicar quem é, significa que a voz em sua cabeça está contando a história errada. Comece do zero. E reescreva.

O ano em que disse sim – Shonda Rhimes

O livro O ano em que disse sim – Shonda Rhimes é bom?

O homem mais rico da Babilônia – George S. Clason

Imagem com O homem mais rico da Babilônia - George S. Clason
Foto: O homem mais rico da Babilônia – George S. Clason

Para os que buscam boas obras para melhorar a forma de lidar com dinheiro, O homem mais rico da Babilônia, do escritor americano que viveu no século XIX, traz lições através das práticas de sucesso dos babilônicos.

Essa região era desprovida de recursos naturais e todo seu crescimento se deveu às lógicas humanas. Com 11 parábolas e apenas 160 páginas, o livro traz soluções muito inteligentes e é um dos melhores livros de autoajuda. Apesar das épocas distantes analisadas ou mesmo apesar de ter sido escrito há muito tempo, todo o seu conteúdo continua muito atual.

Você aprendeu as lições. Aprendeu primeiro a viver com menos do que podia ganhar. Depois, aprendeu a aconselhar-se junto àqueles cuja competência deriva de suas próprias experiências. E, finalmente, aprendeu a fazer o ouro trabalhar para você

O homem mais rico da Babilônia – George S. Clason

O livro O homem mais rico da Babilônia – George S. Clason é bom?

A morte é um dia que vale a pena viver – Ana Claudia Quintana Arantes

Imagem com A morte é um dia que vale a pena viver - Ana Claudia Quintana Arantes
Foto: A morte é um dia que vale a pena viver – Ana Claudia Quintana Arantes

Outro exemplo de palestra do TedTalk que ganhou o mundo, Ana Claudia Quintana Arantes, uma médica que lida com cuidados paliativos aqui no Brasil, aborda temas pouco falados – a morte, a finitude da existência e toda a inquietação em torno disso. Seu próprio subtítulo diz que esse é, justamente, um motivo para ter um olhar novo sobre a vida.

Ana Claudia traz que entender da impermanência faz com que se viva plenamente, mas tudo de um ângulo muito diferente do usual senso comum. É uma obra fascinante e que distancia a ideia inevitável da morte da angústia que não precisa ser inerente.

É mágico como a dor passa quando aceitamos a sua presença. Olhemos para a dor de frente, ela tem nome e sobrenome. Quando reconhecemos esse sofrimento, ele quase sempre se encolhe. Quando negamos, ela se apodera da nossa vida inteira.

Ana Claudia Quintana Arantes

O livro A morte é um dia que vale a pena viver – Ana Claudia Quintana Arantes é bom?

Roube como um artista – Austin Kleon

Imagem com Roube como um artista - Austin Kleon
Foto: Roube como um artista – Austin Kleon

O artista e escritor Austin Kleon mora no Texas e escreveu o que alguns chamam de manifesto de como ser criativo e autêntico. É mais uma palestra que acabou viralizando e ganhando um livro. É um livro ilustrado, leve, mas muito poderoso para qualquer pessoa que queira se conectar melhor com sua própria imaginação.

Roubar de um artista é entender as referências e, a partir dela, criar uma versão própria, com muito respeito e sem plágios. O escritor traz de forma prática um caminho que pode ser muito necessário para seus leitores.

O manifesto é esse: Desenhe a arte que você quer ver, comece o negócio que quer gerir, toque a música que quer ouvir, escreva os livros que quer ler, crie os produtos que quer usar – faça o trabalho que você quer ver pronto.

Roube como um artista – Austin Kleon

Roube como um artista – Austin Kleon é bom?

Mindset – Carol S. Dweck

Imagem com Mindset - Carol S. Dweck
Foto: Mindset – Carol S. Dweck

A escritora e pesquisadora Carol S. Dweck tem ph.D em psicologia e desenvolveu métodos para suceder e ter motivação. Ou seja, o livro tem um excelente embasamento e revela ótimos mecanismos de resolução de problemas e enfrentamento de obstáculos.

Os livros de autoajuda trazem maneiras possíveis para lidar com os objetivos que todos nós temos, mas nem sempre conseguimos buscar na forma mais assertiva. É um livro de 312 páginas e uma ótima ferramenta para explorar o próprio potencial, e um dos melhores livros de autoajuda da atualidade.

Digo simplesmente que um mindset de crescimento ajuda as pessoas a considerar o preconceito aquilo que ele realmente é: a opinião de outros sobre elas — e a confrontá-lo com sua capacidade e sua confiança intactas.

Mindset: A nova psicologia do sucesso – Carol S. Dweck

O livro Mindset – Carol S. Dweck é bom?

Você pode curar sua vida – Louise L. Hay

Imagem com Você pode curar sua vida - Louise L. Hay
Foto: Você pode curar sua vida – Louise L. Hay

A autora e palestrante Louise L. Hay, falecida há cerca de 5 anos, deixou um vasto legado de padrões de pensamento sobre cura, autoamor e mudança. O livro traz uma importante lição em defesa da própria capacidade de transformação, aceitação e capacidade individual.

O livro é dividido em quatro partes, e cada uma delas esmiúça a filosofia de Louise, que discorre sobre como a autocrítica e os medos podem ser perigosos e autodestrutivos, os desconstrói e oferece centelhas essenciais de esperança e certeza de que as coisas podem, sim, ser alteradas por cada um. Um best seller muito bem-vindo.

O amar a si mesmo, amar o eu, começa com jamais nos criticarmos por nada. A crítica nos tranca dentro do padrão que estamos tentando modificar. A compreensão e os sermos gentis conosco mesmos nos ajudam a sair dele. Lembre-se, você esteve se criticando por anos e não deu certo. Tente se aprovar e veja o que acontece.

Você pode curar sua vida – Louise L. Hay

O livro Você pode curar sua vida – Louise L. Hay é bom?

Em busca de nós mesmos – Clávis de Barros Filho e Pedro Calabrez

Imagem com Em busca de nós mesmos - Clávis de Barros Filho e Pedro Calabrez
Foto: Em busca de nós mesmos – Clávis de Barros Filho e Pedro Calabrez

Unindo filosofia, neurociência e informalidade, Clóvis de Barros Filho e Pedro Calabrez trazem, nesse livro, desassossegos sobre a vida e diálogos que podem trazer tanto perguntas quanto respostas, com influência e base de grandes pensadores como Spinoza, Platão e Aristóteles.

De forma acessível, questões muito complexas são debatidas e trazidas para a realidade. É garantido que o leitor terá enormes reflexões sobre si mesmo e sobre a vida e terá suas próprias conclusões para tirar a partir desses dois respeitados acadêmicos brasileiros.

O livro Em busca de nós mesmos – Clávis de Barros Filho e Pedro Calabrez é bom?

O poder do subconsciente – Joseph Murphy

Imagem com O poder do subconsciente - Joseph Murphy
Foto: O poder do subconsciente – Joseph Murphy

Joseph Murphy, profundo conhecedor espiritual e mental, é, até hoje, um dos escritores, professores e palestrantes mais respeitados do mundo. Seu livro trata sobre o potencial que o subconsciente tem de revolucionar a vida e os objetivos de cada pessoa, estendendo essa possibilidade a todos.

A filosofia de Murphy é simples: acreditar e libertar a mente. Cada pensamento, segundo o livro e segundo o autor, tem a capacidade de desbloquear acontecimentos e efeitos. Tudo o que é ensinado é feito a partir de histórias verdadeiras e pode ser um livro incrível e inesquecível para você.

No subconsciente, você encontrará imensa sabedoria, poder infinito, um suprimento incalculável de tudo de que necessita. E tudo isso está à espera do momento em que o descubra, desenvolva e lhe dê expressão.

O poder do subconsciente – Joseph Murphy

O livro O poder do subconsciente – Joseph Murphy é bom?

12 regras para a vida: Um antídoto para o caos – Jordan B. Peterson

Imagem com 12 regras para a vida: Um antídoto para o caos -  Jordan B. Peterson
Foto: 12 regras para a vida: Um antídoto para o caos – Jordan B. Peterson

Por fim, em uma ótima adição aos melhores livros de autoajuda disponíveis hoje, Jordan B. Peterson escreveu um poderoso livro sobre transformação pessoal. Psicólogo clínico, o também escritor passa uma importante mensagem sobre responsabilidade, mudança e sabedoria a partir também da mitologia, para que as pessoas tomem as rédeas da própria existência.

As ditas regras são uma tentativa de resistir ao caos gerado por um mundo acelerado e, muitas vezes, difícil de significar. Vale a pena ler as histórias reais tanto da trajetória clínica do autor quanto da sua própria vida.

Busque o que é significativo, não o que é conveniente.

12 regras para a vida: Um antídoto para o caos – Jordan B. Peterson

O livro12 regras para a vida: Um antídoto para o caos – Jordan B. Peterson é bom?

As pessoas também perguntam:

Qual o melhor livro para abrir a mente?

É plenamente compreensível que a leitura, por si, ajuda as pessoas a entenderem muito melhor as outras, em um importante exercício de empatia.

Livros de autoajuda podem contribuir muito para esse desbloqueio de certos pensamentos – com destaque para nomes como o de Brené Brown e Louise L. Hay.

A literatura também pode ser uma importante fonte de descobertas, com títulos extremamente importantes como O sol é para todos (Harper Lee) e 1984 (George Orwell).

Quais os tipos de livro de Autoajuda?

Livros de autoajuda podem tratar sobre várias questões, mas as principais giram em torno de autoestima, controle de estresse, criatividade, espiritualidade, felicidade, motivação, autotransformação e autoconhecimento.

Qual é o melhor livro motivacional?

São livros de autoajuda altamente recomendados hoje, que tratam sobre o importante tema motivacional:

O milagre da manhã (Hal Elrol), A coragem de ser imperfeito (Brené Brown), Roube como um artista (Austin Kleon), Comece pelo porquê (Simon Sinek), entre outros.

Considerações Finais:

Gostaram da seleção de melhores livros de autoajuda? Esperamos fortemente que sim.

A leitura de qualquer gênero deve ser incentivada e compreendida como um movimento muito positivo na vida. É comprovado que ler é um lazer, além de aumentar a capacidade empática dos leitores, que conseguem se colocar no lugar não apenas do personagem, mas como das pessoas ao seu redor e em todo o mundo, independentemente das diferenças culturais ou distâncias.

O gênero da autoajuda, ainda mais, tem um papel central na modificação de cada indivíduo que se propõe a colocar, realmente, em prática, cada lição que faça sentido. O autoamor, a mudança de hábitos e atitudes diárias, a colocação em prática de premissas bem embasadas podem mudar a qualidade de vida das pessoas.

Mais que isso, tudo é feito de forma muito autônoma e de forma leve, respeitando cada ritmo, o que pode ser importante para o respeito de cada tempo, que pode variar muito de pessoa para pessoa.

Assim, considere que os livros de autoajuda devem, antes de ser lidos, ser avaliados com muito cuidado – é muito importante saber sobre a formação do autor e do que ele se propõe a falar, para que o aprendizado tenha legitimidade e para que tudo seja feito com cuidado.

Já leu algum desses títulos? Comente aqui e envie essa lista para alguém que possa se interessar por algum dos títulos selecionados. Você pode estar dando um presente valiosíssimo ao fazer isso.

Até a próxima, Cupomzeiros!

Clique para avaliar
[Total: 1 Nota: 5]
você pode gostar também
Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.