Dicas para superar o término de um namoro

Você precisa de ajuda para superar o término de um namoro? Aqui você vai receber a ajuda que precisa!

Uma mulher negra em uma foto preto e branco, com lágrimas douradas.
Você não precisa chorar para sempre.
Foto de Lucxama Sylvain no Pexels.

Poucas coisas pesam tanto em nossas vidas quanto um namoro. Mas o término de namoro pode ser algo muito doloroso e deixar alguém sem esperança. No entanto, havia vida antes do namoro. Por isso, podemos ter certeza que haverá vida após o término de namoro.

Uma situação difícil, mas não insuperável

As pessoas não entram em relacionamento pensando em qual será a melhor maneira de encerrá-lo. Os planos iniciais são sempre de que o amor dure para sempre, isto é, que nunca acabe. Mas sabemos que não é sempre assim.

As coisas nem sempre saem como planejamos, imprevistos acontecem, tentamos nos adaptar para poder seguir com o relacionamento. No entanto, nem sempre isso é possível. A relação toma uma proporção que não deveria tomar e o término de namoro acaba sendo a melhor, ou até mesmo a única saída para se manter a sanidade.

Por mais que às vezes a gente tente se conformar com a situação, é de conhecimento comum que essa é uma situação difícil. Com um relacionamento romântico, vem uma série de expectativas como casamento, lua de mel, até mesmo filhos para algumas pessoas e tantas outras coisas que pairam no imaginário popular.

Apesar de todos os empecilhos e desafios, é possível superar um término de namoro. Inúmeras pessoas já sobreviveram ao término de namoro, você também pode conseguir isso. Mas lembre-se, você não está sozinha nessa, você pode contar com a ajuda de amigas, amigos e até mesmo  de terapeutas. Vamos explorar um pouco mais sobre isso.

Por que o relacionamento acabou?

Algo que acontece muito após um término de namoro é a pessoa ficar se questionando por que acabou. É natural questionar isso, porque já havia uma jornada construída com a outra pessoa, muitos sonhos haviam se desenvolvido e o futuro havia sido planejado com a presença da outra pessoa.

Sendo assim, até certo ponto, é normal sentir uma leve tontura e ficar insistindo na pergunta por qual motivo o relacionamento acabou. A resposta nem sempre é evidente e por isso a dúvida persiste martelando.

Mas às vezes a verdade não tem segredo. A pessoa errou com você de uma maneira que não deveria errar. Ou ainda, ela cometeu uma série de erros que foram sistematicamente planejados. Tudo bem se você quis perdoar e não seguir adiante com a relação, tendo optado pelo término de namoro.

Às vezes, as feridas que outras pessoas causam em nós só conseguem cicatrizar distante da pessoa que as causou. Portanto, não há problema em escolher o término de namoro. Todo mundo tem seus limites e você não é obrigada a suportar tudo por causa da outra pessoa.

No entanto, se foi você que errou com a pessoa e foi deixada, isso não significa que você seja uma pessoa cruel e sem coração. Todo mundo erra. Pedir perdão e seguir em frente é o caminho para a libertação. Você tentou que as coisas dessem certo, mesmo não fazendo as melhores escolhas. Sendo assim, você precisa se livrar dessa culpa e se perdoar também, para poder seguir adiante.

Superando o término de namoro na prática

Há muitas ideias que pairam no imaginário popular quando o assunto é término de namoro. Algumas dicas podem ajudar, mas outras nem tanto. No entanto, ainda há pessoas a se ouvir. Bons conselhos já foram pensados e podem ser muito eficazes no momento como esse.

Há psicólogas e psicólogos que se colocam à disposição para ouvir ajudar quem está passando por um momento assim. Os conselhos a seguir foram retirados da fala da psicóloga Débora Brand em um programa de televisão.

Um amor se cura com um outro amor?

Com frequência, as pessoas pensam que para se recuperarem de um término de namoro, tudo que elas precisam é de um novo namoro. As expectativas sobre esse amor é que ele vai restaurar tudo o que foi perdido com o anterior, sendo assim, será uma espécie de remédio.

No entanto, essa não é maneira saudável de lidar com relacionamentos. Em um término de namoro, a pessoa que está sofrendo se sente em pedaços. Se ela entrar em um novo relacionamento, ela o fará em pedaços também. Entrar assim não é uma boa ideia. É preciso estar inteira para entrar em um relacionamento.

Portanto, é muito saudável pensar que o único amor que realmente cura outro amor é o amor próprio. É preciso gastar tempo consigo se recompondo, se refazendo, tornando-se inteira novamente. Amar-se é o primeiro passo para superar um término de namoro.

O que facilita seguir em frente?

Ainda pensando no foi dito anteriormente, o que ajuda é focar em você. Toda adversidade tem um grande potencial de ensinar algumas coisas. O objetivo agora é pensar: o que você pode aprender com isso? O que você pode levar de bom dessa relação? Em vez de ficar pensando no ex-parceiro ou ex-parceira, a imaginação agora deve seguir para como viver uma vida sem ele ou ela.

Agora é voltar os olhos para você. Lembre-se do das coisas que você gostava de fazer. É tempo de se reencontrar, amar a si mesma, cuidar de si mesma e lembrar-se de quem realmente você é. Você era alguém antes do namoro, você vai continuar sendo alguém depois desse término de namoro. Você poderá ser alguém mais forte. Ter essas coisas em mente vai facilitar você seguir em frente.

Devo dar uma outra chance?

Uma dúvida que pode surgir é se você deve dar uma outra chance após o término de namoro. Lamento dizer, mas não há uma regra evidente para isso. Essa é uma decisão que você vai ter que pesar na balança e ver se vale ou não apena.

Às vezes foi um erro bobo e que pode ser recuperado. No entanto, cabe a você e a mais ninguém decidir sobre isso. Se relacionamento era saudável, as chances de volta são maiores. Mas se era uma relacionamento não saudável e que gerava muitos desconfortos, dar outra chance pode ser uma grande bobeira.

Seu espaço precisa sempre ser valorizado. Você precisa ser respeitada por quem você é. Suas outras relações como trabalho e amizades não podem sofrer por causa de um namoro. Portanto, pense bem nessas questões.

O que fazer para evitar a carência?

Com o término de namoro, as pessoas podem se sentir desesperadamente carentes. Mesmo que a outra pessoa do relacionamento não fosse uma boa pessoa, ainda era uma presença constante que preenchia muitos momentos da sua vida.

Por isso, a carência pode ser vista como algo até mesmo normal, uma vez que você terá que lidar com uma ausência que não era frequente na sua vida. Isso pode parecer algo assustador, mas não precisa ser. Pare para pensar em quanto tempo livre você terá e como poderá preenchê-lo de outras formas.

Que tal aproveitar o tempo para maratonar aquelas séries e filmes que você nunca tinha tempo?  Por que não se aventurar numa história extensa e fraternal como O senhor dos Anéis? Já pensou em encontrar com as amigas e os amigos? E fazer uma viagem? Há muita coisa para fazer. É uma nova jornada em direção ao reencontro consigo mesma.

Em nenhuma hipótese, a solução para a carência deve estar em buscar em um outro namoro. Você precisa se preencher de si novamente, para entrar completa numa relação. Já ouviu dizer que procurar um namoro quando se está carente é o mesmo que ir ao supermercado com fome?

Carente você não estará em condição de fazer uma escolha sensata como entrar em um namoro.

Ignorar é a melhor opção?

Aqui entramos em mais uma questão em que as coisas não são preto no branco. Não há um certo e um errado definitivo. Mas isso vai depender das condições do término de namoro. Então, novamente você terá que ponderar e agir de acordo com as circunstâncias.

Se o término de namoro foi algo conversado, algo que foi amadurecido em conjunto, talvez ignorar a outra pessoa não seja algo essencial para o rumo que a sua vida está tomando nessa nova jornada.

No entanto, se o término de namoro foi algo abrupto e que você não esperava de jeito nenhum e que está deixando muitas mágoas, ignorar é a melhor opção. Não é saudável ficar obcecada procurando ex nas redes sociais, ou vendo se a pessoa está online. Essa obsessão pela outra pessoa tem que acabar e não deve ser alimentada. Por isso, se afastar, até mesmo bloquear a pessoa por um tempo pode ajudar muito.

Como faço para me valorizar depois de um término de namoro?

A autovalorização é algo que deve estar presente antes mesmo dos relacionamentos. Com essa prática contínua, a sensação de abandono pode diminuir em situações como o término de namoro. Por isso,  o caminho para superação passa pela autovalorização.

O término de namoro é uma oportunidade para se redescobrir. Durante um relacionamento, as personalidade das pessoas envolvidas se entrelaçam de uma maneira sem igual. Você passa a gostar de coisas que não gostava e a fazer outras que não faziam parte do seu hábito.

Você precisa se valorizar procurando saber o que realmente você gosta de fazer. Descobrir o que te dá prazer sem a presença daquela outra pessoa. Ligue para aquelas amigas e amigos que você não tinha tanto tempo. Se precisa, procure a ajude de uma psicóloga ou psicólogo. Enfim, redescubra-se!

Você já leu bastante coisa até aqui. Agora é sua hora de agir e redescobrir a pessoa maravilhosa que você é!

Você pode gostar também

Damos valor à sua privacidade Nós e os nossos parceiros utilizamos tecnologias, como cookies, e processamos dados pessoais, como endereços IP e identificadores de cookies, para personalizar anúncios e conteúdos baseados nos seus interesses, avaliar o desempenho desses anúncios e conteúdos, bem como para obter informações sobre o público que os visualizou. Clique abaixo para consentir a utilização desta tecnologia e o processamento dos seus dados pessoais para estas finalidades. Pode mudar de ideias e alterar as suas opções de consentimento a qualquer momento voltando a este site. Aceito Mais detalhes