Cistos: o que são, principais tipos e tratamentos

Todos já ouviram falar de cistos, mas poucos entendem realmente o que são. Descubra agora mesmo as principais características a respeito de cistos!

O que são cistos?

Cistos são sacos membranosos (nódulos) que possuem fluidos, ar e diversas outras substâncias. Eles são capazes de surgirem e se desenvolverem em qualquer parte do corpo.

Existem diversos tipos de cistos, sendo que boa parte deles são benignos, ou seja, não possuem células cancerígenas.

A necessidade de tratamento irá depender do local onde o cisto foi formado, o tipo de cisto, se este é doloroso ou não, e se há infecções por bactérias, fungos e outros microorganismos.

Como saber se possuo um cisto?

Para muitas pessoas, identificar um cisto pode ser uma tarefa complicada. O ideal é uma consulta imediata com um profissional da saúde. Porém existem alguns aspectos que podem ser analisados.

Geralmente, o cisto é uma espécie de “bola” ou protuberância que surge na pele. Há uma sensação de uma bolsa que cresce debaixo da pele.

No entanto, nem todos os cistos podem ser sentidos na pele. Muitos deles se desenvolvem dentro de órgãos, afetando o pleno funcionamento dessas estruturas.

Um exemplo muito comum é encontrado nos ovários policísticos. Esses cistos que se formam dentro dos ovários não podem ser sentidos, mas afetam funções reprodutivas e a fertilidade da mulher.

Além disso, é bom notar que boa parte dos cistos visíveis e presentes na pele não causam dor. Para que isso ocorra, é necessário que essas estruturas estejam:

  • Muito grandes;
  • Infectadas;
  • Se desenvolvem em regiões sensíveis do corpo;
  • Afetando a funcionalidade de um órgão;

Tipos de cistos

Existem diversos tipos de cistos, os quais podem ser desenvolvidos em partes variadas do corpo humano. Muitos deles podem ser assintomáticos e desaparecerem com o tempo. Porém, existe tipos que são mais complexos e necessitam de tratamentos específicos.

[ATENÇÃO: IMAGENS SENSÍVEIS]

Cisto epidermóide

cisto epidermóide
Cistos epidermóides são, geralmente, pequenos nódulos que surgem na pele. Reprodução: https://healthjade.com/epidermoid-cyst/
  • Os cistos epidermóides são nódulos pequenos preenchidos de queratina (um tipo de proteína).
  • Se o tecido que envolve o cisto for rompido, a queratina que está dentro se espalha pela pele local e pode causar uma inflamação ou infecção.
  • É um tipo de cisto que, quando não infeccionado, é indolor e pode desparecer com o tempo.

 

Cisto cebáceo

cisto cebáceo
Esse tipo de cisto pode inflamar em decorrência da presença de microorganismos. Reprodução: https://www.treatnheal.com/conditions/infected-sebaceous-cyst-on-head-back-penile-shaft-antibiotic-treatment-removal/
  • São comumente presentes no pescoço, cabeça e torso.
  • É um tipo de cisto não cancerígeno.
  • Geralmente, é indolor. Pode causar dor quando está infectado ou muito grande.
  • O crescimento desse tipo de cisto é lento e não causa riscos à saúde das pessoas.

Cisto nos seios

cisto nos seios
Cistos nos seios podem desaparecer naturalmente. Reprodução: https://br.pinterest.com/greatwolfg/breast-cyst/
  • Cistos nos seios, geralmente, são não cancerígenos.
  • É importante analisar a aparência dos seios para identificar alguma anormalidade, a fim de que a mulher procure um profissional da saúde.
  • As mulheres devem estar acostumadas às sensações comuns de seus seios, para que, caso haja alguma diferença, um médico seja procurado.
  • Esse tipo de cisto nem sempre é possível ser sentido. Muitas vezes, exames são necessários para a identificação dessas estruturas.

Cisto pilonidal

cisto pilonidal
Cisto pilonidal pode ser decorrente da fricção com a roupa. Reprodução: https://www.digestground.com/what-causes-pilonidal-sinus-to-inflame/
  • O cisto pilonidal é um tipo de cisto que, geralmente, é encontrado perto do ânus, na região da “divisão” entre as nádegas.
  • Eles recebe este nome (pilonidal) por conter pelos no interior do nódulo.
  • Esse tipo de cisto se desenvolve por causa dos pelos da região, além da fricção e do calor por causa de roupas apertadas e de uso constante.
  • Geralmente, é um tipo de nódulo bem pequeno, vermelho e com pus. Pode ser infeccionado facilmente.
  • O que indica a infecção é a dor ao levantar e sentar, dores ao colocar as roupas íntimas, presença de pus e sangue na região, além de uma pele sensível e avermelhada.

Cisto no ovário

cisto no ovário
CIstos nos ovários são bem comuns e podem desaparecer naturalmente. Reprodução: https://en.wikipedia.org/wiki/Ovarian_cyst
  • Os cistos no ovário são pequenos nódulos ou sacos que se formam dentro ou na superfície de um ou dos dois ovários.
  • É bem comum mulheres desenvolverem cistos nos ovários em algum momento de seu desenvolvimento.
  • Vários desses cistos são inofensivos, não causam desconforto e desaparecem com o tempo.
  • Quando os cistos causam sintomas, este, geralmente sã: dores pélvicas, dores no abdômen inferior ao lado do cisto, dores na lombar, náusea e até vômitos.
  • É necessário consultar um médico quando há dores intensas e repentinas nas pélvis e no abdômen ou quando há febre e vômito.

Chalázio

Chalázio
O chalázio tem relação com a glândula que lubrifica o olho. Reprodução: http://www.lookfordiagnosis.com/mesh_info.php?term=Chalazion&lang=1
  • Esse tipo de cisto pode surgir a partir da inflamação da glândula meibomiana, responsável pela produção de um óleo que lubrifica a região.
  • O chalázio é um tipo de nódulo pequeno que fica presente na pálpebra, perto do olho.
  • Geralmente, esse tipo de cisto é indolor e desparece dentro de poucas semanas.
  • Pode deixar a pele da região irritada, sensível e avermelhada. Pode ter a presença de pus, indicando uma infecção.

Cisto de Baker

Cisto de Baker
Esse cisto também é chamado de poplíteo. Reprodução: http://corewalking.com/bakers-cyst-image/
  • Também conhecido como cisto poplíteo, o cisto de Baker é um nódulo cheio de líquido que é formado atrás dos joelhos.
  • A presença desse cisto causa usa sensação de aperto e tensão quando se dobra ou estende as pernas. A dor pode ser piorada com movimentação.
  • Geralmente, o cisto de Baker é resultado de um problema na articulação dos joelhos, como uma complicação na cartilagem ou uma artrite.

Acne

acne
A acne é muito comum entre indivíduos na fase da puberdade. Reprodução: https://www.healthline.com/health/cyst
  • É possível que cistos decorrentes de um tipo acne severa se formem na face.
  • Formada debaixo da pele. esse tipo de cisto só é formado por causa da acne, que pode ser agravada por questões hormonais, bactérias, oleosidade e células de tecidos mortos.
  • Os cistos decorrentes da acne pode se desenvolver para outras regiões do corpo, como pescoço, braços, costas e peitos.
  • É necessário notar que o tratamento desses cistos deve ser feito por um dermatologista, que deve avaliar a condição da pele do paciente, recomendando os melhores tratamentos.

Cisto de pelo encravado

cisto de pelo encravado
Este tipo de cisto é comum entre pessoas que depilam com lâminas. Reprodução: https://www.healtholino.com/ingrown-hair-cyst-causes-symptoms-and-removal-treatment/
  • A origem desse cisto é simples: quando um pelo cresce para outras direções que não para fora, ocorre uma pequena inflamação na pele, surgindo o cisto.
  • Esse tipo de cisto é extremamente comum entre pessoas que depilam, visto que, quando o pelo é retirado, ele pode crescer em outra direção.
  • É possível que esse tipo de cisto se infeccione, especialmente se a pessoa ficar tocando nele com frequência ou tentar tirar o pelo por conta própria.
  • A aparência dele é simples: geralmente, é vermelho, branco ou amarelo com um pelo no centro.

Cisto Pilar

cisto pilar
O cisto pilar é bem conhecido pelo seu lento crescimento. Reprodução: https://www.medicalnewstoday.com/articles/321405.php
  • O cisto pilar é um tipo que se desenvolve perto de folículo capilar (conjunto de células que formam um tubo).
  • É um cisto não cancerígeno que cresce lentamente, sendo reconhecido, muitas vezes, quando já está com um tamanho considerável.
  • São facilmente encontrados no couro cabeludo e não causam dor ou desconforto.
  • Por ser um nódulo cheio de líquido, a consistência desse cisto é firme, e, mesmo crescendo no couro cabeludo, não possui fios de cabelo no centro.

Cisto Mucoso

cisto mucoso
Cistos mucosos podem desaparecer naturalmente, sem intervenção médica. Reprodução: https://www.youtube.com/watch?v=2aOuv_X_spA
  • Cistos mucosos são pequenos nódulos pequenos que crescem na boca, dedos dos pés e das mãos.
  • Eles são inofensivos, podem ser indolores e extremamente desconfortáveis.
  • Muitas vezes, esse tipo de muco desaparece com o tempo, sem a necessidade de intervenção médica.

Cuidados gerais

É necessário notar que a presença de cistos no corpo humano, ao longo do seu variado desenvolvimento, pode ser algo comum.

No entanto, deve-se sempre observar as condições normais e saudáveis do corpo, para que, caso surja alguma anormalidade, a situação possa ser analisada por uma equipe de profissionais da saúde.

Portanto, se cistos aparecerem em partes do seu corpo, especialmente se incomodam e são acompanhados de outros sintomas, busque orientação médica.

Desse modo, nenhum tipo de autodiagnóstico, sem acompanhamento de profissionais, possui precisão e eficiência para o tratamento de cistos.

 

Você pode gostar também

Damos valor à sua privacidade Nós e os nossos parceiros utilizamos tecnologias, como cookies, e processamos dados pessoais, como endereços IP e identificadores de cookies, para personalizar anúncios e conteúdos baseados nos seus interesses, avaliar o desempenho desses anúncios e conteúdos, bem como para obter informações sobre o público que os visualizou. Clique abaixo para consentir a utilização desta tecnologia e o processamento dos seus dados pessoais para estas finalidades. Pode mudar de ideias e alterar as suas opções de consentimento a qualquer momento voltando a este site. Aceito Mais detalhes